Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
Vestibular e Enem

Enem 2021 e pandemia: pesquisa indica aumento de indecisão entre os jovens

por Thales Valeriani em 23/06/21

O grupo de estudantes que pensa em não prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021 cresceu em comparação com o ano passado. Ao menos é o que indica a 2º edição da pesquisa Juventudes e a Pandemia do Coronavírus, produzida pelo Conselho Nacional da Juventude (Conjuve).

O levantamento ouviu mais de 68 mil jovens entre 15 e 29 anos de todo o Brasil. A pergunta central da pesquisa foi: “depois de um ano do início da pandemia, quais são os efeitos na vida de jovens no Brasil e quais são as perspectivas de futuro para políticas e projetos para as juventudes?”.  

Os resultados obtidos não foram animadores, já que uma parte considerável dos jovens apontou que a pandemia atrapalhou, atrasou ou mesmo impediu a continuidade dos seus estudos.

pandemia e enem 2021

Leia também
+ Calendário Enem 2021
+ Vestibular Premiado: conheça a prova online que oferece bolsas de até 100%

Situação dos jovens durante a pandemia do Coronavírus

O levantamento foi realizado entre os dias 22 de março e 16 de abril de 2021. No total, o questionário contou com 77 perguntas. Além da questão sobre o impacto da pandemia na vida dos jovens, a pesquisa também fez perguntas relacionadas aos diferentes aspectos do bem-estar, como Trabalho e Renda, Saúde, Vida Pública e Educação.

Em relação à Educação, a pergunta central feita foi: “quais são os efeitos e as perspectivas para a continuidade dos estudos e chances de aprendizado?”. Em geral, o resultado mostrou que a pandemia afetou negativamente a continuidade dos estudos e a renda dos mais jovens. Para se ter uma ideia, o número de jovens que nem trabalham nem estudam passou de 10%, em 2020, para 16%, em 2021

Ao mesmo tempo, a porcentagem de jovens que estudam e trabalham caiu de 32% para 25%. Os números da pesquisa são diferentes de alguns levantamentos oficiais.

De acordo com os pesquisadores, isso acontece por causa da metodologia utilizada, que é feita no modelo “bola de neve”, isto é, a instituição mentora da pesquisa repassa o questionário para seus os parceiros que, por sua vez, os repassam para os jovens e para outras instituições parceiras, criando um efeito em cadeia, ou “bola de neve”.

No que diz respeito à Saúde, o levantamento mostrou que os sentimentos negativos e a saúde mental estiveram entre as principais preocupações dos jovens. Veja alguns dados:

  • 6 em cada 10 afirmam ter ansiedade e fazer uso exagerado das redes sociais;

  • 5 em cada 10 sentem exaustão ou cansaço constante;

  • 4 em cada 10 têm insônia ou distúrbio de peso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Os jovens entre 25 e 29 apontaram que tiveram mais problemas físicos e emocionais, já os que têm entre 15 e 17 anos disseram que as brigas dentro da própria casa ficaram mais frequentes.

Impacto da pandemia na Educação dos jovens

Após um ano de pandemia, o número de jovens que não estudam aumentou em 10%, sendo essa a situação de 36% do grupo, segundo a pesquisa desenvolvida pelo Conjuve. Grande parte, cerca de 30%, afirma que já concluiu os estudos, já os outros 6% trancaram a matrícula no curso ou desistiram de estudar.

Confira os motivos mais citados pelos jovens para justificar a interrupção dos estudos:

  • Precisa ir ganhar dinheiro: 21%

  • Não consegui me organizar com o ensino remoto: 14%

  • Não estava aprendendo ou não gostava dos conteúdos: 10%

  • Precisei cuidar de filhos ou da gestação: 10%

  • Tive problemas saúde (ex.: depressão, covid-19, outras): 10%

  • Não consegui conciliar estudo e trabalho: 9%

Garanta uma bolsa de estudo


De acordo com a pesquisa, a principal ação que faria esses jovens voltar a estudar seria a vacinação. Veja abaixo os motivos mais citados:

  • Vacinação da população: 47%

  • Garantir renda básica ou emergencial: 36%

  • Criar políticas de bolsa de estudos: 33%

  • Oferecer apoio psicológico: 27%

  • Flexibilizar o horário das aulas: 23%

Enem 2021 e pandemia: mais jovens indecisos

O levantamento constatou que mais de 70% dos jovens não fizeram a prova do Enem em 2020. Além disso, os mais novos, entre 18 e 24 anos, são os que mais consideram a prova importante, já que 14% disseram que desistir nunca foi uma opção.

Confira a porcentagem de jovens que pretendem fazer o Enem em 2021:

Pretensão em fazer a prova

2020

2021

Não pretendem fazer o Enem

52%

45%

Pretendem fazer o Enem

31%

26%

Ainda não sabem

17%

29%

Outro dado do relatório do Conjuve é o crescimento no sentimento de despreparo entre os jovens. Veja:

  • Está conseguindo estudar (2020): 33%

  • Está conseguindo estudar (2021): 25%


  • Está preocupado com o desempenho (2020): 56%

  • Está preocupado com o desempenho (2021):74%

Plano de estudos Enem De Boa 2021

Ainda não começou a estudar para o Enem 2021? Para te dar uma força, o Quero Bolsa criou o Plano de Estudo Enem De Boa 2021, em parceria com o cursinho Se Liga! O Enem De Boa é um cronograma de estudos de maio até a data do Enem. E o melhor: totalmente gratuito.

Baixar plano Enem De Boa

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
ALERTA DE VAGAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você compare vagas com bolsa em mais de 1.000 faculdades

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2021 CNPJ: 10.542.212/0001-54