Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Vestibular e Enem

75 anos da libertação de Auschwitz: Relembre o que foi o Holocausto

por Giovana Murça em 27/01/20

Hoje (27), é instituído o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto. Há 75 anos, acontecia a libertação dos prisioneiros do campo de extermínio Auschwitz-Birkenau, em 27 de janeiro de 1945, no final da Segunda Guerra Mundial

75 anos da libertação de auschwitz
Portão principal de Auschwitz I, onde se lê a frase "Arbeit macht frei" ("o trabalho liberta") (Wikimedia Commons)

A data foi determinada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2005 na ocasião do 60º aniversário da libertação dos campos de concentração e do fim do Holocausto. 

O campo de concentração Auschwitz-Birkenau é o símbolo do Holocausto, pois foi o maior campo de extermínio nazista, onde mais de 1 milhão de pessoas foram assassinadas, principalmente judeus.

Do Nazismo ao Holocausto 

O Holocausto caracterizou-se pela perseguição e pelo genocídio (assassinatos em massa) de judeus, ciganos, comunistas, homossexuais, negros, feministas, pacifistas, doentes mentais, entre outros grupos minoritários indesejados pelo governo nazista

A perseguição a esses grupos começou com a ascensão de Hitler e o Partido Nazista no poder da Alemanha. Os judeus tiveram seus bens e propriedades confiscados e foram criadas as Leis de Nuremberg, que impuseram diversas proibições aos judeus.

Depois, muitos foram deportados para os guetos, regiões isoladas estabelecidos pelo governo com a intenção de segregar e de isolar essas pessoas. Nos guetos, os judeus sofriam por fome, doenças e deportações para os campos de concentração.

75 anos da libertação de auschwitz
Judeus esperam triagem em Auschwitz. Quase todos saíam dali para as câmaras de gás. (Wikimedia Commons)

Os campos de concentração eram prisões de trabalho forçado. Conforme a Segunda Guerra avançava, milhares de pessoas chegavam aos campos. As que não era consideradas aptas para o trabalho ou experimentos médicos, iam para as câmaras de gás, onde eram assassinadas. 

Por anos, os prisioneiros foram submetidos a trabalhos forçados extremamente degradantes e, até mesmo, a experimentos científicos que causavam grande sofrimento físico e mental. Além disso, sofriam com frio e fome.

O sobrevivente ao Holocausto e brasileiro Andor Stern, em entrevista à BBC, relembra dos horrores que passou e da dezumanização no campo de concentração de Auschwitz:

"Você tem eczema, sarna. A comida te causa uma eterna diarreia, o que, aliás, é uma (das causas) que mais matavam as pessoas. No inverno, abaixo de 22, 24, 26 graus, quando você está 'vazando', você até gosta porque é quentinho. E você não tem como tomar banho depois disso. Você aceita a sujeira, a imundície. E você perde a condição de ser humano. Devora qualquer casquinha de batata. Só o que pensa é na fome. Você vira um zumbi."

75 anos da libertação de auschwitz
Uniforme usado pelos prisioneiros de Auschwitz (Wikimedia Commons)

Em 1941, os nazista começaram a implementar a “solução final para a questão judaica”. Nesse momento, os campos de concentração se tornaram campos de extermínio. Estima-se que mais de 6 milhões de judeus tenham sidos assassinados pelo regime nazista nos campos de concentração. 

Libertação de Auschwitz

Há 75 anos, tropas soviéticas descobriram o campo de Auschwitz e libertaram cerca de 7,5 mil prisioneiros. Anatoly Shapiro, o primeiro oficial soviético a encontrar os sobreviventes, descreveu o momento em entrevista à BBC:

“Vimos algumas pessoas de pé em roupas listradas - eles não pareciam humanos. Eram pele e osso, somente esqueletos. Quando dissemos a eles que o Exército soviético os havia libertado, eles sequer reagiram. Não conseguiam falar ou mesmo mexer a cabeça”.

Lembrar para não repetir

Todos os anos, os sobreviventes do Holocausto se reúnem para em memória às vítimas do Nazismo e reforçar a importância do combate ao antissemitismo.

75 anos da libertação de auschwitz
Prisioneiros libertados pelos soviéticos em 27 de janeiro de 1945 (Wikimedia Commons)

Por ocasião da data, especialistas independentes em direitos humanos da ONU alertaram: “Estados em todo o mundo estão falhando em combater suficientemente a violência antissemita, a discriminação e a hostilidade em suas sociedades ou em garantir que suas populações sejam educadas adequadamente sobre o Holocausto”.

Um dos legados do Holocausto e da Segunda Guerra é a Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948, que visa proteger a vida de todas as pessoas e evitar que atrocidades como essas voltem a acontecer.

Leia também: Datas históricas que fazem aniversário em 2020
banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
ALERTA DE VAGAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você compare vagas com bolsa em mais de 1.000 faculdades

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54