Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Universidades

Marco artístico do Rio Grande do Sul, Coral da PUCRS une educação e cultura

por Jaqueline Kunze em 23/10/19 190 visualizações

Para além da rotina universitária comum, muitos estudantes dedicam-se a atividades de lazer, como dança, teatro ou música. Elas são importantes não apenas para a nossa saúde e bem estar, mas também para os estudos, para recarregar as energias e poder seguir em frente. Muitas vezes, os estudantes não sabem de atividades que ocorrem dentro de sua universidade, ou não tem consciência do que elas podem oportunizar. Bem estar, aprendizado, criação de vínculos e experiências marcantes é um resumo do que o Coral da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) representa para seus integrantes, que conta com mais de seis décadas de atuação.

coral pucrs
O Coral mantém suas atividades desde 1956 (Foto: PUCRS/Reprodução)

Em junho de 2019 ocorreu em Porto Alegre o espetáculo “O Senhor dos Anéis in Concert: A Sociedade do Anel”, que promoveu a exibição do primeiro filme da trilogia com a trilha sonora sendo executada ao vivo. Integrantes do Coral da PUC estavam entre os músicos, no palco, cantando em élfico, linguagem fictícia da trilogia. Além dessa oportunidade, o grupo também se apresentou com a banda The Rolling Stones, em um concerto internacional com Harvard-Radcliffe Collegium Musicum e no Festival Vivaldi, além de outros eventos marcantes.

O repertório de cada apresentação varia bastante e seus integrantes já foram desafiados a cantar em espanhol, alemão, latim, japonês, inglês, entre outros idiomas. “Não é um coral somente lírico, não cantamos apenas um tipo de música. Cantamos música popular, rock, clássicos da Disney. É um coral bem eclético”, comenta Pâmela Santos, estudante de Farmácia.

Os encontros ocorrem todas as noites de terças e sextas-feiras, o que exige dedicação e comprometimento. O Maestro Marcio Buzatto explica que a atividade cultural ensina sobre a técnica e teoria da música, mas também enriquece o lado emocional e afetivo. “Desenvolve as emoções, a percepção e a sensibilidade das pessoas. Também a questão da postura perante o outro e perante um grupo que acaba refletindo na sociedade”, diz.

Para Karen Cardoso, professora, enfermeira e doutoranda em Informática da Educação, a atividade é uma oportunidade de conhecer obras, de crescer como pessoa – pois exige tempo, disciplina e concentração – de disseminar a cultura e formar amizades.

O coral é algo que demanda responsabilidade. “Um compromisso que a gente adquire de forma voluntária, porque realmente quer fazer e ninguém obrigou”, enfatiza Maria Rita Vega.

Na faculdade, a atenção dos estudantes é muito voltada em ir bem nas disciplinas, enquanto que uma atividade extracurricular como essa reforça alguns valores de uma forma diferente e mais lúdica. No entanto, apesar de proporcionar momentos de lazer e diversão, há exigências envolvidas. “Aprender as melodias e os ritmos, chegar pontualmente quando há apresentação e até cuidar da saúde vocal e respiratória”, lembra Maria Rita. 

Márcio Buzatto passou a reger o Coral da PUCRS pouco tempo depois de deixar o ambiente universitário como aluno. Em razão disso, conta que esta oportunidade foi desafiadora. “Acho que o maior desafio foi ter entrado cru, ter feito as coisas pela primeira vez, pegar uma orquestra profissional, um coral que já tinha toda uma história”.

Ele começou a cantar em um coro aos 6 anos e nunca parou, seguindo carreira profissional na área. Sente-se privilegiado por exercer um ofício que lhe permite constante renovação. “Vi muitos casais surgirem dos corais, vi crianças nascerem desses casais, vi muitas histórias de superação de saúde, de superação emocional, de superação de dificuldade musical. De pessoas que não afinavam uma nota, que não tinham jeito e de repente estavam cantando de tudo. Vi pessoas ajudarem umas às outras. Com isso, o maestro está constantemente aprendendo com o grupo", disse o regente.

coral pucrs
Apresentação durante o Festival Vivaldi, em 2018 (Foto: Camila Cunha/PUCRS/Reprodução

Vera Alves Teixeira está no Coral da PUC desde 2001. Ela lembra que ficou surpresa nos primeiros ensaios em dias de feriado, em que todos compareciam. “Se tu gosta vai ver que é pouco tempo (de terças e sextas), a gente quer mais. Cantar é o alimento da alma”.  Ao longo de 18 anos de coral, Vera já participou de inúmeras apresentações marcantes, cantando ao lado de músicos como Milton Nascimento, Zizi Possi, Fafá de Belém, Cleiton e Cledir, entre outros. Também fez amizades para a vida. “Independentemente de profissão ou idade, a afinidade musical é muito importante, isso acaba unindo a gente”. O envolvimento e apoio dos colegas foi crucial para lidar com momentos difíceis e problemas particulares na família. “O pessoal me apoiou bastante. É um momento de descontração, de uma força a mais. Um não desistir”.

“O coral para mim se tornou um grupo de amigos e também uma família”, também reflete o cantor Gonzalo Lamego. Ele realiza outras atividades relacionadas a música, como aulas particulares de canto e alguns projetos pessoais, mas faz questão de comparecer aos encontros do grupo. "Me faz bem ver e cantar com essas pessoas”.

O técnico de enfermagem Gregório Henrique, que se afastou temporariamente dos ensaios, recorda que durante o período em que ficou longe sentiu falta da música, da companhia e amizade dos colegas.

“A gente conheceu muita coisa, muita cultura diferente e não precisou sair do país para ter acesso a outro tipo de cultura, porque a Instituição trazia tudo isso para nós”, diz Lucas Uberti, programador de medicamentos, ao comentar que criou vínculos com alunos de Harvard, quando o Harvard-Radcliffe Collegium Musicum se apresentou em Porto Alegre ao lado do Coral da PUC. Ele também se emociona ao recordar que, no show do The Rolling Stones, durante o ensaio, a banda tocou para os integrantes do coro que lá estavam. “Um momento inesquecível na minha vida”.  

Ele trabalha no Hospital São Lucas, da PUCRS, e entrou para o Coral dois anos depois de passar a frequentar a instituição diariamente. A música, nesse sentido, é terapêutica para Lucas.  “Agrega até para tirar um pouco da carga de stress que a gente tem dentro de um hospital”. Com o grupo, ele também vai ao Hospital cantar para os pacientes, e acredita que esta atitude colabora para a recuperação deles. “Eu tenho acompanhado ao longo dos anos a importância de levar uma palavra de consolo, de afeto, uma atenção para essa pessoa que está tão vulnerável.”

O músico Victor Pacheco, que já esteve algumas vezes no Hospital da PUC em razão de trabalhos voluntários, teve uma experiência diferente e marcante ao ir com o grupo cantar no local. “Com o Coral, a energia que a gente levava para aquelas pessoas, eu senti algo totalmente diferente. Era minha décima visita no hospital, mas parecia que tinha sido a primeira”. Ele, que passou a frequentar as aulas no início de 2019, relata que tem aprendido muito com a tranquilidade e parceria do grupo. Inclusive, aprendeu a tocar piano nesse meio tempo com o maestro e passou a praticar no instrumento que estava à disposição. 

A atividade cultural é aberta para o público em geral e gratuita. Não há pré-requisitos além da vontade de participar. No início de cada ano, são realizadas audições em que o maestro avalia extensão, volume, afinação e musicalidade de cada candidato e seleciona em torno de 40 pessoas para integrar a agenda do ano. Em 2019, foi sancionada pelo governo do Estado do Rio Grande do Sul a Lei 169/2016, que estabelece que o Coral da PUCRS é de “relevante interesse para a arte e cultura do Estado”. Um reconhecimento pela ação efetiva que o grupo desenvolve culturalmente.

Tags relacionadas:

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Quer ficar sabendo das melhores vagas antes de todo mundo?
ALERTA DE VAGAS i-close
Sabia que dependendo do seu período é melhor começar de novo?Thinking face f5c039d3e92b0c131b3780cdbc1ee3d7966cc05cafc35064b70df0e0e049c24d

Caso você ainda esteja no primeiro ou segundo período da faculdade, você pode economizar começando o curso novamente com bolsa de estudo.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você encontra as melhores vagas em diversos turnos, até mesmo ensino a distância.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Quer ficar sabendo das melhores vagas antes de todo mundo?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54