Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Idiomas

Devo ensinar inglês ao meu filho desde cedo?

*Texto escrito pela colaboradora Fernanda Silva

Vendo as suas filhas, Victoria e Valentina Pires, crescendo em meio a uma sociedade globalizada como a nossa, e entendendo a importância do inglês no mercado de trabalho, Ronaldo Pires, empresário, optou por matricular a dupla, de respectivamente 13 e 12 anos, em uma escola de idiomas. Assim como outros pais, ele também se preocupou se as meninas eram jovens “demais” para aprenderem uma nova língua. 

Apesar da dúvida, Ronaldo acertou. Segundo um estudo publicado em 2018 pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos, a melhor idade para começar a aprender um novo idioma é por volta dos 10 anos. Ainda de acordo com a pesquisa norte-americana, quando se começa a estudar uma língua até os 18 anos, é possível alcançar proficiência parecida com a de um nativo. 

criança  estudando inglês

Segundo Thais Helena Daltrini, fundadora da Insight, existem muitas pesquisas sobre qual seria a melhor idade para aprender um novo idioma, mas ainda não existe um consenso geral. “Algumas afirmam que o ideal é antes dos 7 anos, outras que é entre 0 e 10 anos e outras sugerem que a melhor idade para aprender um segundo idioma vai de 0 a 18 anos”, explica.

A criança vai começar a assimilar um novo idioma a partir do momento que ela é exposta a ele, em qualquer idade”, destaca Thais. 

Giovana de Luca, professora de inglês há 20 anos, concorda. “Quando você começa mais novo, é tudo mais fácil, você vai aprender mais rápido. Mas não tem uma idade fixada”, ressalta a teacher. “Uma vez que a criança já está alfabetizada no seu primeiro idioma e ela já consegue escrever, já é legal introduzir um segundo idioma”.

Saiba mais: Qual é a melhor idade para aprender inglês?

A importância de engajar

Para a professora de inglês, é necessário que haja um relacionamento positivo e significativo entre aluno, professor e pais, para aprender um idioma através de escolas de idiomas ou mesmo escolas bilíngues. “Se a criança estiver engajada e motivada, ela aprende qualquer coisa com mais facilidade e naturalidade”, afirma Thais Daltrini.

Nesse contexto, associar o idioma a interesses pessoais da criança (ou do adulto) pode ser uma boa opção, como a música. “O cérebro forma conexões, emoções, memórias e sentimentos que não ocorreriam se as palavras estivessem em um texto qualquer”, analisa Thais.  “De tanto escutar uma música, a gente acaba memorizando as palavras sem nem perceber. A repetição é fundamental no processo de assimilação do vocabulário e outros aspectos linguísticos”.

Saiba mais: 11 benefícios do inglês infantil

A criança pode misturar o idioma?

“Sim. Isso é absolutamente normal”, destaca Thais. Segundo ela, isso acontece, principalmente, com crianças mais novas, até uns 6 anos de idade. Isso porque o jovem não faz diferença entre um idioma ou outro porque ainda não tem o conhecimento para isso. “Antes de entender que existem idiomas diferentes, a criança precisa assimilar conceitos como países, nações, povos e cultura”, observa a especialista.

Com suas filhas, entretanto, Ronaldo tem uma experiência diferente. “Elas nunca confundiram o portugues com  o inglês. Pelo método e pela facilidade com o ensino. Elas estão começando a assistir filmes sem legenda, a pronúncia, quando elas cantam músicas, são pronúncias bem melhores e mais completas”, destaca, orgulhoso, o pai.

Comece dentro de casa

Em qualquer idade, ter contato com o idioma é essencial para aprendê-lo. Com as crianças, não é diferente. Aquelas que são motivadas no ambiente familiar podem ter mais facilidade no aprendizado. Esse incentivo vem por meio do contato com filmes, músicas e até pessoas de outros países. “Ou ainda porque os próprios pais já falam o idioma e acabam inspirando os filhos a querer aprender também”, relata Thais.

Saiba mais: Inglês para crianças: por que é a melhor coisa a fazer pelo seu filho?

Quer investir no futuro do seu filho com um curso de inglês?

Se você quer que seu filho tenha contato com um segundo idioma desde cedo, mas prefere que ele aprenda em uma escola, é possível conferir abaixo uma lista com algumas instituições que oferecem curso de inglês. Veja:

E caso você queira investir em um curso de inglês, mas também queira economizar, saiba que o Quero Bolsa, em parceria com escolas de idiomas de diversas regiões do País, oferece bolsas de estudo durante todo o curso! Para garantir a sua, é só clicar no botão abaixo, selecionar o curso e a escola de sua preferência e efetuar a pré-matrícula. 

Encontrar bolsas de inglês

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54