Info Icon Help Icon Como funciona Ajuda
Whatsapp Icon 0800 123 2222
Envie mensagem ou ligue
Biografias

Rafael Sanzio

Gabriela Costa Costa
Publicado por Gabriela Costa Costa
Última atualização: 3/6/2019

Introdução

Rafael Sanzio foi um dos grandes nomes da arte Renascentista do século XVI. Ficou conhecido como o “Príncipe dos Pintores”.

Ao lado de nomes como Michelangelo, Leonardo da Vinci, Sanzio marcou a história da arte, em especial a italiana.

Rafael Sanzio (1483 – 1520), o “Principe dos Pintores”. 

Sanzio foi mestre da Escola de Florença no século XVI, período do Alto Renascimento na Itália.

Trajetória

Nascido no dia 6 de abril de 1483 na Itália, Rafael Sanzio iniciou seu contato com a arte através de seu pai, Giovanno Sanzio, que lhe transmitiu os ensinamentos artísticos quando Sanzio ainda era pequeno. 

Seu pai era muito bem relacionado dentro da corte do duque Federico da Montefeltro, algo que ficou de herança para Rafael Sanzio.

Aos 17 anos, Sanzio já era um mestre no que se referia ao cenário artístico da época, sendo que, o “Casamento da Virgem” de 1504, era uma de suas primeiras obras mais notáveis.

No mesmo ano, Sanzio se mudou para Siena e, posteriormente, para Florença, na esperança de entrar em contato com os trabalhos de Leonardo da Vinci e Michelangelo. Nesse período pintou “Deposição da Cruz”, era então 1507. 

Sanzio foi capaz de dar vida a diversas madonas, graças a influência Renascentista de Da Vinci. Utilizou conceitos primordiais da estética Renascentista, como o dualismo entre luz e sombra. E, influenciado por Michelangelo, explorou as formas da anatomia de maneira mais aprofundada.

Obras de Sanzio

Em 1508, o trabalho de Sanzio, então com 25 anos, foi requisitado no Vaticano, em Roma. Ali, Sanzio viria a residir nos próximos 12 anos, dando origem a uma série de obras, hoje consideradas clássicas como “Escola de Atenas” e “Disputa”.

Posteriormente, faria uma série de outros trabalhos como: “Cartões de Rafael”. Assim, em 1514, Sanzio tornou-se o principal arquiteto do Vaticano, tamanho era o seu prestígio como artista.

O artista morreu com 37 anos de idade, tendo completado ao final de sua vida, inúmeras obras, tais como: “II Spasimo”, a “Visitação”, “A Visão de Ezequiel” e “A Transfiguração”. 

O trabalho de Sanzio é enaltecido, sendo que o pintor é considerado como parte da tríade fundamental do movimento Renascentista Italiano, ao lado de Michelangelo e Da Vinci.

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, shorts e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...