Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
Ensino Básico

Volta às aulas 2021: veja as datas de início do ano letivo em cada estado

por Luiza Padovam Vieira em 25/01/21

Atualizado em 25/01/2021

Foto mostra menino de máscara escrevendo em seu caderno. O acessório será item essencial no retorno às aulas presenciais, em 2021.


Depois de quase 7 meses longe das escolas, o ano se inicia com um pouco menos de incerteza após o anúncio dos governos estaduais com relação à volta às aulas presenciais em 2021.

Segundo um levantamento feito pelo site de notícias Uol junto às Secretarias de Educação, ao menos 15 redes públicas de ensino estaduais já têm previsão de quando os estudantes poderão retornar às salas de aula. As regras não se aplicam para a rede privada, que, em alguns estados, possuem medidas mais flexíveis.

De maneira geral, quase todos os estados planejam um retorno entre os meses de janeiro e março, com exceção do Amapá, Amazonas, Bahia, Pará, Rondônia e Roraima, que ainda não definiram uma data exata para o início do calendário escolar.

+ Pesquisa revela que 38% dos alunos querem um modelo de ensino híbrido quando as aulas retornarem

Com relação ao formato utilizado, grande parte das Secretarias de Educação optaram pelo modelo híbrido de ensino, que mescla aulas presenciais e remotas. Nos locais em que o retorno dos alunos e professores ao ambiente escolar já está determinado, as escolas precisarão seguir protocolos e orientações sanitárias contra a Covid-19.

Veja no gráfico abaixo a previsão de volta às aulas em 2021, por estado:

Mapa mostra o plano de volta às aulas 2021 ao redor do Brasil, após quase 300 dias sem atividades presenciais.
Fonte: Melhor Escola/Uol

Volta às aulas 2021 em detalhe ao redor do Brasil

  • Acre (AC)
    A volta às aulas está prevista para março. Em entrevista concedida ao Jornal Acre, o Secretário Estadual de Educação, Mauro Sérgio, confirmou que, no primeiro momento, as escolas usarão o modelo híbrido de ensino. Neste contexto, as turmas serão divididas por listas de chamadas, evitando aglomeração e garantindo o distanciamento entre os alunos. As aulas presenciais só terão início em maio de 2021, mês que representa o início do ano letivo de 2021 no estado. 

  • Alagoas (AL)
    A rede pública estadual retomará as aulas presenciais a partir de 1º de março. Segundo o governador Renan Filho, pelo menos 30% dos estudantes das escolas públicas poderão frequentar as salas de aula. As escolas particulares, por sua vez, podem iniciar suas atividades presenciais a partir do dia 21 deste mês, com pelo menos 50% da capacidade.

  • Amapá (AP)
    Depois de um ano conturbado, marcado pela pandemia de Covid-19 e um apagão que durou 22 dias, o estado não tem data exata para a volta às aulas presenciais, mas a previsão é de que isso ocorra em 2021.

  • Amazonas (AM)
    Devido ao agravamento da pandemia de Covid-19 no estado, ontem, 24 de janeiro, o Ministério Público do Amazonas (MPAM) enviou ao Governo do Estado uma recomendação para que o retorno das aulas presenciais ou semipresenciais aconteça somente após a vacinação dos profissionais de educação. O direcionamento é que a volta às aulas aconteça de maneira remota até que a situação esteja estabilizada. 

  • Bahia (BA)
    O estado ainda não divulgou o calendário do ano letivo de 2021. No dia 05/01, terça-feira, o governo da Bahia prorrogou o decreto que suspende as aulas das escolas públicas e particulares até o dia 15 de janeiro. Governantes pretendem se reunir, ainda essa semana, para discutir a retomada das atividades presenciais.

  • Ceará (CE)
    No Ceará, a volta às aulas está prevista para fevereiro, combinando o modelo físico e virtual. De acordo com a Secretária de Educação do estado, Eliana Estrela, o retorno será gradual, por série, e contará com o rodízio de estudantes.

  • Distrito Federal (DF)
    A Secretaria de Educação definiu que o ano letivo de 2021 terá início em 8 de março e vai até dia 22 de dezembro. A decisão sobre o formato dependerá da situação da pandemia nos meses de janeiro e fevereiro. Ao longo do ano, haverá aulas de reposição aos sábados. As escolas particulares, por sua vez, estão autorizadas a utilizar o ensino híbrido ou o presencial.

    + Escolas privadas têm queda de 63% na rematrícula

  • Espírito Santo (ES)
    Ainda sem formato definido, a volta às aulas no Espírito Santo está prevista para o dia 04 de fevereiro. No estado, o ano letivo terá um total de 204 dias, e contará também com aulas de recuperação. No dia 14 de janeiro, as secretarias de Educação da Grande Vitória (Vitória, Cariacica, Serra e Vila Velha) se reuniram e decidiram adiar o retorno das aulas presenciais na rede municipal de ensino.

  • Goiás (GO)
    Segundo a Secretaria de Educação de Goiás, a retomada das aulas presenciais terá início no dia 25 de janeiro, em sistema de rodízio, com 30% da capacidade total. A prioridade será para os estudantes do 2º e do 3º ano do Ensino Médio, do 9º ano do ensino fundamental e também aos alunos que não possuem acesso à internet.

  • Maranhão (MA)
    A volta às aulas ainda não possui formato definido, mas, de acordo com o secretário estadual de Educação, Felipe Camarão, as escolas provavelmente utilizarão o modelo híbrido.

    O retorno das atividades presenciais terá início no dia 08 de fevereiro, iniciando com os alunos de escolas de período integral e do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA). No dia 22 do mesmo mês, os estudantes do 2º e do 3º ano do Ensino Médio também retornam. As demais séries só poderão iniciar suas atividades após o término do ano letivo de 2020.

  • Mato Grosso (MT)
    A volta às aulas presenciais na rede estadual de ensino estavam previstas para o dia 1º de fevereiro. Entretanto, devido ao aumento no número de casos de Covid-19, o Governo de Mato Grosso decidiu mudar o formato de aulas, adotando o modelo remoto (on-line ou através de apostilas). 

  • Mato Grosso do Sul (MS) 

    Na rede municipal, a volta às aulas está prevista para fevereiro, enquanto na estadual, o retorno acontecerá em março. A  Secretaria Estadual de Educação (SED) já definiu que, inicialmente, as aulas acontecerão online. 

  • Minas Gerais (MG)
    O ano letivo está marcado para começar no dia 4 de março na rede de ensino estadual, entretanto, o governo do estado não confirmou a volta das atividades presenciais.

  • Pará (PA)
    O estado ainda não anunciou uma data exata para a retomada das aulas em 2021.

  • Paraíba (PB)
    A previsão é que o retorno da rede pública aconteça no dia 18 de fevereiro, ainda sem formato definido. Já na rede privada, 730 escolas particulares da Paraíba devem voltar a funcionar no dia 8 de fevereiro, utilizando o ensino híbrido. A informação é do presidente do Sindicato das Escolas Particulares (Sinepe), Odésio Medeiros.

  • Paraná (PR)

     


    O ano letivo de 2021 na rede estadual de ensino do Paraná terá início no dia 18 de fevereiro, em formato híbrido. A ideia é que haja um revezamento semanal entre os alunos, com uma parte frequentando as escolas, e outra acompanhando as aulas simultaneamente, de maneira remota.

  • Pernambuco (PE)
    A volta às aulas em Pernambuco está prevista para 3 de fevereiro na rede estadual de ensino.

  • Piauí (PI)
    As escolas particulares e públicas foram autorizadas a definir as datas de retorno a partir de 1º de janeiro, desde que apresentem um plano de retomada que inclua medidas e orientações sanitárias. As aulas deverão acontecer em formato híbrido em todas as etapas de ensino, mas o Ensino Infantil poderá funcionar de modo 100% presencial.

    As aulas na rede estadual de ensino estão marcadas para o dia 25 de janeiro, inicialmente, de modo remoto.

  • Rio de Janeiro (RJ)
    Conforme o calendário da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), divulgado no dia 23 de dezembro, o início do ano letivo de 2021 acontecerá no dia 8 de fevereiro. O documento prevê que as aulas aconteçam na modalidade híbrida, ou seja, presencial e remota.

  • Rio Grande do Norte (RN)
    A retomada das aulas presenciais no estado acontece no dia 1º de fevereiro, adotando protocolos e medidas sanitárias de segurança, para concluir o ano letivo de 2020. Os conteúdos referentes ao ano de 2021 passarão a ser lecionados a partir de março.

  • Rio Grande do Sul (RS)
    O calendário escolar estadual de 2021 começa em 8 de março, dando continuidade ao modelo híbrido, implementado durante a pandemia. Segundo a Secretaria Estadual de Educação do Rio Grande do Sul, o retorno será de forma escalonada, iniciando pelos alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental. No dia 11, retornam os estudantes do Ensino Fundamental II, e, por último, no dia 15, os alunos do Ensino Médio e Técnico. 

  • Rondônia (RO)
    Ainda não há previsão para a volta às aulas presenciais na rede pública de ensino do estado, porém, acredita-se que as atividades serão retomadas de maneira remota em 2021.

  • Roraima (RR)
    Em Roraima, alguns colégios particulares de Boa Vista retomarão suas atividades em ambiente escolar a partir do dia 18 de janeiro. Em entrevista para o Jornal de Roraima, ontem (07 de janeiro), a secretária de Educação, Leila Perussolo, disse que ainda não há previsão para o retorno das aulas na rede pública. A definição, bem como o formato utilizado, será definido em conjunto com os professores no final de janeiro.

  • Santa Catarina (SC)
    O governo do estado prevê o retorno das aulas para o dia 18 de fevereiro, com escala de alunos. Nas regiões de alto risco para Covid-19, as escolas poderão receber somente 50% da capacidade total de alunos nas atividades presenciais. Nas áreas de menor risco, não haverá limitação, porém os estudantes e funcionários deverão respeitar as regras de distanciamento.

  • São Paulo (SP)
    O governador João Dória adiou a volta às aulas na rede estadual do estado para o dia 8 (oito) de fevereiro, segunda-feira. Para as escolas particulares, o retorno continua programado para o dia 1º.

    Durante as fases vermelha e laranja, o rodízio de alunos com 35% da capacidade total segue valendo para as instituições de ensino públicas e privadas, entretanto, ao contrário do que foi dito antes, as famílias poderão escolher se enviam ou não os seus filhos para as aulas presenciais.

  • Sergipe (SE)
    As aulas presenciais nas escolas estaduais de Sergipe estão previstas para começar no dia 22 de março. Na rede particular, os estudantes do Ensino Médio poderão retornar em janeiro. A retomada das demais séries, tanto na rede particular quanto na pública, será definida pelos prefeitos de cada cidade.

  • Tocantins (TO)
    Na rede municipal, o início do ano letivo está previsto para o dia 2 de fevereiro, com apenas 25% dos estudantes por sala de aula. Dependendo da situação da pandemia, as atividades serão híbridas. 

    Volta às aulas nas escolas particulares

    Na rede privada de ensino, a data de início das aulas muda de estado para estado. A Federação Nacional de Escolas Particulares (FENEP), elaborou um mapa de retorno das atividades presenciais no Brasil, que pode ser visualizado aqui.

    A instituição realizou ainda, um plano com protocolos de saúde e orientações pedagógicas, a fim de auxiliar as escolas particulares na volta às aulas em meio à pandemia. Dentre eles, estão:

  • Organizar sua estrutura operacional para que seus alunos mantenham uma distância
    de 1m²
    entre eles e as demais pessoas;

  • Uso obrigatório de máscaras;

  • Disponibilizar álcool em gel 70% em todos os ambientes do estabelecimento;

  • A instituição de ensino deverá priorizar o formato de ensino remoto, promovendo gradualmente a adoção de atividades educacionais presenciais de forma segura;

  • A escola deverá desenvolver um plano de trabalho domiciliar para os estudantes do grupo de risco, ou àqueles que não se sintam confortáveis para comparecer às aulas presenciais; 

  • As instituições de ensino deverão desenvolver um plano de trabalho remoto para que professores e demais colaboradores que se encontrem no grupo de risco possam desenvolver suas atividades.

    No site do Quero Bolsa, os familiares podem verificar quais escolas estão matriculando normalmente, e quais oferecem aulas online. O portal permite também que as famílias encontrem instituições ao redor do Brasil que possuem bolsas de estudo, desde o Ensino Infantil até o Ensino Médio. 

Encontre uma escola com bolsa de estudo de até 80%



O que você achou deste artigo?

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2021 CNPJ: 10.542.212/0001-54