logo
Lista de faculdades Lista de cursos Lista de profissões Revista Quero Central de ajuda

banner image banner image
Curiosidades

Retrospectiva 2020: Confira os principais acontecimentos na Educação

por Giovana Murça em 25/12/20

Sem dúvidas, a pandemia de Covid-19 marcou o ano de 2020! A propagação do novo coronavírus colocou o setor da educação de cabeça para baixo. De uma hora para outra, milhares de instituições de ensino tiveram que suspender as aulas presenciais e se adaptar ao ensino remoto.

Divulgação/Prefeitura de Barueri
retrospectiva 2020 educação

O novo cenário trouxe uma série de oportunidades, mas também diversos desafios e dificuldades aos professores, diretores, pais e alunos. Infelizmente, a pandemia veio para escancarar ainda mais as desigualdades educacionais já existentes no Brasil. 

Enquanto 2021 não chega com novos capítulos da saga contra a pandemia, a Revista Quero preparou uma retrospectiva com todos os fatos que marcaram a educação em 2020. Confira!

Janeiro

Erros na nota do Enem 2019

Após a divulgação da nota do Enem 2019, por meio da hashtag #erronoenem, centenas de candidatos reclamaram nas redes sociais que suas notas estavam incoerentes com a quantidade de questões acertadas que haviam acertado.

Após negar a possibilidade de erro, o então ministro da Educação, Abraham Weintraub, e o presidente do Inep, Alexandre Lopes, publicaram um vídeo nas redes oficiais do órgão responsável pela prova alegando que houve uma inconsistência na contabilização e correção do gabarito do segundo dia de prova.

Erros no Sisu

Depois dos erros com a nota do Enem, foi a vez de milhares de estudantes denunciarem um suposto erro no Sisu, por meio da hashtag #erronosisu nas redes sociais.

Reprodução/Instagram
retrospectiva 2020 educação
Um dos estudantes a denunciar o suposto erro foi o Youtuber Umberto Mannarino

Na época, os estudantes relataram que o sistema estaria classificando os candidatos nas duas opções de cursos pretendidos. Com os candidatos presentes nas duas listas de inscritos, as notas de corte estariam subindo de forma irreal, afetando a classificação parcial. Em vídeo, o MEC anunciou que o sistema estava funcionando normalmente.

Após a divulgação dos resultados do Sisu, os estudantes usaram a hashtag #erronalistadeespera para relatar um erro na Página do Participante que estaria impedindo que os estudantes se cadastrassem na lista de espera.

Reprodução/Twitter
retrospectiva 2020 educação

Fevereiro

Sem  ID Estudantil

A Medida Provisória que autorizava a emissão do ID Estudantil, carteira estudantil digital criada pelo governo federal em novembro de 2019, perdeu a validade no dia 16 de fevereiro. Com isso, os estudantes não puderam expedir o documento.

Março

USP confirma primeiro caso de Covid-19

Em 11 de março, a Universidade de São Paulo (USP) confirmou um dos primeiros casos diagnosticados de estudantes com Covid-19 - um aluno de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH).

Instituições de ensino brasileiras suspendem suas aulas

Após a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretar a pandemia do coronavírus, diversas universidades e faculdades brasileiras decidiram por suspender as aulas para conter o avanço do vírus.

Gradativamente, as aulas presenciais do Ensino Básico também foram sendo paralisadas. Na ocasião, a orientação do MEC foi que as aulas continuassem de forma remota. Mas, a solução não era tão simples quanto parecia já que 37% dos jovens de 10 a 24 anos não possuem acesso à internet em suas casas, segundo um levantamento realizado pelo Melhor Escola a partir dos dados da última pesquisa TICs Domicílios em 2018.

MEC autoriza aulas a distância em universidades públicas e privadas

Por meio de uma portaria, o MEC permitiu as aulas na modalidade de Educação a Distância (EaD) em universidades públicas e privadas, durante o período de pandemia. Logo depois, outro ato permitiu que as disciplinas teórico-cognitivas do curso de Medicina também pudessem ser realizadas a distância.

Edital do Enem 2020

O MEC publicou os editais do Enem Impresso e do Enem Digital, mantendo a aplicação das provas em novembro de 2020.

Abril

Maio

Críticas sobre a propaganda do Enem

A propaganda de divulgação do prazo de inscrição do Enem 2020, "Enem 2020: o Brasil não pode parar!", foi duramente criticada pelos estudantes nas redes sociais. Além das críticas ao conteúdo do vídeo, que pede para que os participantes da prova estudem como puderem, os estudantes também reclamaram da manutenção do calendário do exame em plena pandemia.

Reprodução/Twitter
retrospectiva 2020 educação

#AdiaEnem

Após milhares de pedidos de adiamento do Enem 2020 por parte de estudantes, entidades estudantis e universidades - inclusive, por meio de diversos abaixo-assinados, o MEC decidiu adiar a aplicação do exame de 30 a 60 dias e realizar uma enquete para que os inscritos na prova optem pela melhor data de aplicação do exame.

Junho

Abraham Weintraub anuncia saída do MEC

No dia 18 de junho, o polêmico ministro Abraham Weintraub anunciou sua saída do comando do MEC. Seu mandato de 1 ano e dois meses foi marcado por decisões contraditórias, erros no Enem, desafetos com alguns grupos e uma polêmica contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

retrospectiva 2020 educação

Entra e sai do ministro Decotelli

No dia 25 de junho, o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou o novo ministro da Educação: o professor doutor Carlos Alberto Decotelli. Mas, o terceiro ministro da pasta durante a gestão Bolsonaro durou poucos dias. Decotelli pediu demissão após a repercussão das informações falsas em seu currículo acadêmico.

Julho

Enem adiado para janeiro de 2021

Em votação para escolher a nova data do Enem 2020, a maioria dos candidatos optou por fazer a prova em maio de 2020. Mas, após alinhamento com secretarias de educação e instituições de ensino, o Inep confirmou que o Enem 2020 será realizado em janeiro de 2021.

Milton Ribeiro é o novo ministro da Educação

Após duas semanas da demissão de Decotelli, o professor doutor Milton Ribeiro é escolhido como o quarto ministro da Educação do governo Bolsonaro. Além de pastor da Igreja Presbiteriana, Ribeiro é membro da Comissão de Ética Pública da Presidência e relator da Comissão de Assuntos Educacionais da Universidade Mackenzie.

Agosto

Setembro

Veto presidencial permite desvincular seleção do resultado do Enem

Apesar de aprovar a MP 934, o presidente Bolsonaro vetou alguns dos artigos apresentados na proposta, entre eles, o Artigo 5º que aborda a obrigatoriedade da vinculação do resultado do Enem 2020 aos processos seletivos das edições de 2021 do Prouni e Sisu.

Outubro

Divulgação/Agência Brasil
retrospectiva 2020 educação

Novembro

Brasil lidera ranking de melhores universidades da América Latina

O Brasil é o país com o maior número de universidades no QS Ranking Latin America de 2021. Entre as 10 melhores universidades da América Latina, três são brasileiras: a USP, a Unicamp e a UFRJ. Das brasileiras, a USP foi a única com pontuação máxima nos quesitos reputação acadêmica, impacto na internet e colaboração com pesquisas internacionais.

Dezembro

Prouni e Fies antes do resultado do Enem

No dia 4 de dezembro, o MEC divulgou os calendários do Prouni e do Fies para o primeiro semestre de 2021. As inscrições serão em janeiro, antes da divulgação do Enem 2020 que só será em março, e utilizarão a nota do Enem dos anos anteriores.

Após críticas dos candidatos que irão prestar o Enem 2020, o MEC anunciou que também realizará uma segunda edição do Prouni e Fies logo após a divulgação do resultado do exame.

Aulas remotas até o fim da pandemia

Após a volta às aulas presenciais das universidades terem sido adiadas para janeiro e depois para março, em dezembro, o MEC homologou o parecer do Conselho Nacional de Educação (CNE) que autoriza a continuidade das aulas remotas no Ensino Básico e Superior enquanto durar a pandemia.

Sisu 2021: inscrições serão em abril

Após fala confusa do ministro Milton Ribeiro, na qual comenta que o Sisu 2021 seria em janeiro, o MEC afirmou que o processo seletivo do Sisu 2021 ocorrerá apenas em abril, após a divulgação do resultado do Enem 2020.

Leia também:  Teste: escolha seu filme de Natal favorito e descubra qual é o seu curso ideal

E você, lembra de mais algum acontecimento que marcou o setor da Educação em 2020?

banner image banner image

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2022 CNPJ: 10.542.212/0001-54