Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Idiomas

Estudar inglês em casa: como saber se estou realmente fazendo progresso?

* Texto escrito por Alberto Costa

A decisão de começar a estudar inglês é muito importante e uma das melhores escolhas que se pode fazer, tanto para si mesmo quanto para a carreira. E atualmente fazer isso sozinho tem sido um desafio por conta da grande parte de escolas de idioma e cursos no formato in company parados devido à pandemia de coronavírus.

aprender inglês tablet online
Estudar inglês em casa: como saber se estou realmente fazendo progresso?

Justamente por disso, mais do que nunca, é importante entendermos da maneira certa se estamos progredindo ou não nos estudos. Mas como fazer isso?

Estudando sozinho, em grupos pela internet, ou com professores particulares de idioma via videochamada, a boa notícia é que há maneiras (inclusive bastante simples) de realizar essa autoanálise para que os objetivos sejam atingidos. Veja a seguir:

1. Seja dono dos seus objetivos e revisite-os sempre

Ao começar os estudos de inglês é necessário entender quais são suas metas e objetivos. Por que você começou? Onde quer chegar e em quanto tempo? Todos esses questionamentos são importantes para que haja um norte a seguir e a ser medido futuramente. 

A partir disso, é necessário que você avalie e reflita a respeito de cada um dos pontos citados acima periodicamente: eles ainda fazem sentido? Você sente que está cada dia mais preparado e menos distante do seu objetivo? Os passos diários são cumpridos? Os resultados são constantes e evolutivos?

Se a resposta para um desses questionamentos for negativa, talvez seja hora de repensar o seu formato de estudo ou a divisão de tempo do seu dia. 

Leia também:
O segredo para ser fluente em inglês
Saiba tudo sobre os certificados de proficiência em inglês
5 dicas para decorar mais facilmente um novo idioma

2. Converse com quem estuda o idioma ou até mesmo com nativos! 

O segredo de um aprendizado mais sólido (e as vezes até mais rápido) é a exposição constante ao idioma. O contato e o estímulo à língua é que a torna natural. Estar em contato com outros alunos de níveis semelhantes ou pouco superior e até mesmo com nativos, além de ajudar no speaking (habilidade oral), também colabora para destravar a língua e perder a vergonha de falar inglês. 

Conversando com alguém que possui o mesmo domínio que você é possível evoluir de forma conjunta e superar as dificuldades ao lado de pessoas que também estão no mesmo barco. Já ao interagir com quem nasceu em terras da língua franca, você consegue ter um uma ideia do quanto ainda falta para entender e ser entendido por quem não conhece seu idioma mãe. 

3. Entenda como é a mensuração internacional do inglês

Aqui no Brasil nós temos a cultura de mensurar o conhecimento dizendo que alguém "fala", sem explicar direito qual é o nível de domínio ou habilidades que o entendimento dessa pessoa permite desempenhar.

Mas acontece que isso é extremamente subjetivo e essa não é uma forma de mensuração válida para outros países e nem aceita internacionalmente na hora de ingressar em um intercâmbio, por exemplo. Para isso, existe um quadro internacional que mede o aprendizado de idioma chamado de Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas (CEFR).

Segundo o CEFR, existem seis níveis diferentes de domínio de inglês: A1, A2, B1, B2, C1 e C2. O “A” classifica os níveis iniciais e básicos do idioma, onde se encaixa aqueles que conseguem compreender e usar expressões familiares e cotidianas que satisfazem suas necessidades básicas.

No intermediário temos o “B”, que se refere a um usuário com um conhecimento e entendimento da língua um pouco mais elevados. E por último, o “C” é o nível mais alto que se pode chegar, é o usuário proficiente e o mais solicitado nos processos seletivos internacionais.

4. Inscreva-se em um exame ou teste de proficiência de inglês

Medir a progressão nos níveis indicados acima por meio de ferramentas isentas é a maneira mais objetiva de comprovar a eficiência dos estudos.

E isso é feito a partir dos exames ou testes internacionais de proficiência, aplicados por instituições que avaliam o domínio de cada habilidade separadamente, desde o speaking (produção oral), passando pelo listening (compreensão auditiva), e o reading (leitura) e writing (escrita). A partir daí ela retorna ao candidato um relatório de seu nível e desempenho em cada uma delas.

Leia também:
16 expressões brasileiras ditas em inglês
Melhores sites para treinar exercícios de inglês

Quer começar a estudar inglês?

O mundo de hoje exige que você tenha o inglês na ponta da língua para conseguir as melhores oportunidades. Para isso, nada melhor do que aprender nas melhores escolas - e ainda com bolsas de estudo para ter mensalidades bem menores. 

Com o Quero Bolsa é possível aprender não apenas o inglês, mas também espanhol, francês e alemão com as melhores escolas e, ainda, fazer suas aulas com ótimas bolsas de estudo. São dezenas de opções de escolas presenciais e também com aulas a distância. Confira abaixo a melhor oportunidade para você:

Cursos de inglês com desconto

Opções de cursos de inglês

Se você está em dúvida de qual escola fazer o seu curso de idioma, separamos abaixo algumas das mais procuradas no site do Quero Bolsa. Confira:

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54