Envie mensagem ou ligue
Informações

Cursos de Graduação

Tudo que você precisa saber sobre cursos de graduação:
entenda a diferença entre os diversos tipos, método de ingresso,
carga horária, avaliações, características dos cursos e encontre a
opção ideal para você.

Buscar cursos de graduação
Digite o curso
Digite as faculdades
Até quanto pode pagar?
Encontrar minha vaga

O que é curso de graduação?

A graduação é o nome dado ao primeiro nível da formação universitária. Ao concluir o curso, o diploma universitário dá ao graduado o direito de exercer a profissão escolhida, realizar pesquisas ou dar aula sobre a área de estudo. Também o habilita a seguir a vida acadêmica para fazer uma pós-graduação , o nível seguinte do Ensino Superior.

Entenda a graduação

Quando ingressa em uma faculdade ou universidade, o aluno está começando a sua vida no Ensino Superior. O primeiro título de formação desse nível de estudo é a graduação. Durante a formação Básica, ou seja, até o 3º ano do Ensino Médio, a educação é programada e o aluno precisa estudar o que está definido nos planos de ensino. Ao finalizar o nível básico, o estudante precisa escolher qual carreira seguir.

Quem pode fazer uma graduação?

Para ingressar em uma graduação no Brasil, é obrigatório que o estudante já tenha o certificado de conclusão do Ensino Médio. O documento é exigido para que alguém possa ter acesso à faculdade.

Tipos de graduação

Existem três categorias de cursos de graduação: bacharelado, licenciatura e tecnológica. Cada uma possui suas diferenças e peculiaridades. Portanto, é muito importante entendê-las antes de escolher o que cursar.

1. Bacharelado

O bacharel é o grau concedido para o estudante graduado em algum curso de bacharelado. É focado em formar profissionais que desejam atuar no mercado de trabalho da profissão escolhida.

Um exemplo é o aluno que possui um diploma de bacharel em Direito. Ele poderá atuar como advogado, juiz, promotor e outros cargos na área da Justiça. O bacharel realiza o exercício da profissão que optou, mas não pode dar aulas em instituições de ensino.

A maior parte das graduações oferecidas nas universidades brasileiras concede o bacharelado em seus cursos de todas as áreas: Exatas e Tecnológicas, Humanas, Artes e Biológicas. A duração média para um aluno se formar é de 3 a 6 anos.

2. Licenciatura

A licenciatura é para aquele estudante que pretende dar aulas na Educação Básica (Ensino Fundamental, Médio ou Profissionalizante). Durante a graduação, ele é preparado para lecionar o que aprendeu em sua área do conhecimento. Os cursos costumam durar entre 4 e 5 anos.

As principais licenciaturas estão relacionadas às disciplinas ministradas nos colégios de Educação Básica, como Ciências Biológicas, Ciências Sociais, Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Letras, Matemática, etc.

3. Tecnológica

O curso tecnólogo , ou curso superior de tecnologia , é uma modalidade de graduação interessante para quem deseja entrar rapidamente no mercado de trabalho. Os estudantes são preparados para exercerem atividades em áreas específicas de determinadas profissões.

Também com peso de nível superior, uma graduação tecnológica costuma ter uma duração mais curta que os tradicionais cursos de bacharelado e licenciatura. Para obter o diploma, o tecnólogo estuda de 2 a 3 anos.

O Ministério da Educação (MEC) divide esses tipos de cursos em 13 eixos tecnológicos. Alguns deles são: Ambiente e Saúde, Controle e Processos Industriais, Desenvolvimento Educacional e Social, Gestão e Negócios, Informação e Comunicação e Infraestrutura.

Bacharel X Licenciatura

Alguns cursos dessas modalidades possuem a mesma base curricular inicial nas faculdades. Há casos em que o aluno de licenciatura passa a ter um conteúdo diferente de quem faz bacharelado somente após um determinado momento do curso. Na licenciatura, também é comum que o aluno passe a estudar disciplinas relacionadas à Pedagogia, Didática e Psicologia, que o habilitam a ministrar aulas.

Também existem universidades em que o candidato deve escolher entre um curso de bacharelado ou licenciatura na hora de se inscrever para o vestibular ou de fazer a matrícula na instituição. Portanto é preciso ficar atento na hora de escolher.

Como ingressar em uma graduação

Depois de escolher a carreira e o tipo de graduação de sua preferência, você deve procurar universidades que oferecem esse curso. É importante realizar uma boa pesquisa para encontrar uma instituição que atenda às suas expectativas. Procure referências sobre as faculdades e tenha certeza de que elas sejam reconhecidas pelo MEC.

Os certificados comprovam que as universidades passaram pelas rigorosas avaliações realizadas pelo ministério. Sendo assim, possuem estrutura adequada para que os alunos possam adquirir o conhecimento necessário para exercerem a profissão. O diploma das instituições regulares são melhores vistos pelo mercado de trabalho.

Após escolher as faculdades de seu interesse, é preciso entender como funciona o processo seletivo. Existem diferentes formas de ingressar em universidades e cada instituição pode realizá-las de uma maneira própria. Os mais tradicionais são os vestibulares, mas há também o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) , transferências, entre outros métodos.

Aprovado no processo seletivo? Agora é a hora de se matricular na faculdade. Você deve ficar atento aos prazos e aos documentos obrigatórios para que sua situação fique adequada às exigências da instituição de ensino. Preste atenção também à data de início das aulas.

Enem

Atualmente, o Exame Nacional do Ensino Médio é o principal método de ingresso no Ensino Superior. A prova substitui os vestibulares tradicionais de grande parte das universidades do Brasil.

Além de processo seletivo, o Enem também é a melhor maneira de conseguir um financiamento estudantil pelo Fies e de ingressar em uma instituição pública, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O exame ainda dá a possibilidade de acesso ao Programa Universidade Para Todos (Prouni), que oferece bolsas de estudo parciais e integrais em universidades particulares.

Bolsas de Estudo

A maioria das vagas para cursos superiores no Brasil está em universidades particulares. Por isso, há uma procura muito grande por bolsas de estudo para que as mensalidades das faculdades sejam mais acessíveis para os alunos.

Ao garantir uma bolsa, o estudante consegue economizar bastante dinheiro. As graduações são longas, então cada parcela com desconto fará uma grande diferença no valor total do curso.

Graduação a distância

A Educação a Distância (EaD) é uma modalidade de ensino que está se tornando cada vez mais popular no cotidiano dos estudantes. A maior parte do conteúdo desses cursos são disponibilizados por meio de videoaulas em ambientes virtuais das universidades. As aulas podem ser ao vivo ou gravadas para serem assistidas no momento de preferência do aluno.

Apesar de ainda existirem pessoas com dúvidas sobre a validade do EaD, os cursos superiores a distância são reconhecidos pelo MEC e têm o mesmo valor das graduações presenciais.

Por isso, para decidir entre fazer um curso EaD ou presencial, você deve colocar na balança o que traz mais benefícios para você. Essa modalidade pode ser mais indicada para quem precisa de horários mais flexíveis ou de valores mais baixos na mensalidade - os cursos demandam menos gastos com material didático e costumam ser mais baratos que os presenciais.

Em contrapartida, o aluno de EaD precisa ser organizado e disciplinado para administrar o tempo para cumprir com as obrigações da faculdade. O estudante é o único responsável por se programar para assistir a todo o conteúdo e realizar as atividades.

Outro ponto que deve ser considerado é a menor interação com colegas. Os encontros nos polos (unidades da universidade onde as atividades presenciais acontecem) são raros, e a troca de experiências fica restrita ao ambiente virtual do curso.

Semipresencial x EaD

Existem também os cursos semipresenciais, que têm uma carga horária de pelo menos 20% de aulas presenciais nos polos. No EaD, a frequência de idas aos polos é bem menor, obrigatória apenas para realização de exercícios determinados pela faculdade.

É comum que o aluno dos cursos semipresenciais tenha que comparecer à instituição pelo menos uma vez por semana. No restante da semana, as atividades são feitas pela internet.

Áreas do Conhecimento

São três as grandes áreas do conhecimento: Ciências Biológicas e da Saúde, Ciências Exatas e Ciências Humanas. Mas o Conselho Nacional de Desenvolvimento CIentífico e Tecnológico (CNPq) faz uma divisão maior, em oito especialidades:

  • Ciências Agrárias;
  • Ciências Biológicas;
  • Ciências da Saúde;
  • Ciências Exatas e da Terra;
  • Engenharias;
  • Ciências Humanas;
  • Ciências Sociais;
  • Linguística, Letras e Artes.

Diferenciais para uma pessoa com graduação

Fazer uma faculdade exige muito empenho do estudante. Mas todo esse esforço é recompensado. O diploma traz muitos benefícios para o graduado.

Empresas exigem diploma de graduação

A maioria das companhias dão preferência para contratação de novos funcionários que possuam curso de graduação. O diploma é visto como um certificado de que o graduado está apto para exercer a profissão e ocupar vagas no mercado de trabalho. Quanto mais qualificado, maiores são as oportunidades para o profissional.

O Diploma eleva o salário do funcionário

As diferenças entre o salário de um profissional com diploma do Ensino Superior para um trabalhador com Ensino Médio completo variam de acordo com as faixas etárias.

O diploma de uma faculdade pode aumentar até 237% a média salarial do brasileiro durante a carreira. Esse levantamento foi feito pelo Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior do Estado de São Paulo (Semesp) e publicado pela Revista QB.

Muito conhecimento

Uma pessoa que está se graduando não está apenas se qualificando para o mercado de trabalho, mas também para os desafios da vida. O conhecimento vai tornar esse indivíduo mais preparado para tomar decisões, construir relações familiares e sociais e ampliar a capacidade crítica, além de outros benefícios que os estudos trazem para a vida pessoal.

Diferenciais para uma pessoa com graduação

Depois que o estudante completou a sua graduação, novas portas acadêmicas são abertas. Se o aluno ainda se interessa por um curso em outra área, pode começar uma nova faculdade, em uma segunda graduação.

Caso queira complementar a sua formação, pode optar por realizar uma pós-graduação, lato sensu (especialização e MBA) ou stricto sensu (mestrado e doutorado).

Com o Quero Bolsa, entrar na faculdade é muito mais fácil!

Cadastre-se e receba alertas por e-mail e WhatsApp quando chegarem novas vagas do seu interesse.

Com o Quero Bolsa, entrar na faculdade é muito mais fácil!

Encontre seu curso

1
Busque informações sobre bolsas de estudo, faculdades, cursos e preços.
Você pode informar a sua localização e a gente mostra quais vagas estão mais próximas a você.

Garanta sua bolsa de estudo

2
Pague a pré-matrícula e estude com o menor preço até o fim do curso.
Você pode pagar no boleto ou parcelar em até 12 vezes no cartão de crédito.

Economize até se formar!

3
É só passar no processo seletivo da faculdade e concluir a matrícula.
Personagem Quero Bolsa