Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
Ensino Básico

Como priorizar o aprendizado no ano letivo de 2021?

por Luiza Padovam Vieira em 11/02/21


Menina usando máscara sentada na carteira da sala de aula. Além dos protocolos sanitários as escolas terão que utilizar estratégias de aprendizado para dar seguimento aos conteúdos no ano letivo de 2021.


“O que eu deveria ter trabalhado em 2020 e não avancei? Como eu jogo isso pra 2021 e trabalho esses conteúdos com a turma que está voltando?”, segundo Claudia Petri, coordenadora de Implementação Regional do Itaú Social, esse será o grande desafio dos professores e gestores educacionais. Após um 2020 marcado por intensa desigualdade no que se refere ao acesso à educação, fica a dúvida sobre como será o ano letivo de 2021 e quais disciplinas deverão ser priorizadas

Uma das alternativas encontradas pelas redes pública e privada de ensino para minimizar a defasagem no aprendizado é a flexibilização do currículo, retomando as habilidades que não foram abordadas no ano passado e reforçando conteúdos específicos neste ano.

Para Petri, as escolas precisam, primeiramente, realizar uma avaliação diagnóstica a fim de identificar as dificuldades de cada estudante e então fazer uma seleção do conteúdo a ser trabalhado neste ano letivo. 

Outra estratégia é a utilização dos Mapas de Foco da BNCC, elaborado pelo Instituto Reúna em parceria com o Itaú Social, em 2020. O documento, voltado para os anos Iniciais e Finais do Ensino Fundamental, tem como objetivo reduzir e evitar déficits de aprendizagem através da priorização de habilidades dispostas na Base Nacional Comum Curricular.

+ Especialista explica as vantagens da Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

A especialista acredita que nesta volta às aulas em um modelo híbrido de ensino, com aulas online e rodízio de estudantes, “os Mapas de Foco poderão trazer a BNCC pra dentro da escola de uma forma que os professores possam trabalhar com os diferentes ritmos dos alunos.”

Mapas de Foco da BNCC e a priorização das disciplinas em 2021

Os Mapas de Foco elegem as habilidades essenciais de quatro grandes áreas de conhecimento - língua portuguesa, matemática, ciências da natureza e ciências humanas - seguindo a seguinte classificação:

Os Mapas de Foco da BNCC podem ajudar os professores e as escolas a selecionar os conteúdos a serem trabalhados no ano letivo de 2021.
Fonte: Quero Bolsa/Mapas de Foco da BNCC

Segundo a educadora, que participou do processo de formação dos Mapas de Foco da BNCC, a seleção das competências foi resultado de um processo minucioso e colaborativo que pudesse atender diversas demandas.

“Eles [Mapas de Foco] serviram de base para as redes fazerem a avaliação diagnóstica com os seus alunos, serviram para um momento emergencial de ensino remoto, servem para esse momento híbrido que a gente vai viver agora em 2021 e também para programas de correção de fluxo escolar.”

Portanto, as habilidades escolhidas foram pensadas a fim de construir um mapa mais cognitivo, considerando a relevância, a viabilidade e a integração entre as diferentes áreas de conhecimento contidas na Base Nacional Comum Curricular.


Diversos professores argumentam que um dos grandes desafios para implementação do currículo no ano letivo de 2021 é o rodízio de alunos. Petri comenta que esse obstáculo só poderá ser enfrentado por meio da participação ativa dos educadores e da equipe pedagógica na elaboração de propostas didáticas que respeitem o ritmo individual de aprendizagem de cada aluno.


“O monitoramento e a avaliação diagnóstica devem caminhar continuamente com a questão do currículo”, explica a especialista.  “Aqueles alunos que vão ficando pra trás, eu preciso pensar em estratégias de como é que eu vou trabalhando com outros pontos para que eles possam avançar com os demais. É um desafio difícil? É, mas não é impossível.”

Materiais de apoio aos professores e gestores na retomada do ano letivo em 2021

Para auxiliar a comunidade educacional, o Instituto Reúna e o Itaú Social disponibilizam diversos cursos gratuitos com dicas relacionadas ao ensino e à aprendizagem em 2021 em suas plataformas.

O Melhor Escola, plataforma especializada em educação, também preparou um material de apoio aos professores e gestores a fim de proporcionar um retorno seguro às aulas presenciais, com estratégias de ensino híbrido e rodízio de alunos.


O que você achou deste artigo?

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2021 CNPJ: 10.542.212/0001-54