Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Vestibular e Enem

A dois meses do Enem 2020, cursinhos pré-vestibulares entram em fase final de preparação

por Mathias Sallit em 17/11/20

O mês de novembro é marcado por provas em quase todas as semanas para os estudantes brasileiros, com a época de vestibulares das principais universidades e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que acontece em dois finais de semana seguidos e é a maior forma de ingresso ao Ensino Superior do país.

Em 2020, no entanto, o mês ganhou uma nova cara. Com a pandemia do novo coronavírus, o calendário de vestibulares do Brasil precisou ser adiado e as principais provas foram remarcadas para janeiro de 2021. O Enem 2020, por exemplo, acontecerá em quatro domingos:

  • Enem Impresso: 17 e 24 de janeiro de 2021
  • Enem Digital: 31 de janeiro e 07 de fevereiro de 2021

Veja o calendário completo do Enem 2020

A dois meses do primeiro domingo de prova, os cursinhos pré-vestibulares do Brasil começam a entrar na fase final de preparação de candidatos e, mesmo sem os exames, novembro passou a ser um mês decisivo para os estudantes. "Se estivéssemos em um ano normal, no meio de outubro estaríamos começando nossas revisões", conta Vitor Salvucci Ricci, coordenador do Curso Poliedro de Campinas, onde a revisão para o Enem e primeiras fases dos vestibulares começou na última segunda-feira (16).

"Por conta da pandemia, nosso calendário foi estendido. Então a gente ganhou tempo nessa preparação para compensar um pouquinho de tudo que aconteceu ao longo do ano", ele explica.

Foto: Divulgação/Poliedro
enem 2020
Aulas virtuais e novo calendário marcaram a trajetória de vestibulandos em 2020

A época de revisão é muito aguardada pelos vestibulandos para rever matérias que tiveram dificuldades ou fixar conteúdos que serão importantes para as provas. "É momento que alguns conteúdos serão revistos, aquela falta de segurança com algumas matérias pode ser resolvida, porque o aluno está tendo uma segunda chance", afirma Ricci. "O ritmo de estudos em sala de aula consegue dar uma tranquilizada, então os alunos acabam tendo mais tempo para se dedicar a essas dificuldades", conta.

Junto com as revisões do Poliedro de Campinas, algumas turmas retornaram às aulas presenciais, mas, segundo o coordenador, isso não muda a motivação dos alunos. "Independente do presencial ou do online, o fato de começar a revisão acaba sendo uma grande motivação para eles", afirma.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Mais tempo de revisão x Cansaço do ano

Por um lado, mais tempo para estudar para as provas de janeiro. "Acordo estudando e vou dormir estudando": essa é a rotina de Ruan Wilker da Silva, estudante de 20 anos que busca ingressar em Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) pelo Enem 2020.

Por outro, o cansaço do ano intenso dos vestibulandos começa a refletir na rotina e exige cuidados. Por isso, Ricci destaca a importância de organizar um plano em que o equilíbrio entre estudos e descanso ajude no rendimento do aluno nessa reta final e nos vestibulares. "Esse equilíbrio no plano de estudos é muito importante", conta o coordenador.

"A gente precisa ter um momento de foco no vestibular, exercício, estudo, mas o aluno também precisa de um momento em que ele desligue um pouquinho desse cenário de vestibular e tenha o momento dele com a família, fazer alguma coisa que ele goste, ver um filme, descansar", recomenda o coordenador.

Leia também:
Plano de estudos Enem Corridão: baixe gratuitamente
3 dicas para organizar melhor seus estudos e chegar confiante para o Enem

Para se preparar para um dos cursos mais concorridos do país, Ruan entrou em abril no Cursinho Popular Guimarães Rosa (CPGR), projeto de extensão da própria Faculdade de Medicina da UFMG. O cursinho conta com 30 alunos e com cerca de 60 voluntários trabalhando, em sua maioria formada por estudantes ou funcionários da Faculdade de Medicina da UFMG.

Com aulas em ferramentas virtuais desde março, o cursinho atua com a proposta de educação libertadora, defendida por Paulo Freire. "O nosso foco é a aprovação no vestibular e no Enem. Mas nós vemos a educação com uma visão ampla também, não só na questão do vestibular", conta o coordenador pedagógico do CPGR, Átila Paraguassú, que também é estudante de Medicina na UFMG.

Foto: Divulgação/Cursinho Guimarães Rosa
cursinho popular guimaraes rosa enem 2020
Recepção de voluntários do CPGR, antes da pandemia forçar aulas virtuais

Ao longo do ano, além da pandemia, Átila explica que os principais desafios foram manter o acesso ao conteúdo do cursinho pela internet, a saúde mental e a motivação dos estudantes. Para apoiar os estudantes, o CPGR criou um financiamento coletivo para oferecer computadores e internet a todos os alunos.

Para motivar as turmas, o cursinho conta com um programa de tutoria faz um acompanhamento individualizado com os estudantes. "[Os tutores] se encontram com os alunos toda semana para saber como foi a semana dos alunos, o que eles fizeram, o que estão fazendo, o que pode melhorar, o que foi bom", explica o coordenador.

Para Ruan, essa é uma das formas de manter a motivação no final do ano. "Eles tentam conversar diretamente com a gente, aumentar a nossa autoestima, a nossa produtividade", conta.

Leia também: Vestibulandos têm piora na saúde mental durante quarentena; veja como lidar com o momento

Ansiedade e incertezas com a pandemia

Um ano típico de vestibulares já é muito puxado por si só para os estudantes. Devido aos acontecimentos que desenrolaram atualmente, 2020 ficou ainda mais estressante para os vestibulandos. "Por conta da pandemia e de todas as incertezas que foram geradas, esse ano ficou mais intenso para os alunos", afirma Vitor Ricci, coordenador do Curso Poliedro de Campinas.

Depois que as provas foram remarcadas e os cenários de Enem e vestibulares começaram a ficar mais claros para os alunos, Ricci conta que eles puderam voltar a atenção para os estudos e que a ansiedade tende a crescer com a aproximação das datas das provas.

"Essa parte emocional acaba pesando muito às vésperas das provas", conta Ricci. "Por enquanto, como a gente ainda tem um tempo, que temos até passado para tranquilizá-los nesse momento, é de que as provas estão em janeiro, estamos em novembro, temos dezembro para trabalhar, temos tempo para revisar esses ajustes nos conteúdos que o aluno tem mais dificuldade."

Os cursinhos têm também um papel importante para evitar que questões emocionais atrapalhem o rendimento dos estudantes nas provas. O coordenador do Cursinho Popular Guimarães Rosa afirma que, ainda neste ano, os alunos terão uma semana da saúde mental quando finalizarem o conteúdo do curso para depois retomarem com as revisões. "Já tivemos uma semana inteira dedicada a exercícios, com um psicólogo que se juntou para fazer uma roda de conversa com todo mundo, aí tivemos Yoga, educação física e dança".

Foto: Divulgação/Cursinho Guimarães Rosa
Cursinho popular Guimaraes Rosa
Sarau virtual realizado pelo CPGR, que contou com a participação de alunos e voluntários

Na semana da saúde mental do primeiro semestre do CPGR, Ruan conta que aprendeu a dançar forró nas aulas de dança e a respirar de forma correta, durante as classes de Yoga. Hoje, para relaxar, o estudante deixa os livros de lado e aproveita séries e filmes nos momentos de descanso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Dicas de estudo para a reta final

Para a fase final de estudos e revisões, a dica do coordenador do Poliedro é rever um pouco de cada matéria e treinar o controle do tempo nas provas. "Estudar tudo é humanamente impossível. O aluno tem que fazer o melhor dele nessa primeira fase, e uma coisa que pesa muito é o controle do tempo, administrar o tempo durante a prova para tentar garantir o maior número de acertos possíveis", conta Ricci.

Para isso, os professores do Poliedro recomendam que os alunos façam uma primeira leitura e resolvam as questões fáceis da prova, depois de uma segunda façam as médias e, numa terceira leitura, as difíceis. Sempre com um intervalo entre cada uma para ir ao banheiro e fazer um lanche. "Aí o aluno garante que as questões fáceis e médias que ele poderia acertar ele garantiu, e no final da prova ficaram questões que a chance de acerto era menor", explica o coordenador.

Outro ponto que merece bastante dedicação na reta final é a redação. "A gente sabe que um passo muito grande em direção à aprovação é uma redação bem feita", afirma Ricci. Ele sugere que os estudantes refaçam textos de propostas de temas que foram sugeridas ao longo do ano e aproveitem os atendimentos de redação para fazer os últimos ajustes nos textos.

Em relação à questão de segurança sanitária, Ricci recomenda que os alunos fiquem seguros com os protocolos elaborados pelos vestibulares e tomem as medidas individuais para que isso não seja mais um motivo de ansiedade. "Foram vários os obstáculos que eles enfrentaram ao longo do ano, mas eles fizeram a parte deles. Nesse primeiro momento é chegar lá, sentar e dar o seu melhor para fazer a prova", tranquiliza o coordenador.

Para o estudante do CPGR, a expectativa é fazer a revisão com os principais assuntos do Enem para se tornar o primeiro de sua família a entrar em uma faculdade. "Vi que realmente era possível com o direcionamento correto que o cursinho está podendo proporcionar", Ruan conta.

Veja também:
Guia completo sobre a redação do Enem
Guia gratuito mostra as matérias que mais caem no Enem

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
ALERTA DE VAGAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você compare vagas com bolsa em mais de 1.000 faculdades

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54