Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Dicas e Curiosidades

Vélez é demitido do Ministério da Educação; Abraham Weintraub é o novo ministro

por Isabela Giordan em 08/04/19 470 visualizações

Na manhã desta segunda-feira (08) o presidente da República, Jair Bolsonaro, publicou em suas redes sociais que Ricardo Vélez , então ministro da Educação, foi demitido do seu cargo. Em seu lugar assumirá Abraham Weintraub.

Quase três meses de Vélez

Ricardo Vélez Rodriguez foi uma das nomeações mais esperadas no início do governo de Jair Bolsonaro, afinal, o Ministério da Educação (MEC) é uma das maiores pastas do Governo Federal.

Foto: Reprodução

Indicado pela orientação de Olavo de Carvalho, um dos "gurus" do presidente, o colombiano ficou responsável pelo MEC por apenas dois e meio meses. Entretanto, o curto período foi o suficiente para que ele se envolvesse em diversas polêmicas, que resultaram na demissão:

  • Em menos de um mês de designação, Vélez declarou em um vídeo nas suas redes sociais que o Ensino Superior "não é para todos" e "somente para algumas pessoas"
  • Em entrevista à Veja, Vélez disse que o brasileiro quando viaja para outros países é um canibal: "Rouba coisas dos hotéis, rouba o assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo. Esse é o tipo de coisa que tem de ser revertido na escola", afirmou para a publicação. Após críticas, o então ministro pediu desculpas e disse que estava se referindo a apenas alguns jovens, não generalizando.
  • Em fevereiro, um comunicado assinado pelo ministro da Educação foi enviado para todas as escolas do País pedindo para que os alunos fossem filmados cantando o hino nacional e que o vídeo fosse enviado para o ministério. Além disso, uma carta deveria ser lida naquele momento, sendo que o discurso seria encerrado com a leitura do slogan do governo "Brasil acima de tudo. Deus acima de todos". O e-mail foi grande alvo de críticas e uma segunda versão da mensagem foi enviado em 26 de fevereiro, tornando a leitura da carta voluntária e retirando o trecho com o slogan.
  • Entre fevereiro e março, uma "guerra" interna foi iniciada no ministério devido ao desempenho do ministro. Com isso, Olavo de Carvalho, que indicou-o ao cargo, voltou-se contra Vélez. Isso resultou na exoneração do secretário-executivo, Luís Antônio Tozi, além da demissão voluntária de outros secretários e assessores olavistas, entre outras contratações e demissões de funcionários da pasta, provocando uma onda de instabilidade no MEC.
  • Vélez demitiu no fim de março o presidente Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Marcus Vinicius Rodrigues. O motivo foi a publicação de uma portaria, não autorizada pelo ministro, que previa novas regras para o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), postergando a avaliação apenas para 2021.
  • A última polêmica envolvendo Ricardo Vélez foi a declaração de que ele mudaria a forma como os livros didáticos tratam o golpe de 1964 e a ditadura militar. Ele ainda disse que "não houve golpe em 31 de março de 1964 nem o regime que o sucedeu foi uma ditadura". 

Sua possível demissão foi anunciada pelo presidente da Jair Bolsonaro na última sexta-feira (05), em um café da manhã com jornalistas, e confirmada hoje (08). Essa é a segunda baixa do governo Bolsonaro, antes de dele, Gustavo Bebianno, ministro da Secretaria-Geral da Presidência, foi exonerado do cargo em fevereiro deste ano.

Quem é o novo ministro da Educação?

Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub, novo escolhido de Jair Bolsonaro para cuidar do MEC, é economista formado pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

           Foto: Reprodução

Weintraub tem experiência mais de 20 anos no mercado financeiro, sendo que trabalhou por 18 anos do Banco Votorantim, indo de office-boy a diretor. Após ser demitido, trabalhou para a Quest Corretora e, desde 2014, é professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). 

Antes de assumir o MEC, ele e seu irmão, Arthur Weintraub, foram responsáveis pela Previdência na equipe de transição do presidente da República. O ministro da Educação é especializado em Previdência e já publicou 14 livros sobre o assunto. 

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Você sabia que o Quero Bolsa te ajuda a realizar o sonho de concluir uma graduação?
ALERTA DE VAGAS i-close
O que é o Quero Bolsa?Thinking face f5c039d3e92b0c131b3780cdbc1ee3d7966cc05cafc35064b70df0e0e049c24d

O Quero Bolsa é o site que te ajuda a entrar na faculdade! Reunimos todas as informações para você fazer a melhor escolha e garantir uma vaga na faculdade.

Tá esperando o que pra conseguir a sua?

ALERTA DE VAGAS i-close
Veja como é simples! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Preencha os campos abaixo com suas preferências e receba avisos de vagas disponíveis no Quero Bolsa.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Você sabia que o Quero Bolsa te ajuda a realizar o sonho de concluir uma graduação?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54