Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
92d0cf6ce4f9f429c1d22ee5f6bc06da3a24820d B104bb18d46c2a138a3878d2e44e3f1eb571af19
Universidades

Estudante cria sistema para alunos da UFMG acessarem cardápio do refeitório pelo Twitter

por Alefe Coelho em 15/10/19

Imagine que você está com muita fome e muita pressa e quer saber qual é o prato do dia no bandejão da sua universidade. Quais são suas opções? Mandar uma mensagem pro seu amigo, ir até o restaurante universitário, ou abrir o Twitter?

ufmg
Vitor Mafra, estudante de Sistemas de Informação da UFMG, desenvolveu o bot (Twitter/Cardápio Bandejão UFMG)

Sim, agora é possível checar qual o cardápio do dia na rede social do passarinho azul - pelo menos para os alunos da UFMG.

O perfil Cardápio Bandejão UFMG (@bot_RU_UFMG) posta o cardápio das cinco unidades dos restaurantes universitários da instituição.

O perfil-robô já tem mais de dois mil seguidores e foi desenvolvido pelo aluno Vitor de Oliveira Mafra, 19, que é estudante do curso de Sistemas de Informação da UFMG. A Revista Quero conversou com o estudante para saber mais sobre o projeto e conhecer a graduação de Sistemas da Informação pela visão de um aluno.

Revista Quero: Porque você escolheu cursar Sistemas da Informação?

Vitor Mafra: Eu escolhi o curso porque no meu Ensino Médio - e um pouco antes disso - eu percebi o quanto eu gostava da computação e o quanto ela estava se tornando cada vez mais importante na vida das pessoas. Sempre gostei de ajudar as pessoas e de usar o computador, de conhecer novas tecnologias.

Então vi que que nesse curso eu poderia mesclar essas duas coisas muito importantes para mim: não deixar pra trás o meu lado “Humanas”- porque o curso também aborda conceitos de Administração, Economia, Gestão de pessoas - e essa coisa da Computação, da Matemática, a parte de “Exatas” em mim. Eu sabia que queria ir pra área da computação e sabia que queria entrar na UFMG.

Revista Quero: Foi com base nesse seu perfil que você teve a ideia para o projeto do robô?

Vitor Mafra: O desenvolvimento do projeto foi um pouco nesse sentido também. Eu já tinha cursado três semestres, aprendi a programar na faculdade e tudo que eu tinha criado eram coisas para a faculdade, eram exercícios do curso.

Ainda que eu tivesse trabalhos práticos e coisas que fossem mais voltadas para o cotidiano, eu nunca tinha resolvido um problema do mundo real. Então eu vi um problema e comecei a criar uma coisa pra resolver esse problema. E esse foi o motivo principal de eu ter escolhido a área da computação.

RQ: Qual era a ideia inicial para o bot? Ele foi pensado levando em conta quais plataformas?

Vitor: A ideia inicial era fazer um robô para o Whatsapp. que enviasse o cardápio dos bandejões da UFMG pras pessoas. Só que aí eu descobri que o Whatsapp não é amigável a essa automação, o aplicativo é, inclusive, contrário a contas não-humanas. Isso por motivos de de uma filosofia da empresa mesmo e tudo mais.

Já o Twitter tem uma conta desenvolvedor em que você pode se aplicar e consegue, explicando pro Twitter o que você quer fazer um bot - com uma conta automática - ser aprovado para criar uma conta e criar aplicações que façam coisas de forma automática.

RQ: Como o perfil do Twitter funciona e qual linguagem ou programa você utilizou?

Vitor: A linguagem que eu usei para criar o bot foi o Python porque é uma linguagem que eu já estava estudando. A gente não vê Python em si na faculdade. Na verdade a gente não vê uma linguagem em si na faculdade, isso é uma coisa que tá sempre mudando na computação e é uma estratégia da UFMG e de várias outras grandes universidades de não ser uma coisa tecnicista e sim mais mais teórica. Assim, uma vez que você aprende a teoria, você consegue aplicar isso com outras linguagens.

O aluno Vitor Mafra e o código para a automatização do perfil (Foto: Raphaella Dias/UFMG)

RQ: Quando você aprendeu a programar e porque preferiu utilizar a linguagem Python?

Vitor: Eu aprendi a programar na UFMG com uma outra linguagem. O Python é uma das linguagens preferidas dos programadores e ela tem uma biblioteca de códigos imensa. Essas bibliotecas são códigos que as pessoas já criaram e que outras pessoas podem reutilizar para que elas não tenham que implementar tudo que já foi desenvolvido novamente. Uma dessas bibliotecas permite você fazer tuítes por meio de um código Python tendo uma conta desenvolvedor no Twitter.

RQ: Como o robô funciona e quais informações do cardápio são as escolhidas para serem divulgadas?

Vitor:  O robô usa essa linguagem e algumas outras bibliotecas para entrar de forma automática e diária no site da Fump (Fundação Universitária Mendes Pimentel) e faz requisições no site como se ele fosse um ser humano para descobrir qual é o cardápio.

Então ele entra no site, e simula os cliques que precisam ser feitos para chegar na página do cardápio e simula qual bandejão você quer consultar.  Assim que a página atualiza o bot escolhe quais são a os conteúdos que ele vai utilizar para postar no Twitter. 

A informação mais importante que eu defini anteriormente que no caso são as partes que mudam e que fazem as pessoas decidirem em qual bandejão elas vão almoçar são os pratos proteicos, geralmente é uma carne vermelha e uma carne branca e um prato proteico vegetariano, e uma guarnição, que é um acompanhamento.

As postagens são feitas às 9h da manhã e às 17h da tarde com as informações dos restaurantes universitários que servem almoço e jantar. Se o cardápio não tiver sido postado, o bot também avisa na página do Twitter.

Mostrando cursos em Veja mais vagas

  • Mensalidades a partir de

    R$ 270,00
    Ver Bolsas

  • {course} {university}

    Mensalidades a partir de R$ 2400/mês

Veja mais cursos

Correspondentes Quero: Conteúdo independente, feito por estudantes, sobre universidades do Brasil - Revista Quero

Tags relacionadas:

92d0cf6ce4f9f429c1d22ee5f6bc06da3a24820d B104bb18d46c2a138a3878d2e44e3f1eb571af19

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Quer ficar sabendo das melhores vagas antes de todo mundo?
ALERTA DE VAGAS i-close
Sabia que dependendo do seu período é melhor começar de novo?Thinking face f5c039d3e92b0c131b3780cdbc1ee3d7966cc05cafc35064b70df0e0e049c24d

Caso você ainda esteja no primeiro ou segundo período da faculdade, você pode economizar começando o curso novamente com bolsa de estudo.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você encontra as melhores vagas em diversos turnos, até mesmo ensino a distância.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Quer ficar sabendo das melhores vagas antes de todo mundo?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2019 CNPJ: 10.542.212/0001-54