Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Universidades

Elas na Engenharia: iniciativa da USP São Carlos incentiva presença de mulheres nas exatas

por Marina Borges em 31/01/20

Historicamente, os cursos na área das ciências exatas contam com a presença majoritária de homens. Por muito tempo, as profissões nesse campo do conhecimento foram vistas como uma “área masculina”. No entanto, as mulheres têm lutado para desmistificar os tabus, reduzir as diferenças de salários – que ainda são recorrentes – e combater o assédio no ambiente de trabalho.

De acordo com um relatório da Unesco, as adolescentes não buscam as ciências exatas na mesma proporção que os garotos. Diversos são os motivos que podem explicar os números desproporcionais: desigualdade de gênero, educação sexista, estereótipos de gênero no ambiente escolar, entre outros. Esse comportamento repercute diretamente na busca do que cursar no ensino superior.

Nos cursos de engenharia, em geral, os homens são maioria. Na Universidade de São Paulo (USP), por exemplo, no primeiro semestre de 2019, a Escola Politécnica (Poli) registrou 4.044 estudantes homens e 946 mulheres. No segundo semestre do mesmo ano, a Escola de Engenharia de Lorena (EEL) contava com 1.156 estudantes homens e 817 mulheres. 

O caso da Poli, que tem 81% de alunos na graduação e 87% de professores do sexo masculino, é emblemático para ilustrar uma realidade constatada não só no Brasil, mas no mundo todo: a baixa presença feminina em cursos de exatas.

Veja também: em quais cidades ficam os 8 campi da USP

Representatividade feminina

Buscando reverter essa proporção desigual, o projeto Elas na Engenharia foi criado em 2019 e, desde então, estimula jovens a conhecer esse campo de atuação. A iniciativa é promovida pela Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP – unidade cuja proporção de alunos em 2019 foi de 2.318 homens para 551 mulheres. 

“A iniciativa de criar o projeto surgiu de observações e conversas com minhas alunas do ensino médio. Havia baixo interesse pelas áreas de exatas por parte delas. A maioria das alunas tem dificuldade nessa área de ensino, muitas falavam que não sabiam se gostavam. Eu não sabia se essa falta de interesse era por realmente não gostar de exatas ou porque talvez isso não tenha sido apresentado para elas de uma forma que elas pudessem ver como aplicar no cotidiano”, relata Raquel Urano, professora, pesquisadora e idealizadora do projeto.

USP São Carlos Elas na Engenharia - REVISTA QUERO
Turma do Elas na Engenharia (Foto: Raquel Urano)

Raquel ainda acrescenta que “nas conversas poucas falavam que queriam seguir carreira nas áreas de exatas. Senti a necessidade de mudar essa realidade. Como sou engenheira de formação, sei do baixíssimo número de mulheres nestas áreas. Sendo assim, procurei parceria com a EESC para montarmos um projeto ligado às engenharias com o intuito de atrair mais mulheres para estas áreas.”

Participam do projeto 30 alunas de escolas públicas de São Carlos. O projeto foi divulgado e apresentado nas escolas. “Foram selecionadas tanto meninas que já gostavam e tinham bom desempenho em exatas quanto as que não tinham bom desempenho, mas tinham curiosidade e vontade de aprender”, explica a professora.

Leia também:
+ Meninas na Ciência: Projeto da UFRGS incentiva a participação feminina nas ciências exatas
+ Mulheres são maioria em ingressantes de 6 cursos de engenharia

A dinâmica

USP São Carlos Elas na Engenharia
Aluna durante aula do projeto (Foto: Raquel Urano)

Com aulas todas as sextas, meninas da rede pública aprendem computação por meio do desenvolvimento de aplicativos; mecânica, com foco na elaboração de objetos em três dimensões e eletrônica, área em que as participantes aprendem a criar um circuito eletrônico. Além disso, na última sexta de cada mês, as alunas têm a oportunidade de realizar as atividades no campus da USP em São Carlos ou em instituições parceiras.

“Nosso objetivo é despertar o interesse pelas áreas de exatas, bem como o lado cientista de meninas do ensino médio de escolas públicas de São Carlos, propondo e desenvolvendo soluções para eventuais problemas ligados ao cotidiano com módulos de computação, eletrônica e mecânica em aulas presenciais na EESC-USP”, destaca Raquel Urano.

A pesquisadora também ressalta a importância do projeto no combate à desigualdade de gênero. “O Brasil é um país que tem muito preconceito. Em algumas áreas, falam que as mulheres não podem trabalhar e, geralmente, na área de engenharia, o número de mulheres é bem menor que o de homens. Eu acho muito importante as mulheres se aproximarem cada vez mais”, completa.

Inclusão delas na Engenharia

Além da engenharia, a iniciativa estimula as alunas a fazerem parte da universidade. Por meio das aulas, elas podem explorar a infraestrutura e o ambiente da USP, utilizando laboratórios, participando de atividades extracurriculares, conversando com mulheres que atuam e estudam na área das exatas.

USP São Carlos Elas na Engenharia
Elas na Engenharia é um projeto da USP São Carlos (Foto: Raquel Urano)

Segundo Raquel, o sucesso entre as alunas foi tanto que nas atuais escolas participantes há uma lista de espera para a próxima seleção. “Algumas alunas me procuraram falando que queriam tentar um curso técnico em mecatrônica, por exemplo. Elas ficaram mais empolgadas durante as aulas e para as próximas aulas, sempre querem saber quais serão as próximas atividades e quais programas foram utilizados nas aulas”, conta. 

O Elas na Engenharia é uma parceria entre professoras, funcionárias e pesquisadoras da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP. 

Créditos: Crisley Santana, Jornal da USP.

Tags relacionadas:

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Quer ficar sabendo das melhores vagas antes de todo mundo?
ALERTA DE VAGAS i-close
Sabia que dependendo do seu período é melhor começar de novo?Thinking face f5c039d3e92b0c131b3780cdbc1ee3d7966cc05cafc35064b70df0e0e049c24d

Caso você ainda esteja no primeiro ou segundo período da faculdade, você pode economizar começando o curso novamente com bolsa de estudo.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você encontra as melhores vagas em diversos turnos, até mesmo ensino a distância.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Quer ficar sabendo das melhores vagas antes de todo mundo?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54