Ajuda
Como funciona
0800 123 2222

0800 123 2222

Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h

Aceitamos ligação de celular.

Enem 2017 - Guia completo


O Exame Nacional do Ensino Médio, Enem, é hoje o principal método de ingresso nas instituições públicas de nível superior. Tendo, em muitos casos, substituído o vestibular, os dias de prova do Enem são os mais aguardados ano após ano por milhares de vestibulandos ansiosos. Para se sair bem, é importante obter o máximo de informações possível para se preparar, e foi pensando em você que fizemos este guia supercompleta

A primeira edição do exame foi aplicada em 1998, com o objetivo de medir os conhecimentos adquiridos durante o Ensino Médio. Foi somente a partir de 2004 que o exame começou a ser utilizado como método de ingresso em faculdades e, em 2010, com a implementação do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Enem passou a ser mais popular que o vestibular tradicional.

O Enem já não serve apenas como um vestibular moderno, mas também é parte do processo seletivo para a aquisição de financiamento estudantil pelo Fies e para o ingresso em faculdades públicas pelo Sisu. Além de oferecer a possibilidade de bolsas de estudo parciais e integrais em instituições particulares de ensino superior pelo Prouni e em cursos técnicos pelo Sisutec.

Quem pode participar do Enem?

A participação no Enem é aberta a todos que quiserem realizar a prova. Para se inscrever, basta acessar o site oficial do Enem nas datas estipuladas no edital do ano vigente.

Como é a prova do Enem?

As provas do Enem são realizadas em dois domingos seguidos. No primeiro dia, são realizadas as provas de Linguagens e suas Tecnologias, Ciências Humanas e Redação, com um total de 5 horas e 30 minutos para a realização do exame. Já o segundo dia de provas abordará apenas os conteúdos de Ciências da Natureza e Matemática e suas Tecnologias, com o tempo reduzido para 4 horas e 30 minutos.

Diferentemente do que ocorria nas edições do Enem até 2016, agora as provas são realizadas em dois fins de semana diferentes, reduzindo o estresse sobre o candidato.

Cronograma do Enem

O cronograma completo, com todas as datas pertinentes ao edital do ano vigente é disponibilizado na aba Siga o Cronograma do site oficial do Enem.

Aplicativo oficial do Enem

Para facilitar e agilizar a interação do candidato com o site, foi lançado o aplicativo oficial do Enem, que já está disponível na App Store e Google Play.

Agora é possível carregar com você, em seu smartphone ou tablet, o cronograma oficial do Enem, seus dados cadastrais, um FAQ completo com as dúvidas mais frequentes e que podem lhe salvar nos dias de prova.

Além disso, é possível receber notificações lembrando a aproximação de datas importantes, obter diretamente no celular o gabarito oficial das provas e o resultado com as notas do exame.

Basta digitar seu CPF e senha cadastrados no ato da inscrição para ter todas as funcionalidades da página do participante na palma das mãos.

Para mais informações, confira nosso post sobre o Aplicativo do Enem.

Como inscrever-se no Enem?

A inscrição no Enem é feita totalmente online e realizada em poucos minutos. Basta estar atento ao período de inscrição divulgado no edital e no aplicativo oficial do Enem.

Você pode conferir nosso tutorial com o passo a passo sobre como se inscrever no Enem. Nele explicamos como proceder em cada etapa da inscrição e quais informações são necessárias, desde o início até a conclusão da inscrição.

Taxa de inscrição Enem

A cada ano, o Inep estipula um valor para a taxa de inscrição do Enem, que serve para ajudar a custear os gastos com a produção, impressão e aplicação da prova. O valor da taxa pode variar a cada ano, estando hoje em torno de R$ 80,00, e pode ser conferido no edital, disponibilizado no site oficial do Enem.

A taxa deve ser paga até o prazo estipulado no ato da inscrição, do contrário a inscrição será dada como indeferida e o candidato ficará fora do exame.

Como conseguir isenção de taxa de inscrição do Enem?

A isenção automática é garantida para os alunos que estiverem concluindo o Ensino Médio em escola pública, mas se este não for o seu caso, mostramos a seguir outras formas pelas quais é possível receber a isenção de taxa.

Candidatos que já concluíram o Ensino Médio em anos anteriores podem ficar isentos se comprovarem renda familiar inferior a 1,5 salário mínimo por pessoa. É necessário, também, ter cursado do primeiro ao último ano do Ensino Médio em escola pública.

Outra opção destina-se aos alunos de escolas particulares que possuem renda inferior a 1,5 salário mínimo per capita e que cursaram todos os anos do Ensino Médio na condição de bolsista integral.

Também é possível, para os candidatos cadastrados no CadÚnico, solicitar a isenção de taxa no ato da inscrição apresentando seu Número de Identificação Pessoal (NIS). A regra segue a mesma das outras categorias de isenção: é necessário ter renda familiar inferior a 1,5 salário mínimo por pessoa ou renda total familiar de até 3 salários mínimos.

Para mais informações sobre o CadÚnico, você pode acessar o site da Caixa ou o nosso guia sobre como conseguir isenção de taxa no Enem.


PREPARAÇÃO PARA O ENEM

Como se preparar para o Enem?

Passada a etapa de inscrição, é momento de focar na parte mais importante do Enem: as provas. Confira algumas dicas para organizar seus estudos manter a matéria em dia.

1. Informe-se o máximo possível

Busque todas as informações que puder sobre a prova, leia o edital e converse com pessoas que participaram de edições anteriores do Enem. Além disso, fique antenado nas principais notícias do Brasil e do Mundo.

2. Organize seu tempo e o conteúdo a ser estudado

Apesar do Enem ser um exame geral que abrange todo o conteúdo do Ensino Médio, existem algumas matérias que são mais recorrentes que outras. Observando tudo o que foi abordado nos últimos anos, fizemos um guia com os principais temas abordados dentro de cada área de conhecimento: Quais são as matérias que mais caem no ENEM?

Com este guia é possível direcionar o seu estudo, priorizando as suas áreas de maior dificuldade de acordo com o tempo disponível para estudo.

3. Tenha um plano de estudos para o Enem

Nós também preparamos esse guia sobre como montar um plano de estudos para te ajudar a organizar o dia, com tempo destinado a todas suas atividades e ainda um momento para estudar.

Você pode baixar o plano de estudos e alterar como desejar, adicionando suas atividades cotidianas, quais matérias você estudará por dia e personalizar seu horário como quiser.

4. Não se limite apenas ao conteúdo

Saber todo o conteúdo das provas é importante para obter um bom resultado no Enem. Entretanto, produzir uma boa redação também é essencial e, para isso, é necessário ir além do conteúdo dos livros e jornais e estimular seu pensamento crítico.

Um ótimo exercício a ser praticado é produzir textos nos moldes do Enem. Quanto mais exercitar, mais fácil será articular suas ideias e opiniões para convencer o leitor.

5. Coloque em prática o que aprendeu

Seja no conteúdo objetivo da prova ou na redação, treine o máximo que puder. Só é possível descobrir se aprendeu a matéria colocando em prática e testando seus conhecimentos. Por isso, não deixe de separar um tempo no seu cronograma de estudos para resolver exercícios e produzir ao menos uma redação por semana.

É possível praticar gratuitamente, acessando o site do Inep e fazendo o download das provas anteriores já com gabarito oficial. E para ficar cada vez mais afiado na redação, dê uma olhada no nosso Guia definitivo para fazer uma Redação do Enem nota 1000.

6. Estude de forma descontraída e interativa

Na hora de estudar, nem tudo tem que ser puro suor e exaustão. Os modos tradicionais de estudo tem se tornado obsoletos, e vêm sendo substituídos por formas de aprendizado mais dinâmicas e que resultam em uma maior produtividade.

O melhor método de estudo é aquele que une o tradicional com o novo, e utiliza tanto o conteúdo escrito e a resolução de exercícios, quanto videoaulas, simulados e jogos educativos.

É reconhecendo isso que o Ministério da Educação, em parceria com a rede SESI, lançou a Hora do Enem. Um programa completo que traz toda a modernidade que seu estudo necessita.

Com a Hora do Enem você tem à disposição videoaulas incríveis, simulados nos moldes do Enem (inclusive com a correção no padrão TRI), uma plataforma interativa, um programa de TV para responder às suas principais dúvidas sobre o Enem, e um aplicativo para levar a plataforma para onde quiser.

  • Plataforma Geekie Games

É a plataforma interativa da Hora do Enem. Nela você pode ter acesso a mais de 600 videoaulas, um plano de estudos personalizado e desenvolvido com enfoque na na área do curso de graduação que você escolher, além de quantificar seus resultados e demonstrar seu desempenho individual em cada área de conhecimento.

A plataforma pode ser acessada pelo computador, ou por meio dos aplicativos disponíveis apenas para Android.

  • Programa de TV

O programa é exibido pela TV Escola e vai ao ar todos os dias da semana. De segunda a sexta-feira, cada programa tem como tema uma das áreas de conhecimento abordadas no Enem e apresenta uma infinidade de curiosidades, notícias e dicas sobre a prova. Tem ainda a resolução e comentários sobre questões dos anos anteriores, e a conversa com um convidado especial.

Já aos finais de semana, são exibidas as reprises dos programas que foram ao ar nos 5 dias anteriores.

  • Mecflix

O Mecflix é, e deveria ser, a paixão de todo vestibulando. Este site, criado pelo MEC, é inspirado na Netflix e conta com uma infinidade de videoaulas que podem ser organizadas em playlists como você preferir e compartilhada com os amigos. Perfeito para fazer aquela maratona!

  • Simulados

Os simulados oferecidos pela Hora do Enem estão disponíveis na plataforma Geek Games, e sao realizadas no Brasil inteiro nos mesmos dias, tal qual a prova do Enem. Possui a mesma divisão entre as quatro áreas de conhecimento e correção pelo sistema TRI.

As provas de simulado são realizadas online e você recebe o resultado no seu E-mail. São realizadas 4 edições no ano, as três primeiras com 80 questões e a última, já mais perto da prova oficial, com 180 questões.

O melhor de tudo é que tudo isso é disponibilizado gratuitamente! Para saber mais sobre a Hora do Enem, não deixe de ler o nosso Guia Completo. Mas nem só de videoaulas e simulados se faz a vida de um vestibulando, por isso fizemos essa seleção de jogos para estudar para o Enem.

Para ainda mais dicas, você pode conferir o nosso guia: Como se preparar para o Enem?

Dicas para o dia da prova do Enem

Passada a etapa de preparação, chega o dia tão importante e, mesmo sabendo todo o conteúdo, é comum se sentir nervoso diante de um evento tão importante e esperado. Para evitar ao máximo que a ansiedade te atrapalhe nesta etapa essencial, separamos as melhores dicas de como se preparar para a prova do Enem.

1. Confira o local de prova

Se perder no dia da prova do Enem não é uma opção uma vez que as ruas estarão congestionadas e o tempo para chegar ao local de destino será curto. Conhecer previamente o local onde irá realizar a prova te garante maior segurança ao escolher o caminho e calcular o horário para sair de casa.

2. Durma cedo

As provas do Enem são vistas como verdadeiras provas de resistência para o candidato. É uma jornada de dois dias com mais de 4 horas de prova e um tempo médio por questão de, aproximadamente, 3 minutos; além de ser recheada de textos extensos e que demandam muita atenção.

Por isso é importante estar bem descansado, um cérebro cansado levará mais tempo para processar as mesmas informações do que o de uma pessoa que dormiu 8 horas durante a noite. Outro fator importante, é a concentração, essencial para uma correta interpretação dos enunciados e para passar as respostas para o gabarito.

3. Não se preocupe com matéria antes da prova

O período de estudar já acabou e o melhor que você pode fazer às vésperas da prova é se concentrar no que já sabe e relaxar. Do contrário, as matérias irão se confundir na sua cabeça e acabar reduzindo seu rendimento.

4. Acorde cedo

Tão importante quanto ir dormir no horário adequado e ter horas suficientes de sono, é acordar cedo para poder se programar e organizar o dia com calma.

Planeje com atenção o horário para sair de casa, chegando com pelo menos uma hora de antecedência ao local de prova, separe tudo que irá precisar, prepare o lanche. A prova ocorre logo após o almoço, às 13 horas, por isso não acorde tarde ou poderá acabar chegando atrasado.

5. Separe os documentos

É importante lembrar que sem um documento oficial de identificação com foto o candidato não poderá entrar na sala de prova. Assim sendo, evite deixar de separar os documentos na última hora. Confira quais são os documentos aceitos:

  • RG

  • Carteira de Trabalho e Previdência Social

  • CNH com foto

  • Passaporte

  • Cédula de Identidade de Estrangeiro

  • Certificado de Dispensa de Incorporação

  • Certificado de Reservista

  • Identidade Funcional

  • Carteira de Ordem ou Conselho de Classe

Lembre-se também de levar o cartão de confirmação de inscrição, assim poderá conferir os dados impressos no gabarito e na prova.

6. Confira novamente o que é permitido levar

Por questões de segurança, alguns objetos não são permitidos nas salas de prova do Enem. Para evitar maiores transtornos nos dias de prova, separamos para você quais itens são, ou não são, permitidos. Confira:

O que levar
  • Caneta esferográfica preta com tubo transparente
  • Documento de identificação oficial com foto
  • Lanche energético para a prova
  • Garrafa de água transparente e sem rótulo
O que NÃO levar
  • Caneta de outra cor que não preta ou com tubo não transparente
  • Relógio de qualquer tipo
  • Lápis, borracha, lapiseira, corretivo e afins
  • Armas de qualquer tipo
  • Toucas, bonés ou outro acessório que cubra a cabeça ou o rosto
  • Óculos escuros
  • Celulares, tablets, calculadoras e outros aparelhos eletrônicos
  • Livros, apostilas e qualquer outro conteúdo, impresso ou não

No caso de objetos que não são permitidos na sala de prova, mas que são necessários levar, como o telefone celular, é permitido guardar o aparelho desligado, preferencialmente sem bateria, na sacola lacrada durante a prova.

Lembrando que, caso o celular toque durante a prova, a punição é a eliminação do exame.

7. Cuide da alimentação

Para o almoço, prefira alimentos leves e que vão garantir sua saciedade por um longo período de tempo, demandando menos energia para digestão, evitando a sonolência. O ideal é ter uma boa porção de carboidratos, carne branca como fonte de proteínas, e muita salada.

Por ser uma prova exaustiva e de longa duração, é permitido ao candidato levar um lanche. Prefira alimentos altamente energéticos e com boa dosagem de açúcar, por funcionarem como principal combustível para a respiração celular, são de grande ajuda para afastar o sono e manter a concentração.

Procure evitar alimentos e bebidas ricos em cafeína, pois podem aumentar o nível de estresse do organismo. Além disso, seja respeitoso com os outros candidatos que dividem a sala com você e evite embalagens barulhentas ou comidas com odor forte.

8. Não se esqueça do gabarito

A única resposta válida para a correção do exame, e posterior atribuição da nota, é a contida no gabarito. Assim sendo, dedique tempo suficiente para marcar a resposta escolhida no gabarito com calma e evitando erros, uma vez que não é possível solicitar uma nova folha de respostas.

Não se esqueça também de conferir se o gabarito está completo, com todas as questões e com seus dados impressos corretamente.

Precisa de ajuda para se organizar e não esquecer de nenhuma dica? Confira o nosso Checklist para o Enem, com o que você precisa fazer antes e depois da prova, e o que é, ou não, permitido levar.


RESULTADO DO ENEM

Como saber o resultado do Enem?

Nas primeiras horas após a conclusão da prova do Enem, a internet fica recheada de gabaritos não-oficiais produzidos por cursos de pré-vestibular e pelas principais revistas voltadas aos universitários. Entretanto, o gabarito oficial do Enem só é disponibilizado pelo Inep, em média, em até uma semana após a realização do exame.

Para acessar o gabarito oficial, basta acessar o site do Inep ou o aplicativo oficial do Enem. Mas é importante lembrar que, devido ao método de correção pela Teoria da Resposta ao Item (TRI), o número de acertos não reflete a nota do Enem.

O que é o TRI e como funciona?

O TRI (Teoria de Resposta ao Item) é o método de avaliação utilizado para calcular as notas do Enem. Trata-se de um sistema capaz de analisar as questões que o estudante respondeu corretamente e dar um peso específico para cada acerto, levando em consideração os diferentes níveis de dificuldade das questões - separadas em fáceis, médias e difíceis. Desta forma, com a ajuda da estatística e da probabilidade, é possível perceber quais acertos fogem do padrão de suas respostas, detectando um possível “chute”.

Por exemplo, um candidato que errou várias questões fáceis e medianas, mas acertou uma questão considerada difícil, tende a ter este ponto anulado por fugir do padrão esperado.

Como é feita a correção da redação do Enem?

A correção da redação do Enem é feita com base em 5 competências que medem o seu domínio da Língua Portuguesa e habilidade de desenvolver um texto coerente e dentro das normas cultas de linguagem. A nota máxima é 1000, sendo assim, cada competência tem valor de 200 pontos.

A nota é atribuída pelo corretor, que confere a cada competência uma nota que pode ser 0, 40, 80, 120, 160 ou 200. Após a conclusão da correção, as notas de cada competência são somadas, determinando a nota final do candidato.

Em seguida, a redação é reexaminada por um segundo corretor, obedecendo aos mesmos critérios, que não possui acesso às notas atribuídas na primeira correção.

Se houver discrepância entre as notas, superior a 100 pontos no total, ou de 80 pontos em alguma das categorias, a redação é corrigida novamente por uma terceira pessoa. Se não houver discrepância a nota final será dada por meio da média aritmética das duas primeiras notas.

Para saber mais sobre as competências avaliadas e ver dicas de como mandar bem na redação, dá uma olhada nesse post da Revista QB: Redação do Enem nota 1000.

Como ver a nota do Enem?

A nota oficial do Enem é calculada e disponibilizada no site oficial do Enem após alguns meses, contendo o resultado das provas e a nota da redação comentada.

Para consultar, basta acessar o portal do candidato pelo site do Enem ou por meio do aplicativo oficial.

Como e onde usar a nota do Enem?

Com a nota do Enem é possível ingressar em universidades e faculdades públicas e privadas; conseguir bolsas de estudo para cursos de nível superior e técnico; fazer financiamento estudantil para cursos superiores da instituição privada; e, até mesmo, ingressar em uma Universidade em Portugal.

Usar a nota do Enem no SiSU

Por meio do SiSU, é possível concorrer a vagas de cursos de graduação em universidades públicas de todo o país. A inscrição ocorre todos os anos, ao início de cada semestre.

Para participar, é necessário ter participado da edição do Enem do ano anterior e ter obtido nota superior a zero na redação. Além disso, também é necessário atingir a nota de corte do curso desejado. Confira as Notas de Corte do Sisu nas edições anteriores.

Para obter mais informações sobre o Sisu, acesse nosso Guia do Sisu.

Usar a nota do Enem no Fies

Com o Fies, é possível conseguir financiamento estudantil para cursar o Ensino Superior, de forma facilitada, utilizando apenas a sua nota do Enem.

Para isto é necessário ter realizado alguma edição do Enem desde 2010, comprovar renda familiar inferior a 3 salários mínimos per capita, estar matriculado em uma instituição de ensino superior cadastrada no programa, ter obtido nota superior a zero na redação e totalizar 450 pontos na média das provas do Enem.

Confira as Notas de Corte do Fies nas edições anteriores.

Para obter mais informações sobre o Fies, acesse nosso Guia do Fies.

Usar a nota do Enem no Prouni

O Prouni é o programa do Governo que concede bolsas de estudo, tanto integrais quanto parciais, em instituições de ensino superior privadas para estudantes de baixa renda.

Para participar é necessário ter realizado a edição anterior do Enem, ter obtido nota superior a 450 em cada área de conhecimento e uma pontuação superior a zero na redação. Além disso, é necessário atender aos critérios socioeconômicos estabelecidos, como possuir renda inferior a 3 salários mínimos e ter cursado todo o Ensino Médio em instituição pública (ou particular em condição de bolsista integral).

Confira as Notas de Corte do Prouni  nas edições anteriores.

Para obter mais informações sobre o Prouni, acesse nosso Guia do Prouni.

Usar a nota do Enem para estudar em Portugal

Com o acordo firmado entre Brasil e Portugal em 2014 é possível estudar em Portugal utilizando apenas a nota do Enem.

Para se candidatar a uma vaga é necessário consultar os requisitos de cada universidade participante no site das instituições. Já são mais de 20 universidades parceiras, para conferir todas, acesse o site do Ministério da Educação.

Para mais informações e depoimentos sobre estudantes que conseguiram o benefício, acesse o artigo publicado na Revista QB: Como estudar em Portugal com o Enem.

Simulador de Notas do Enem

Se você já sabe sua nota do Enem e quer ter uma ideia dos benefícios que poderia conseguir, acesso nosso simulador de notas de corte do Enem.  É possível descobrir quais as notas de corte (de anos anteriores) exigidas por cursos e faculdades participantes do Sisu, Fies e Prouni.


Para mais informações e novidades sobre o Enem acesse a Revista QB.

Faça uma simulação com a sua nota do Enem

Descubra em quais faculdades você pode entrar pelo Sisu, Prouni ou Fies.

O Quero Bolsa ajuda estudantes a encontrar e pagar sua faculdade

O Quero Bolsa é um serviço que te ajuda a encontrar a sua faculdade ideal e economizar nas mensalidades. Através do nosso site você consegue bolsas de estudos parciais em mais de 1200 universidades parceiras. Basta fazer a pré-matrícula no site para garantir um desconto até o fim do curso!
Você encontra sua bolsa e faz a pré-matrícula na hora
Sua Bolsa vale até o fim do curso
Bolsa garantida ou seu dinheiro de volta