Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Língua

Jéssica Maciel
Publicado por Jéssica Maciel
Última atualização: 10/10/2018

Introdução

A língua é um órgão muscular pertencente ao sistema digestivo. Tem diversas funções no organismo humano, como a percepção dos sabores e a formação de sons correspondentes à fala, além de complementar o processo de deglutição. Está localizada na região ventral da boca.

Função

A língua apresenta várias funções para o organismo humano, uma delas é de iniciar o processo de digestão, guiando e moldando o alimento entre os dentes, para que seja mastigado. Depois, guia o alimento para que este seja engolido.

Além da mastigação, a língua também está relacionada com a percepção dos sabores, ou seja, com o paladar.

Por fim, a língua é de extrema importância para a fala: seus formatos e posições contribuem para a determinação do som que será emitido.

Paladar

O paladar é um dos cinco sentidos do corpo humano. É por conta dele que o ser humano é capaz de sentir sabores dos alimentos.
 
 A língua é o órgão responsável pelo paladar. Ela é repleta de pequenas elevações, as papilas linguais, que são ligadas a terminações nervosas e, por isso, são muito eficazes na percepção de sabores.

Essas terminações nervosas captam os estímulos de sabor de quatro diferentes sensações:

  • doce;
  • salgado;
  • azedo;
  • amargo.

Esses estímulos são enviados ao cérebro, e só lá serão compreendidos como sensações gustativas.
 
 Apesar de a língua só captar quatro sabores primários, a combinação deles trará centenas de novos sabores ao paladar.

Todas as papilas são capazes de perceber os cinco sabores primários, porém a sensibilidade delas para algum sabor específico varia de acordo com a região da língua em que a papila está localizada.
 
 As papilas do fundo da língua são mais sensíveis a sabores amargos, já a região das laterais é onde se localizam as papilas com maior sensibilidade ao azedo. Mais ao fundo está a região com papilas sensíveis ao salgado, enquanto que na ponta da língua estão localizadas as papilas mais sensíveis ao doce e, no meio da língua, ao umami.

Existem, ainda, algumas substâncias que são incapazes de provocar reações nas papilas linguais. A água, por exemplo, é uma delas. Essas substâncias são denominadas insípidas.

Anatomia

Músculos

Os músculos que ligam a língua ao crânio são chamadas de músculos extrínsecos, e os que fazem parte da língua chamam-se músculos intrínsecos.

Os músculos intrínsecos são divididos em quatro pares responsáveis pelo movimento e pelas mudanças no formato da língua durante a mastigação e a deglutição. Os pares de músculos intrínsecos são o longitudinal superior, longitudinal inferior, transverso e vertical.

Divisão

A língua é dividida em duas regiões:

  • Superfície ventral: a superfície ventral da língua se caracteriza por ser lisa. Na parte de baixo do órgão não há papilas linguais. Mas, pelo contrário, a parte de baixo da língua é revestida por membrana mucosa, onde está localizado o frênulo da língua.
  • Superfície dorsal: a superfície dorsal da língua se caracteriza por sua irregularidade. Na região anterior, ela é recoberta por eminências chamadas papilas gustativas. Já a região dorsal é dividida em duas diferentes partes: a parte oral, que está localizada no interior da língua, e a parte faríngea, que se encontra na região mais posterior. As duas partes são divididas por uma região chamada sulco terminal.
  • Região oral: a região oral da língua é onde estão localizadas as papilas gustativas. Nessa região, a língua assume aparência rosada e macia.
  • Região faríngea: região faríngea constitui a parede anterior da região oral da faringe. Nesse local não há presença de papilas gustativas mas são encontrados diversos nódulos linfóides, chamados tonsilas linguais, que são capazes de produzir anticorpos.

Papilas gustativas

As papilas gustativas da língua são de quatro diferentes tipos, o que as confere diferentes funções:

  • Papilas filiformes: as papilas filiformes são bastante numerosas e estão espalhadas pela região dorsal da língua. Tem poucos botões gustativos e são repletas de queratina, o que dificulta muito a percepção de sabores dessas papilas e as torna mais sensíveis a sensações táteis.
  • Papilas fungiformes: as papilas fungiformes estão espalhadas de maneira irregular por entre as papilas filiformes. Têm formato estreito em sua base e mais alargado em cima, onde é bastante lisa. Nessas papilas existem poucos botões gustativos.
  • Papilas foliadas: as papilas foliadas são pouco desenvolvidas nos humanos. São rugas paralelas divididas por um sulco na superfície dorsolateral do órgão. Essas rugas são bastante ricas em botões gustativos.

Papilas circunvaladas: as papilas circunvaladas são papilas distribuídas na região posterior da língua. São rodeadas uma a uma pelas glândulas de von ebner, glândulas que secretam conteúdo em seu interior com a finalidade de limpar a mucosa bucal.


Exercícios

Exercício 1
(Quero Bolsa)

A língua é o órgão relacionado ao paladar. Para o funcionamento desse sentido, qual estrutura é distribuída na superfície da língua e tem como função a percepção de sabores:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...