Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Vestibular e Enem

Enem Digital: Conteúdo das provas poderá se adequar à reforma do ensino médio

por Giovana Murça em 03/07/19 570 visualizações

Em coletiva de imprensa nessa quarta-feira (03), o Ministério da Educação lançou o Exame Nacional do Ensino Médio Digital (Enem Digital). O novo formato de prova digital começa em 2020, num piloto com 1% dos candidatos, e a previsão é de que a prova seja 100% digital em 2026.

A proposta é que a prova e sua redação sejam inteiramente feitas por computador. A mudança também prevê mais locais de aplicação da prova, facilitando o deslocamento dos candidatos, e mais datas de aplicação de provas ao longo do ano, chegando a quatro aplicações anuais em 2026. 

Entenda melhor as mudanças: Enem Digital: tudo o que você precisa saber sobre o novo Enem

Prova customizada 

Uma mudança importante será a possibilidade do candidato ser avaliado de acordo com a área do conhecimento que ele escolher na hora da prova. As propostas são para que o Enem Digital se adeque ao novo ensino médio, cuja reforma foi aprovada em 2017. 

“As provas serão customizadas de acordo com a carreira que o candidato escolher”, afirmou o ministro da Educação, Abraham Weintraub, durante coletiva de imprensa. Assim, o candidato poderá escolher uma das cinco áreas do conhecimento ou itinerários formativos previstos na reforma do ensino médio.

A reforma está prevista para ser implementada completamente até 2022, quando o aluno poderá optar por se aprofundar em uma das cinco áreas de conhecimentos (itinerários formativos) a partir do segundo semestre do 2º ano. 

Veja também: Calendário do Enem 2020

Entenda a Reforma do Ensino Médio

A reforma do ensino médio altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e foi aprovada pelo então presidente, Michel temer, em 2017. O objetivo da reforma é flexibilizar o ensino médio, atualizando-o para o perfil do jovem atual, com foco no mercado de trabalho ou ensino superior, e para resolver questões como o mau desempenho nas avaliações e desinteresse e evasão dos alunos.

Leia: Base Nacional Comum Curricular é aprovada; saiba tudo sobre a BNCC

Formação básica

No novo ensino médio, a carga horária dos três anos aumenta de 2.400 para 3.000 horas. A maior parte dessa carga, 60%, será ocupada por conteúdos obrigatórios da  Base Nacional Comum Curricular para o ensino médio (BNCC). No projeto original, a BNCC inclui o ensino língua portuguesa e matemática, não sendo contempladas outras disciplinas obrigatórias hoje, como história, física e biologia devem aparecer no ensino de forma interdisciplinar.

reforma do ensino médio
O ex-presidente Michel Temer sanciona a reforma do ensino médio, em cerimônia no Palácio do Planalto (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

Em abril, no Diário da União, o MEC publicou que a Formação Geral Básica deve contemplar o “conjunto de competências e habilidades das Áreas de Conhecimento (Linguagens e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Ciências Humanas e Sociais Aplicadas)”.

Itinerários informativos

Os outros 40% da carga horária serão completos por conteúdos optativos e de caráter profissionalizantes, os itinerários formativos, de acordo com a oferta da escola e a área de interesse do aluno.

Os cinco itinerários formativos são: linguagens e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e sociais aplicadas; e a formação técnica e profissional.

Os eixos estruturantes dos itinerário formativos são: investigação científica, processos criativos, mediação e intervenção sociocultural e empreendedorismo.

A medida também visa aumentar a oferta de escolas em tempo integral e cita a possibilidade do ensino à distância (EaD). Com a reforma, o ensino da língua inglesa passa ser obrigatório desde o ensino fundamental e, a partir do ensino médio, as outras línguas estrangeiras serão optativas, dando preferência ao espanhol. 

Críticas à reforma

reforma do ensino médio
Alunos ocupam escola em Brasília em protesto contra a reforma do ensino médio em 2016 (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

Na área da educação ainda há muitas críticas à reforma. Muitos educadores apontam que a proposta foi pouco discutida e detalhada, que faltam disciplinas das áreas de ciências da natureza e ciências sociais e há dúvidas sobre como a reforma será implantada até 2022.

Outras críticas são a falta de estrutura e investimento das escolas e na formação dos professores, problemáticas do ensino à distância e o caráter generalista da reforma, que não levaria em consideração as características e condições de cada região do país.

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
ALERTA DE VAGAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você compare vagas com bolsa em mais de 1.000 faculdades

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54