Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Vestibular e Enem

Tensão entre EUA e Irã: pode haver Terceira Guerra Mundial?

por Giovana Murça em 09/01/20

O ano de 2020 começou com tensão entre os Estados Unidos e Irã. No dia 2 de janeiro, em Bagdá, um ataque norte-americano assassinou o general iraniano Qassem Suleimani, um dos homens mais poderosos do Irã.

terceira guerra mundial
Qassem Suleimani, general morto em ataque dos EUA, e Ali Khamenei, líder supremo do Irã (Khamenei.ir/Wikimedia Commons)

Segundo o governo americano, o general seria o responsável por mortes de americanos no Oriente Médio e o objetivo foi impedir futuras ações iranianas. Em resposta ao ataque, Ali Khamenei, líder supremo do Irã, e a população prometeram vingança. O presidente dos EUA, Donald Trump, revidou as ameaças e prometeu impor sanções ao Irã caso as tropas americanas sejam expulsas do país. Após ataques do Irã a tropas americanas no Iraque, os ânimos se acalmaram.

EUA x Irã

A tensão entre os Estados Unidos e Irã não é novidade. Nos anos 1950, durante a Guerra Fria, os EUA apoiou um golpe de Estado no Irã. As relações diplomáticas foram cortadas quando diplomatas americanos foram feitos reféns durante a Revolução Islâmica, em 1979. Nas décadas seguintes, os países tiveram em lados opostos nas guerras do Golfo e Irã-Iraque e os ataques, desde então, têm sido frequentes.

terceira guerra mundial
Cerca de 1 milhão de pessoas se reuniram no velório de Qassem Suleimani; mais de 50 morreram após tumulto no local (Majid Asgaripour/Wikimedia Commons)

Nos últimos meses, a crise tem aumentado com ataques dos dois lados. A principal causa dos conflitos é o interesse no petróleo da região, o Irã está entre os maiores produtores do mundo. Os conflitos também envolvem questões políticas, culturais e religiosas do Oriente Médio.

Leia também: Atualidades Enem: Petróleo

Impactos do ataque

Depois do último ataque, o Irã anunciou a retomada do enriquecimento de urânio ilimitadamente, descumprindo um acordo nuclear internacional de 2015 que visava proibir a produção de armas de destruição em massa. 

terceira guerra mundial
Veículo destruído próximo ao comboio onde o general foi morto (Reprodução/TV Globo)

Outra consequência é o aumento do preço do petróleo e instabilidade na região de trânsito desse recurso. Com isto, o preço dos combustíveis seriam reajustados, “afetando todas as economias do mundo, gerando muita inflação, desaceleração das economias, e consequentemente, desemprego altíssimo”, explica o Gunther Rudzit, professor de Relações Internacionais da ESPM e coordenador do Núcleo de Estudos e Negócios em Oriente Médio (NENOM). Também houve aumento do preço do ouro e queda nas bolsas de valores do mundo todo.

Países como Alemanha, França, Reino Unido, China e Rússia temem o aumento das tensões e pediram calma aos países envolvidos. Em nota, o Ministério das Relações Exteriores brasileiro afirmou que apoia a "luta contra o flagelo do terrorismo". O governo do Irã chegou a pedir explicações ao Brasil e outros países sobre seu posicionamento. 

Pode acontecer uma Terceira Guerra Mundial?

Diante de toda essa tensão, milhares de usuários buscaram na internet e discutiram nas redes sociais a possibilidade de uma Terceira Guerra Mundial. Os internautas brasileiros chegaram a fazer diversos memes com a situação. 

terceira guerra mundial
Usuários do Twitter no Brasil fizeram diversos memes com a crise externa (Reprodução/Twitter)

Mas, os especialistas entrevistados pela Revista Quero foram unânimes em afirmar que não há possibilidade de uma Terceira Guerra Mundial. “Não é de interesse de nenhum dos dois lados chegar a uma guerra convencional, nem os americanos por saberem que isto vai desestabilizar a economia global e nem os iranianos, que sabem que neste enfrentamento, a superioridade americana é de tal ordem, que eles perderiam”, afirma Gunther.

Além disso, uma guerra para se tornar global precisa do envolvimento de vários países divididos em blocos. Cristina Pecequilo, doutora em ciência política pela USP e professora de relações internacionais da Unifesp, deixa claro que não é o caso, pois as potências da região, Rússia e China, não tem interesse em ampliar esse conflito.

Pode haver guerra entre EUA e Irã?

Apesar da escalada da crise entre EUA e Irã, os especialistas consideram baixas as chances de guerra direta entre os dois. “O que se deve observar são trocas de acusações constantes e algumas medidas de represálias mútuas”, afirma Cristina. 

terceira guerra mundial
Donald Trump, presidente dos EUA, durante discurso após ataque iraniano em bases militares dos EUA no Iraque (Divulgação/Casa Branca)

Segundo Roberto Uebel, professor de Relações Internacionais da ESPM, o que pode ocorrer é um conflito comercial e indireto, como na Guerra Fria, com EUA, Rússia e China se aproveitando da instabilidade no Oriente Médio em prol de suas disputas comerciais e geoeconômicos.

Contexto diferente das Grandes Guerras

No contexto da Primeira e Segunda Guerra Mundial, haviam países com políticas, ideologias e modos de vida conflitantes que se uniram em blocos contra inimigos em comum. 

Estude mais no Manual do Enem: Primeira Guerra Mundial
+ Segunda Guerra Mundial

“Hoje cada nação possui o seu próprio interesse e propósito”, esclarece o professor Roberto. Não há interesse dos países em conflitos em escala global que possam prejudicar a economia de diversos países. Atualmente, um conflito global poderia até extinguir a humanidade com o poder das armas nucleares desenvolvidas pós-Segunda Guerra Mundial.

Outros conflitos pelo mundo

A tensão entre EUA e Irã não é o único ponto de conflito no mundo que causa a preocupação dos especialistas e merece a atenção das autoridades globais. Para o Roberto Uebel, mais grave que a especulação de uma Terceira Guerra Mundial é a Guerra Comercial entre os EUA e a China que refletem no mundo todo. Também envolvendo a China, há os conflitos no Mar do Sul da China com Taiwan, “ambos têm armas nucleares e mísseis intercontinentais”, relembra Gunther.

Veja mais: Atualidades Enem: Guerra Comercial entre EUA x China

Cristina chama atenção para a relação difícil entre EUA e a Coreia do Norte, as discussões do Brexit na União Europeia, conflitos sociais e econômicos que geram manifestações na América Latina e os confrontos por território na África. Além disso, há a atuação terrorista de grupos radicais como Estado Islâmico, Al Qaeda e Boko Haram.

Leia também: Brexit e blocos econômicos: como podem cair no Enem?
banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
ALERTA DE VAGAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você compare vagas com bolsa em mais de 1.000 faculdades

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54