Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
Especiais

Conheça os passos de quem foi aprovado em Medicina Veterinária na Universidade de Brasília - UnB

por Hans Moura em 15/03/17 1,8 mil visualizações

Jhonis Sousa Vitor, 23 anos, é natural de Buriti do Tocantins (TO) e atualmente reside em Brasília (DF). O estudante cursa Medicina Veterinária na Universidade de Brasília (UnB) e está no 7º semestre.

Desde cedo, Jhonis buscou uma profissionalização na área. Primeiro veio o curso técnico em Agropecuária, que foi feito juntamente com o Ensino Médio no Instituto Federal do Tocantins (IFTO), em Araguatins (TO), e trouxe o contato com diversas áreas, como Agricultura, Zootecnia e Agroindústria. Segundo ele, essa experiência foi decisiva para eleger a Medicina Veterinária como formação acadêmica superior.

Jhonis na coleta de sangue de porcos

“Sempre gostei dos animais, convivi toda minha infância e adolescência com eles. Assim, fui construindo o sonho de fazer parte integralmente desse universo. Expandir minhas expectativas de vida profissional e satisfação pessoal me levou aos estudos para fazer o vestibular.”

Antes de entrar na UnB, Jhonis morava em Goiânia (GO). Trabalhava em uma multinacional e estudava Farmácia na Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-Goiás). Os planos do jovem estudante envolviam trabalhar e fazer a faculdade logo após a conclusão do Ensino Médio e Técnico. Mas, seria impossível conciliar o sonho da Veterinária em tempo integral com um trabalho.

Depois de um ano vivendo a rotina de trabalho e estudo, decidiu mudar. “Eu me sentia desmotivado e tinha um baixo rendimento na faculdade de Farmácia. O trabalho na indústria de alimentos era cansativo. Decidi, então, estudar para o vestibular de Medicina Veterinária e estava disposto a viver o meu sonho. Foram dias intensos, mas que valeram a pena quando saiu o resultado da aprovação na UnB”, lembra Jhonis.

Por ter baixa renda e ser de outro Estado, ele é participante do programa de assistência estudantil da UnB, residente da Casa do Estudante de Graduação dentro do campus e conta com um auxílio socioeconômico durante o período de formação.