Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
Idiomas

Inglês Fluente: Como perder o medo de falar inglês?

por Natália Plascak Jorge em 21/12/18 2,3 mil visualizações

Se você é daquele tipo que trava toda vez que alguém começa a falar inglês por perto, fique de olho nas dicas que a Revista QB preparou para perder esse medo e conseguir um inglês fluente. Elas podem ser úteis para melhorar uma das habilidades mais bem-vistas pelo mercado.

Bolsa de estudo para cursos de Inglês

Fonte: Museu de Memes

Para isso, ouvimos dois especialistas na área, Vinicius Nobre, gerente acadêmico da Cultura Inglesa de São Paulo e Lígia Velozo Crispino, fundadora da Companhia de Idiomas e colunista da Exame.com, para falar sobre o assunto.

1. Crie uma lista com os termos mais usados

Selecionar termos e expressões que aparecem nas aulas, filmes e músicas e criar um registro que possa ser rapidamente acessado é uma forma de organizar conhecimento.

Dê prioridade para aquilo que é mais usado nas interações informais e junte tudo isso de acordo com a sua função (negociar, começar uma conversa, expressar interesse, discordar, etc). 

2. Aumente a sua exposição ao idioma

Pequenas mudanças em sua rotina podem gerar grandes resultados. A língua pode entrar na sua vida de uma maneira mais direta, aumentando a segurança e fazendo com que você se sinta mais confortável em conversar.

Por exemplo, mude a configuração do seu celular para o inglês, faça listas de compras e de pendências, tudo em inglês. Altere o idioma principal do seu computador e dê preferência a leituras e programas de TV em inglês. 

3. Estude a cultura

A comunicação pode fluir melhor se você tiver um conhecimento prévio de alguns aspectos culturais. Investigue por meio de cursos, da própria internet e de filmes como os nativos se comportam e como eles se integram socialmente.

Assuntos relacionados à privacidade, aqueles que são proibidos ou inapropriados e linguagem corporal são essenciais para uma boa comunicação. Saber se comunicar vai muito além do conhecimento do idioma em si. 

4. Tenha disciplina e foco

Isso pode ser muito difícil nos dias de hoje em que a correria do dia a dia nos impede de fazer muita coisa. Mas, é muito importante estabelecer metas diárias, semanais e mensais.

Elas devem envolver aquisição de vocabulário, pronúncia adequada e estruturas gramaticais. Quanto mais estruturas e vocabulário você tiver adquirido e automatizado, mais fluida será a sua comunicação.

Lembre-se de que tudo isso leva tempo. Regularidade e foco são fundamentais para conseguir melhorar e ter um inglês fluente.

5. Seja persistente

A paciência deve ser uma aliada constante nesse processo. As mudanças não acontecem de uma hora para outra. Não existem milagres no aprendizado de outro idioma.

Lembre-se: é preciso regularidade e continuidade. É preciso entender isso para não ficar se cobrando a todo momento.

6. Invista seu tempo nas quatro habilidades (compreensão/leitura/escrita/fala)

O ideal é que haja um equilíbrio na prática dessas quatro habilidades. A mais difícil delas pode ser a conversação. Por isso, dê bastante atenção a esse aspecto.

A leitura constante é capaz de nos proporcionar mais vocabulário, consolidação de estruturas gramaticais e milhões de ideias de como se expressar. No aprendizado do inglês ou de outros idiomas, ela acontece de forma gradativa, pois o aluno precisa ter um nível pré-intermediário para começar a ler temas variados e conteúdos mais densos.

Procure ler notícias internacionais sempre em inglês. A BBC e o site da Voice of America trazem áreas específicas para aprender idiomas com dicas e materiais para prática. Dê uma olhada nessas possibilidades.

Para aqueles que possuem mais dificuldade na compreensão oral, a dica é ouvir os áudios dos livros, assistir a filmes com legenda em inglês, ouvir podcasts, assistir a programas, noticiários na TV e internet, assistir a palestras (há ótimos conteúdos no TED) e fazer cursos on-line como os do Coursera. Tudo isso de forma gratuita.

As consultas aos dicionários eletrônicos trazem o benefício de poder escutar a pronúncia britânica e americana.

Quando o assunto é vocabulário, a sugestão é o Quizlet. A ferramenta possibilita a criação de glossários e já sugere alguns tipos de jogos e atividades para estudá-los com a ideia de fixar os significados das palavras.

Para os fãs de música, a dica é o Lyricstraning. O site conta com o clipe de várias músicas para preencher os campos vazios das letras nos níveis básico, intermediário, avançado e expert.

7. Deixe a timidez de lado

Um dos maiores obstáculos enfrentados com relação à comunicação é a timidez. Em inglês, isso é ainda pior.

A exposição é muito temida por causa do julgamento, da crítica e até da rejeição das pessoas. Quando a pessoa sabe que precisará se expor, fica ansiosa, e isso intensifica ainda mais os erros e os “brancos”.

Tente se livrar disso. Você poderá aprender muito mais e conseguir o tão sonhado inglês fluente.

8. Esqueça o julgamento interior

Quando a ideia de julgamento começar a aparecer, e geralmente ela surge com dúvidas como:

  • O que as pessoas estão pensando de mim?
  • Será que estou vermelho?
  • Estou transpirando?
  • E se me perguntarem algo que não souber responder?

Tente bloqueá-la!

Às vezes, esse sentimento vem com comparações também, e isso só piora a situação. Somos diferentes. Todos nós, sem exceção, temos qualidades e fragilidades. Invista no autoconhecimento para saber a origem desse comportamento e procure superá-lo.

9. Aprenda com os erros

Sempre vemos os erros como coisas ruins, não é mesmo? Mas eles são ótimas oportunidades de crescimento.

Focar na desenvoltura é mais importante do que falar tudo corretamente. O processo de eliminação dos erros leva tempo.

Na aprendizagem de um idioma como o inglês, é importante ter clareza de como é uma língua diferente do português. É preciso esperar o cérebro se acostumar com os novos parâmetros de comunicação. 

10. Tente pensar e falar mais em inglês

Por um período do dia, tente interromper os pensamentos em português. Pense em inglês. Pense em voz alta, ou repita diálogos de séries de TV ou Netflix, do material de áudio do seu curso, cante junto com as músicas, tendo como base a letra.

Grave e ouça a sua própria voz e veja se consegue perceber eventuais erros de gramática e pronúncia. Acostume-se a se ouvir.

Gostou das dicas? Saiba também como aprender essa língua com aplicativos gratuitos

Bolsa de estudo para cursos de Inglês

Publicado originalmente em 17/04/2017.

O que você achou deste artigo?

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Basta entrar em contato conosco em até 6 meses após o pagamento, informando seus dados e o motivo da devolução.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2019 CNPJ: 10.542.212/0001-54