Info Icon Help Icon Como funciona Ajuda
Whatsapp Icon 0800 123 2222
Envie mensagem ou ligue
Biografias

Camilo Castelo Branco

Gabriela Costa Costa
Publicado por Gabriela Costa Costa
Última atualização: 16/1/2019

Introdução

Camilo Castelo Branco (1825 - 1890) é considerado um dos principais representantes do Romantismo português. Dramaturgo, cronista, romancista e crítico literário, Camilo Castelo Branco foi um dos primeiros autores portugueses que conseguiu viver apenas de seu trabalho literário.

Camilo Castelo Branco, importante nome do Romantismo português.

Trajetória

Castelo Branco nasceu em Lisboa, em uma família de burgueses. Filho de Manuel Joaquim Botelho Castelo Branco e de “mãe desconhecida”, ficou órfão cedo, aos 10 anos. Desde então, foi cuidado pela tia e depois pela irmã mais velha, Carolina Rita Botelho Castelo BrancoCamilo teve uma educação irregular dada por dois Padres, lendo clássicos portugueses e obras eclesiásticas.

Aos 16 anos, em Vila Real, - após o casamento de sua irmã, - casa-se com Joaquina Pereira de França, de 14 anos. O casamento, no entanto, não durou muito e Castelo Branco deixou sua mulher grávida para morar com sua irmã.

Decide, em 1841, entrar na universidade. Estuda sob a tutoria de um Padre para os testes de admissão. Ingressa, um ano depois, na Escola Médico-Cirúrgica da cidade do Porto. A vida estudantil de Camilo Castelo Branco é boêmia e seu caráter instável o leva a viver uma série de aventuras amorosas que não permitem-no terminar seus estudos.

Sua primeira esposa morre em 1846, e a filha de ambos, um ano depois. Em 1849 volta a Porto para fazer o curso de Direito. Ali, além da vida boêmia de antes, Castelo Branco passa a escrever nos jornais, o que o leva a abandonar, mais uma vez, os estudos.

Em 1850, apaixona-se perdidamente por Ana Augusta Vieira Plácido, noiva de um comerciante chamado Manuel Pinheiro Alves. Quando ela casa-se com este, Camilo ingressa no seminário, com o intuito de tornar-se padre.

Um tempo depois, desiludido com a vida clérica, abandona o seminário. Seduz Ana Plácida, com quem passa a ter um caso. Em 1859, decidem fugir juntos. Ao serem julgados, Castelo Branco por rapto, Ana Plácida por adultério, há uma comoção social devido a história de amor dos dois. No entanto, acabam presos. Será neste período que Camilo Castelo Branco irá escrever Memórias do Cárcere.

Embora não tivessem se casado, Castelo Branco e Ana Plácido construíram uma família. E devido à situação financeira, ele começa a escrever em um ritmo surpreendente. Torna-se o primeiro escritor português de renome que escreve para sustento, escrevendo em média 6 obras por ano. Algumas assinadas com alguns de seus pseudônimos, em especial quando críticos, satíricos e humorísticos. Por volta dos anos de 1880 não havia escritor mais famoso e celebrado em Portugal do que Camilo Castelo Branco.

Castelo Branco morre em junho de 1890, com problemas neurológicos, psicológicos e também de visão, após tentar suicidar-se com um tiro na cabeça.

Principais obras

As obras de Castelo Branco, assim como o livro Memórias do Cárcere, foram inspiradas em muitas situações vividas em sua trajetória, narrada acima. Além do ano que passou na cadeia, a convivência com a irmã mais velha, o período que passou no seminário também foram situações que inspiraram o autor a escrever.

Temas como a bastardia, a orfandade, os direitos do coração afrontando às convenções sociais, as relações familiares e o anticlericalismo são recorrentes em suas obras.

A obra mais conhecida de Camilo Castelo Branco, que o consagrou como escritor e foi um marco para o Romantismo português, é o romance Amor de Perdição, publicado em 1863. O livro, ambientado, no século XIX, conta a história de Simão Botelho Teresa de Albuquerque, dois jovens enamorados de famílias rivais da cidade de Viseu, que mantêm um namoro proibido com consequências trágicas e mortais, não apenas para ambos, mas também para aqueles que os rodeiam.

Inspirado em Romeu e Julieta, do escritor inglês William ShakespeareAmor de Perdição é considerado um dos romances mais importantes do Romantismo, ao lado de Viagens na Minha Terra, de Almeida Garret e O Pároco da Aldeia de Alexandre Herculano.


Exercícios

Exercício 1
(UFPR/2003)

Alguns dos maiores expoente da estética romântica em Portugal no século XIX foram:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, shorts e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...