Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Cursos Técnicos

Novos Caminhos: conheça mais sobre o programa do MEC para incentivar o Ensino Técnico

por Redação Revista Quero em 11/06/19 190 visualizações

* Texto originalmente publicado no dia 08/10/2019 - Atualizado em 10/06/2020

Em outubro de 2019, o Ministério da Educação (MEC) lançou o "Novos Caminhos", um programa desenvolvido para incentivar o ensino técnico no Brasil. A proposta é formar mais profissionais que atendam à possível demanda do mercado. Além disso, a proposta visa a inserção socioprodutiva de jovens e também para a produtividade e competitividade de diversos setores da economia.

logo programa novos caminhos do MEC
Novos Caminhos: conheça mais sobre o programa do MEC para incentivar o Ensino Técnico

No último mês, o MEC divulgou que, em razão da pandemia ocasionada pelo Covid-19, o programa está priorizando as ofertas de cursos de qualificação realizados a distância, ou seja, na modalidade EaD (educação a distância). A previsão é que até junho 122 mil novas oportunidades, todas gratuitas, sejam disponibilizadas por instituições parceiras. 

Por serem online, as qualificações podem ser cursadas de qualquer parte do Brasil. Há oportunidades em diversas áreas, como:

  • Tecnologia da Informação
  • Administração
  • Logística
  • Ciências Agrárias
  • Meio Ambiente
  • Desenvolvimento de jogos e aplicativos para mídias sociais
  • Fotografia
  • Empreendedorismo, entre outros.

A carga horária média de cada curso é de 800 horas, mas, assim como os requisitos para inscrição, pode variar de acordo com a instituição que está oferecendo as aulas.

As oportunidades com inscrições em aberto podem ser consultadas nessa página do MEC

Sobre os Novos Caminhos

No total, 4,3 milhões de pessoas poderão ser impactadas com o programa, sejam alunos do Ensino Médio ou jovens e adultos que não trabalham e não estudam, chamados de "nem-nem", termo criticado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub. 

O principal público-alvo do programa são jovens que não trabalham nem estudam, ou seja, 11,1 milhões das 48,5 milhões de pessoas que têm idade entre 15 e 29 anos no país, o que representa um percentual de 23%.

A meta é que, em 2023, o Ministério passe a ofertar mais 1,5 milhão de vagas para o Ensino Técnico, aumentando a oferta nacional para 3,4 milhões distribuídas no País. Isso significa um aumento de mais de 80% nas matrículas dessa modalidade. Veja outros objetivos do "Novos Caminhos", segundo MEC:

  • Alinhar a oferta de cursos às demandas do mercado;
  • Fomentar a implementação do itinerário da Formação Técnica e Profissional no Ensino Médio;
  • Aumentar o reconhecimento social e econômico da formação técnica e profissional;
  • Integrar dados e estatísticas para subsidiar planejamento e gestão da Educação Profissional e Tecnológica.

Além disso, o novo programa também visa atualizar o catálogo nacional de cursos do Ensino Técnico, que orientará a oferta de vagas em todo o Brasil. Clique aqui para saber mais.

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54