Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
Idiomas

Inglês: quanto essa língua pode aumentar um salário

por Natália Plascak Jorge em 09/02/19 510 visualizações


Muita gente por aí já deve ter ouvido que o inglês no currículo é sinônimo de um salário mais alto. O que ainda pode gerar dúvida é saber o quanto exatamente isso pode significar numericamente na conta bancária, certo?

Um levantamento feito recentemente pela plataforma Love Mondays mostrou que alguns cargos bilíngues chegam a ganhar aproximadamente 50% mais.

“De qualquer forma, é fato que falar inglês abre muitas oportunidades, tanto no aspecto profissional quanto no educacional, uma vez que torna você capaz de ficar em dia com o conhecimento que está sendo produzido pelo mundo em diversas áreas”, afirma Luciana Caletti, CEO e cofundadora da Love Mondays.

Exemplos de cargos com diferenciação bilíngue

Recepcionista

R$ 1.397/mensal

Recepcionista bilíngue

R$ 2.092/mensal


Secretário Executivo

R$ 4.588/mensal

Secretário Executivo Bilíngue

R$ 6.961/mensal


Assistente Executivo

R$ 5.441/mensal

Assistente Executivo Bilíngue

R$ 6.119/mensal


Assistente Administrativo

R$ 2.079/mensal

Assistente Administrativo Bilíngue

R$ 3.180/mensal


Fonte: Love Mondays

A 57ª Pesquisa Salarial da Catho também reforça esse cenário. A remuneração de um funcionário fluente em inglês, em cargo de gerência, é até 70% maior em relação a um profissional do mesmo nível hierárquico que não possui fluência no idioma.

Veja também
Quais são os melhores cursos de inglês online?
9 aplicativos para aprender inglês
13 dicas para aprender a falar inglês
6 truques para aprender inglês rápido
Como colocar idiomas no currículo

Quando outros níveis são considerados, as variações salariais entre aqueles que dominam o inglês e os que só têm conhecimentos básicos da língua também são altas:

  • 53% (supervisores/coordenadores)
  • 33% (especialistas graduados)
  • 40% (analistas)

Fique ligado!

O Brasil saiu do 41º para o 53º lugar no ranking de proficiência em inglês feito pela empresa de idiomas EF Education First. Trata-se do pior resultado desde 2012.

A pesquisa considera o nível de conhecimento na língua inglesa de adultos de 88 países. A base desse estudo é feita com um teste aplicado em mais de 1 milhão de pessoas. Os brasileiros atingiram a nota de 50,93, evidenciando uma queda de cerca de um ponto em relação ao resultado do ano passado.

Pessoas com mais de 41 anos apresentaram uma proficiência baixa, enquanto os mais jovens conseguiram notas mais altas. As mulheres também tiveram resultados melhores que os homens.

O que fazer diante de resultados como esses

Depois de saber tudo isso, fica difícil não começar logo um curso de inglês, não é mesmo? Se você quer acompanhar as tendências do mercado e conseguir logo um salário melhor, não perca tempo e comece já a aprender inglês.

Isso pode mudar a sua vida profissional, seu desempenho em uma entrevista de emprego em inglês e ainda trazer uma remuneração bem melhor.

Bolsa de estudo para cursos de Inglês

O que você achou deste artigo?

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Basta entrar em contato conosco em até 6 meses após o pagamento, informando seus dados e o motivo da devolução.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2019 CNPJ: 10.542.212/0001-54