Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
Vestibular e Enem

Redação do Enem: como conseguir a nota máxima na competência 5?

por Isabela Giordan em 16/07/20

Para quem vai prestar um concurso ou vestibular, a redação pode se tornar um pesadelo. Afinal, muitas vezes, essa é a única parte dissertativa da prova e que exige conhecimentos específicos! 

No Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a situação não é diferente. A redação equivale a um quinto da nota final e é avaliada por dois corretores, que levam em consideração cinco competências diferentes. 

Para auxiliar os participantes do Enem, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio de Teixeira (Inep), órgão responsável pela prova, divulgou cinco cartilhas com os critérios de correção de cada competência avaliada. 

E, pensando em ajudar os estudantes, a Revista Quero produziu uma série de cinco matérias com o resumo do conteúdo divulgado em cada uma das cartilhas. Confira:

Essa é a última parte do especial! Veja o que você precisa saber para conseguir a nota máxima na competência 5: 

competência 5 redação do Enem

O que é avaliado na competência 5?

Essa competência avalia se o estudante sabe "elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos".

Ou seja, é avaliado se o estudante consegue desenvolver uma ideia e jusfiticá-la, de modo que essa sugestão seja coerente, viável e não desrespeite os direitos humanos. 

Proposta de intervenção

"O participante deve propor uma intervenção para o problema apresentado pelo tema significa sugerir uma iniciativa que busque, mesmo que minimamente, enfrentá-lo", explica a cartilha de redação.

Para que um texto possua uma proposta de intervenção seja completa, é preciso que o trecho apresente os cinco elementos básicos: ação, agente, modo/meio, efeito e detalhamento. Veja o que é cada um deles:

Ação

"Esse é o elemento que diz respeito à ação prática apontada pelo participante como necessária para a solução do problema apresentado pelo tema. É a partir da ação que reconhecemos a intenção de propor uma intervenção para o problema abordado e que os demais elementos se organizam", aponta a cartilha. 

Para desenvolver essa ação, o participante deve responder à seguinte pergunta: "o que deve ser feito?". Veja exemplos de ações nos trechos destacados:


Agente 

O agente é o ator social apontado para realizar a ação. "Para determinar o agente, o participante deve considerar o problema abordado pelo tema, sobre o qual se deseja intervir, e a ação", explica o documento

A pergunta que o estudante deve responder para descobrir quem é o agente para a sua ação é: "quem executa?". Confira alguns exemplos de agentes nos trechos em negrito:


Modo/meio

Esse elemento mostra a maneira ou quais são os recursos utilizados para que a ação seja realizada. Para descobrir qual é o modo/meio, o participante deve responder a pergunta: "como se executa/por meio do quê?". Veja alguns exemplos em destaque:


Efeito

"Efeito é o elemento que corresponde aos resultados pretendidos ou alcançados pela ação proposta. Ele pode vir expresso por meio de uma estrutura indicativa de finalidade, consequência ou conclusão", indica a cartilha do Inep. Para isso, o estudante deve responder à seguinte pergunta: "para quê?".


Detalhamento

O detalhamento é o elemento que agrega informações aos outros elementos, tendo o papel de fazer com que a proposta de intervenção seja mais elaborada e concreta, seja por exemplos ou dados referenciais.

A questão a ser respondida para identificar o detalhamento é: "que outra informação sobre esses elementos foi acrescentada pelo participante?".


Qual é o elemento mais difícil na elaboração da proposta de intervenção?

"O agente não é tão difícil, pois muitos agentes podem executar diversas ações que amenizem ou resolvam problemas sociais brasileiros. A ação em si é que deve trazer o caráter de novidade, não pode ser algo que já exista, ela é, sem dúvida, o elemento mais complicado", explica Thiago Braga, professor e coordenador de Redação e Língua Portuguesa do Colégio pH.

Braga ainda aponta que, após entender e desenvolver a ação, será muito mais fácil apresentar o agente, modo/meio e a sua finalidade. 

De acordo com a cartilha de correção, uma redação pode ter várias propostas de intervenção, entretanto, só será avaliada a mais completa, ou seja, que apresente a maioria dos elementos. 

Além disso, para evitar esse tipo de erro, o professor indica que o aluno estude diversos eixos temáticos para compreender quais são as melhores ações em cada área e, ao mesmo tempo, desenvolver um repertório que permita que o estudante aponte propostas de intervenções críveis e praticáveis.

E os direitos humanos? 

De acordo com a cartilha, "são considerados os seguintes princípios dos direitos humanos, pautados no Artigo 3º da citada Resolução nº 1, de 30 de maio de 2012, o qual estabelece as Diretrizes Nacionais para a Educação em Direitos Humanos":

  • Dignidade humana; 
  • Igualdade de direitos; 
  • Reconhecimento e valorização das diferenças e diversidades;
  • Laicidade do Estado; 
  • Democracia na educação; 
  • Transversalidade, vivência e globalidade; e 
  • Sustentabilidade socioambiental.

Em 2018, por exemplo, o tema de redação foi "Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet", veja umas propostas que desrespeitaram os direitos humanos: 


Saiba mais: Como respeitar os direitos humanos na proposta de intervenção da redação do Enem

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
ALERTA DE VAGAS i-close
Descubra qual profissão mais se encaixa com você.

Não fique na dúvida sobre o seu futuro. Faça o Teste Vocacional do Quero Bolsa.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você compare vagas com bolsa em mais de 1.000 faculdades

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Tá na dúvida? Preencha suas preferências que a gente te ajuda a achar sua vaga ideal.
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2021 CNPJ: 10.542.212/0001-54