logo
Lista de faculdades Lista de cursos Lista de profissões Revista Quero Central de ajuda

banner image banner image
Especiais

Sala de Estudos 07: Mozart Ramos aponta caminhos para melhorar a qualidade da educação no Brasil

por Rui Gonçalves em 16/05/19 130 visualizações
Investir na formação dos professores, criando mecanismos para que possam aprender a ensinar, é fator determinante para que tenhamos êxito na prática educacional.

A frase que nos faz refletir sobre o atual cenário educacional do Brasil é de Mozart Neves Ramos, diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna, um dos mais importantes e respeitados educadores brasileiros na atualidade.

Com uma carreira atuante em defesa de políticas e ações que melhorem a qualidade da educação em todos os níveis, Mozart aborda nesta entrevista, com muito equilíbrio, os prós e contras de temas como o projeto Escola sem Partido, militarização da educação, Fies, entre outros. Também avalia a má utilização das verbas destinadas ao ensino, que cresceram nos últimos anos, mas que em nada melhoraram o nível de aprendizado dos estudantes brasileiros.

Em entrevista ao jornalista Rui Gonçalves, Mozart defende que, para melhorar a qualidade da educação no Brasil, é preciso investir em uma formação mais prática e contemporânea dos professores, qualificar a gestão das escolas, afastar a interferência político-partidária na indicação dos diretores na redes públicas de ensino e trazer a tecnologia do século 21 para dentro da sala de aula.

Mozart recebeu o Sala de Estudos na sede do Instituto Ayrton Senna, em março, poucos dias após o ataque à escola em Suzano, que acabou na morte de 10 estudantes e dos dois atiradores. Neste contexto, ele fala sobre como integrar a escola à comunidade onde ela está instalada e da participação dos pais na educação dos filhos.

Trajetória

Mozart Neves Ramos tem uma trajetória de mais de quatro décadas destinada à educação. Foi professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) por mais de 30 anos, foi reitor da instituição e chegou ao posto de Secretário Estadual de Educação de Pernambuco. Ele também presidiu o movimento Todos pela Educação e é membro do Conselho Nacional de Educação (CNE).

Ao lado de Viviane Senna, foi convidado a debater a educação do país com a equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro, após a eleição de 2018. Com isso, chegou a ter seu nome cotado para o Ministério da Educação (MEC), mas foi barrado. Em seu lugar, o presidente Jair Bolsonaro indicou, primeiramente, Ricardo Vélez Rodrigues, substituído três meses depois por Abraham Weintraub.

Veja também: Sala de Estudos: o programa de entrevistas que vai fazer você entender a Educação no Brasil
banner image banner image

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2022 CNPJ: 10.542.212/0001-54