Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Universidades

USP oferece minicurso sobre igualdade de gênero para todos os alunos da instituição

por Patrícia Leite em 03/09/19 220 visualizações

usp minicurso

O Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP) oferece o minicurso Gênero e Universidade: do que estamos falando? como uma disciplina de pós-graduação aberta para todos os alunos da universidade.

Coordenado pela professora da FFLCH Eva Alterman Blay e pela mestre em Psicologia e integrante da equipe técnica do USP Mulheres, Prislaine dos Santos, o minicurso aconteceu pela primeira vez entre março e maio de 2019, em seis encontros.

Dentre os temas abordados, destacam-se conceitos de sexo e gênero; estudos feministas, feminismo interseccional e feminismo negro; relações entre sexo, gênero e saúde; mulheres nos esportes; gênero, diversidade e inovação, e metodologias de pesquisa para os estudos de gênero. Todo o conteúdo utilizado nas aulas está disponível no site USP Mulheres.

Sobre o USP Mulheres

O USP Mulheres é um órgão ligado diretamente ao gabinete do Reitor. A iniciativa faz parte da estrutura administrativa da instituição e tem o objetivo de promover a cultura de igualdade de gênero na universidade e desenvolver um diálogo com a comunidade universitária, incluindo estudantes, professores e funcionários.

Segundo Prislaine Santos, o programa é desenvolvido em três eixos. "A conscientização, permitindo que se identifiquem as situações de violência por mais sutis que pareçam; a qualificação do atendimento e acolhimento das denúncias; e a responsabilização dos envolvidos".

Parte da mobilização acontece por meio de campanhas educativas com cartazes, panfletos e intervenções artísticas produzidos com a colaboração da Escola de Comunicação e Artes (ECA), além de posts no Facebook.

O USP Mulheres também atua no acolhimento, orientação e encaminhamento de mulheres que sofreram algum tipo de violência na instituição. Além disso, são disponibilizados cursos e encontros para a formação de profissionais que lidam com casos de violência, como assistentes sociais e psicólogas da universidade.

Veja também:
13 situações de violência contra a mulher e por que denunciá-las

O órgão colabora, ainda, com a segurança do campus Butantã, por meio de iluminação adequada e com um campo específico para o registro de violência contra mulheres no aplicativo Campus USP.

Todas essas práticas trouxeram um grande avanço para a comunidade acadêmica, como a forma como os homens enxergam e lidam com as mulheres na universidade. 

"Se voltarmos alguns anos atrás, a maioria  das unidades de ensino não tinha coletivos de estudantes organizados ou mesmo núcleos/comissões para tratar questões de gênero. Esse assunto praticamente não aparecia no dia a dia de estudantes, docentes e funcionários, apesar da violência e da discriminação de gênero sempre ter existido. O momento atual conta com mudanças extremamente importantes nessa realidade. Hoje em dia, na USP, a maior parte da comunidade já teve acesso a alguma forma de conscientização a respeito da realidade desigual entre homens e mulheres e das diferentes situações de violência que isso pode acarretar", conta Prislaine.

Os novos desafios 

Para a equipe do USP Mulheres, os avanços conquistados ainda não são suficientes pois, mesmo que de forma menos acentuada, há casos de desrespeito contra mulheres, minorias étnicas ou pessoas não heteronormativas. 

De acordo com as integrantes, é preciso melhorar os canais de denúncia, agilizar os processos administrativos de violação de direitos humanos, criar mecanismos mais ágeis de proteção, assim como materiais educativos e orientadores para combater a violência e avançar na implementação de medidas institucionais para combater a desigualdade de gênero nas carreiras docente e técnica-administrativa.

Veja também:
+Mulheres têm 13% menos chance de terem currículos visualizados, diz LinkedIn
+Os salários das 10 profissões preferidas pelas mulheres
+11 mulheres que mudaram a educação no mundo
banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Quer ficar sabendo das melhores vagas antes de todo mundo?
ALERTA DE VAGAS i-close
Sabia que dependendo do seu período é melhor começar de novo?Thinking face f5c039d3e92b0c131b3780cdbc1ee3d7966cc05cafc35064b70df0e0e049c24d

Caso você ainda esteja no primeiro ou segundo período da faculdade, você pode economizar começando o curso novamente com bolsa de estudo.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você encontra as melhores vagas em diversos turnos, até mesmo ensino a distância.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Quer ficar sabendo das melhores vagas antes de todo mundo?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54