Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
seg-sex 9h-23h
Aceitamos ligação de celular.

Quais foram as mudanças no Enem 2017

por Adriana Nakamura em 05/04/17 19 mil visualizações

Você viu? Aconteceu uma série de mudanças no Enem 2017. A gente reuniu aqui as informações sobre o que muda a partir da prova deste ano, por que essas mudanças no Enem 2017 foram implementadas e como elas influenciam as provas. Bora conferir?





Enem 2017: o que mudou?

  1. A partir de 2017, as provas passarão a ser aplicadas em dois domingos seguidos. Antes, o Enem acontecia em um único fim de semana (sábado e domingo). Confira o calendário do Enem 2017.
    Por que isso, Revista QB? Essa mudança no Enem 2017, de aplicar a prova em dois domingos, soluciona a situação dos sabatistas - pessoas que, pela sua religião, guardam os sábados. Até o ano passado, os sabatistas deviam entrar no local da prova no mesmo horário que os demais candidatos, mas só começavam a fazer a prova às 19h. De acordo com o Inep, órgão responsável pela organização do Enem, em 2016 foram 76 mil sabatistas inscritos. Graças à mudança, neste ano eles não precisarão mais ficar confinados durante 5 horas esperando para começarem o exame.


  2. A Redação passa a ser aplicada no primeiro dia de prova.

    Por que isso, Revista QB? A decisão de mudar o dia da Redação do Enem do segundo para o primeiro dia de prova foi tomada com base em sugestões coletadas em consulta pública sobre o exame. Assim, a divisão ficará da seguinte forma a partir de 2017:

    Primeiro domingo (duração da prova: 5h30)

    - Redação

    - Linguagem, Código e suas Tecnologias

    - Ciências Humanas e suas Tecnologias

    Segundo domingo (duração da prova: 4h30)

    - Matemática

    - Ciências da Natureza e suas Tecnologias



  3. Não existe mais a possibilidade de obter certificado de conclusão do Ensino Médio por meio do Enem.
    Por que isso, Revista QB? Quando o Enem foi lançado, em 1998, o exame tinha o objetivo de avaliar a qualidade do Ensino Médio por meio do desempenho dos alunos. No entanto, ao longo dos anos, foram sendo atribuídas várias outras utilidades para a prova. Já até falamos aqui na Revista QB sobre os benefícios da nota do Enem e, entre eles, estava o de obter o diploma do Ensino Médio. No entanto, a partir deste ano isso vai mudar, porque, segundo o Inep, as pessoas poderão obter esse certificado por meio da realização do Exame Nacional de Certificação de Jovens e Adultos (Encceja), que é o exame adequado para esse fim.