Info Icon Help Icon Como funciona Ajuda
Whatsapp Icon 0800 123 2222
Envie mensagem ou ligue
Biografias

Van Gogh

Bianca Ferraz
Publicado por Bianca Ferraz
Última atualização: 12/3/2019

Introdução

O pintor Vincent Van Gogh

Vincent Willem van Gogh (1853-1890) foi um pintor holandês e, também, uma das figuras mais importantes da história da arte ocidental - tanto por sua fama, quanto pela influência que exerceu sob outros artistas ao longo da história.

Sua obra é muito extensa. Apesar disso, ele apenas começou sua produção artística com 27 ou 28 anos de idade. Em pouco mais de uma década, Van Gogh foi capaz de criar mais de duas mil obras, dentre as quais se incluem cerca de 860 pinturas a óleo, tendo sido a maioria delas produzida em seus últimos anos de vida.

Entre as principais composições que aparecem em sua obra, tem-se as paisagens e as naturezas-mortas, além de retratos e, também, autorretratos.

Uma das características mais marcantes de sua produção é o uso de cores expressivas, vibrantes e dramáticas, que se aliam a pinceladas igualmente expressivas. Foram estes os elementos responsáveis por tornar Van Gogh uma grande influência para a denominada arte moderna.

Uma curiosidade acerca de sua biografia, contudo, se destaca: em vida, Van Gogh vendeu apenas um único quadro, intitulado “O Vinhedo Vermelho”. Toda a fama e reconhecimento chegaram apenas após a sua morte, causada por um ato suicida.

Biografia

Vincent Van Gogh nasceu em uma família de classe média, em uma província predominantemente católica no sul dos Países Baixos. Sua família era profundamente ligada à igreja, tanto por sua mãe, que era muito rígida e religiosa, quanto por seu pai, que era pastor da Igreja Reformulada Neerlandesa.

Quando criança, Van Gogh era sério e pensativo. Foi educado em casa até 1860, quando começou a frequentar escolas e, posteriormente, um internato. A arte apareceu em sua vida ainda durante a sua infância, quando a mãe o incentivava a desenhar. Desde então, suas obras já eram marcadas por desenhos expressivos, apesar de não atingirem, ainda, a genialidade que apareceria em sua fase adulta.

Em 1869, conseguiu um emprego e foi trabalhar como vendedor. Alguns anos depois, mudou-se para Londres, ainda exercendo a mesma função. Apaixonou-se por Eugénie Loyer, mas não foi correspondido, o que lhe gerou um período de infelicidade. Com isso, o fervor religioso de Van Gogh se intensificou, levando-o a se isolar cada vez mais.

Foi transferido para Paris, mas logo voltou ao Reino Unido. Pouco depois, resolveu retornar à sua cidade de origem e passou a intensificar seus estudos e sua dedicação à religião.

Foi apenas no ano de 1880 que Van Gogh decidiu investir em sua carreira artística. Ele começou desenhando as pessoas e as cenas ao seu redor e, poucos meses depois, fez sua matrícula na Academia Real de Belas-Artes, na qual estudou, entre outros assuntos, anatomia e perspectiva.

Durante a década de 1880, entre diversas mudanças de cidade, Van Gogh pintou centenas de obras, incluindo os grupos de naturezas-mortas.

A infelicidade que demonstrava, além de diversos episódios ocorridos em sua vida, apontam para o fato de o pintor ter sido vítima de algum desajuste psicológico. Um dos acontecimentos mais marcantes, nesse sentido, foi o ato de automutilação da sua orelha esquerda.

Embora não haja comprovação, a história mais aceita é que, após uma briga com Paul Gauguin, tomado pelo nervosismo, Van Gogh cortou a própria orelha e a enviou para Gabrielle Berlatier, que trabalhava em um bordel frequentado por Gauguin.

Em 1889, o artista se internou de forma voluntária no hospício Saint-Paul-de-Mausole. Em 1890, ao sair da internação, mudou-se para o norte da França e, em julho do mesmo ano, deu um tiro no próprio peito.

Obras

Em suas pinturas, Van Gogh representou paisagens e pessoas. Destacam-se as séries de naturezas-mortas, os pomares, os ciprestes e os campos de trigo no que se refere às paisagens escolhidos pelo artista. Ele produziu também uma série de autorretratos (são mais de 40, no total), que mostram o desenvolvimento de suas características artísticas.


Exercícios

Exercício 1
(UNA Concursos/2015)

Alguns artistas usam cores que têm significados pessoais. A cor favorita de Vincent Van Gogh, por exemplo, era o amarelo. Para ele, era a cor da felicidade e da amizade e por isso foi escolhida para pintar flores amarelas para um amigo. A obra pintada denomina-se:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, shorts e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...