Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Relações Ecológicas

William Mira
Publicado por William Mira
Última atualização: 12/10/2018

Introdução

Todos os organismos vivos presentes em um determinado ecossistema formam uma comunidade biota. Dentro dessa comunidade, os indivíduos estabelecem relações que garantem a manutenção do ecossistema.

Essas relações podem ser chamadas de relações ecológicas ou interações ecológicas. Podem apresentar caráter benéfico para os participantes dessa relação ou caráter prejudicial para ambos ou pelo menos um dos envolvidos.

É importante notar que essas relações nem sempre são estáticas. Ou seja, em um determinado momento do ecossistema local, dois indivíduos podem estabelecer uma relação de benefícios entre eles, enquanto que em outro momento, podem não apresentar relação ou apresentar uma relação que prejudique uma das partes.

Classificação das Interações

A principal interação existente em um ecossistema é a interação consumidor-recurso.

Dentro dessa categoria, se agrupa as relações de predador-presa, herbívoro-planta e parasita-hospedeiro. Esse tipo de interação organiza as comunidades biológicas em cadeias alimentares, que esquematiza o fluxo de energia ao longo de todo o ecossistema.

Esse tipo de relação é caracterizado pelo aumento do número de consumidores, em contrapartida da diminuição do número da população de recursos.

Embora seja a relação ecológica mais fundamental entre as espécies, outras relações adicionais também podem ser estabelecidas.

Embora apenas as relações que apresentam um impacto direto em uma determinada espécie são, geralmente, analisadas, é importante estabelecer que as relações ecológicas presentes em um ecossistema podem apresentar consequências indiretas para os demais organismos vivos.

O aumento do número de ruminantes em uma pastagem, por exemplo, pode comprometer a quantidade de vegetação (herbivoria). Isso pode gerar impacto negativo na sobrevivência de outros herbívoros, como insetos e pequenos animais.

Com relação aos participantes, as interações podem ser classificadas em:

  • Intraespecíficas: também chamadas de homotípicas, são as relações estabelecidas entre indivíduos da mesma espécie;
  • Interespecíficas: também chamadas de heterotípicas, são as relações estabelecidas entre indivíduos de espécies diferentes.

Com relação ao caráter, as relações podem ser classificadas em:

  • Relações Harmônicas: relações que em que pelo menos um dos participantes é beneficiado, enquanto o outro não é prejudicado;
  • Relações Desarmônicas: relações em que pelo menos um indivíduo é prejudicado;

Como as relações podem apresentar diferentes impactos com relação a cada um dos seus participantes, uma maneira de classificar o caráter da relação entre os indivíduos é atribuindo um sinal de positivo (+) quando a relação gera um benefício para o indivíduo, negativo (-) quando gera um prejuízo para outro indivíduo, ou ainda zero (0) quando não apresenta nem prejuízo nem benefício para o participante.

Dessa forma, uma relação como a de comensalismo, em que um indivíduo se beneficia do outro sem causar prejuízos ou benefícios, é representada como +/0. Uma relação de herbivoria, como a de capim e búfalos, é representada como -/+.

Relações Intraespecíficas

Harmônicas

  • Colônia (+/+): agrupamento anatômico de indivíduos da mesma espécie. Nesse tipo de interação, pode haver divisão de trabalho, se houver indivíduos com diferenciação corporal (polimorfas), ou ser uma relação apenas entre indivíduos semelhantes (isomorfas) que se unem para proteção, defesa ou facilidade na obtenção de alimentos. Exemplo: o celenterado conhecido como caravela-portuguesa, algas e corais.

Caravela-portuguesa (Physalia physalis).Caravela-portuguesa (Physalia physalis).

  • Sociedade (+/+): associação entre indivíduos da mesma espécie formando uma cooperativa organizada. Os indivíduos que constituem colônias são chamados de indivíduos sociais, e essa relação não liga os indivíduos anatomicamente, mas sim enquanto uma cooperativa de trabalho. Dentro da sociedade há divisão de trabalho e uma rígida hierarquia seguida. Exemplo: formigas, abelhas e cupins.

Formigas se agrupam em sociedade com divisão de trabalho e hierarquia, tendo sempre uma rainha, operárias e um zangão para copular com a rainha.Formigas se agrupam em sociedade com divisão de trabalho e hierarquia.

Desarmônicas

  • Canibalismo (-/+): relação em que um indivíduo se alimenta de outro da mesma espécie. Geralmente, esse tipo de relação está envolvido no controle da população (em períodos de pouco alimento), em situação sexual (quando um indivíduo se alimenta do outro após o acasalamento) ou em situação de desequilíbrio hormonal e estresse, como fêmeas de cães que comem seus filhotes. Exemplo: louva-deus e algumas espécies de aranhas.

Louva-deus fêmea, após o acasalamento, se alimenta do macho para adquirir nutrientes para o desenvolvimento dos filhotes.Louva-deus fêmea, após o acasalamento, se alimenta do macho para adquirir nutrientes para o desenvolvimento dos filhotes.

  • Competição (-/-): relação comum, principalmente em espécies territorialistas. Nesse tipo de relação, há disputa entre indivíduos da mesma espécie pelos recursos oferecidos pelo ecossistema, como território, alimentos e parceiros para acasalamentos. Exemplo: galos e felinos.

Os machos de galos competem pela fêmea e pelo território do galinheiro.Os galos competem pela fêmea e pelo território do galinheiro.

Relações Interespecíficas

Harmônicas

  • Comensalismo (+/0): relação em que um participante se beneficia enquanto o outro não sofre prejuízos nem benefícios, mantendo-se indiferente. Geralmente está envolvida na alimentação de um indivíduo dos restos deixados pelo outro. Exemplo: rêmora e tubarão.

A rêmora se fixa no tubarão e se alimenta dos restos de alimentos deixados por ele.A rêmora se fixa no tubarão e se alimenta dos restos de alimentos deixados por ele.

  • Inquilinismo (+/0): um organismo utiliza outro organismo (de espécie diferente) como abrigo. O inquilino, nesse caso, se beneficia enquanto que o organismo utilizado como abrigo não sofre prejuízos nem benefícios. Exemplo: bromélias e orquídeas.

Bromélias crescem associadas à árvores de grande porte.Bromélias crescem associadas à árvores de grande porte.

  • Mutualismo (+/+): indivíduos de espécies diferentes se associam estabelecendo vínculo de dependência, de forma que ambos se beneficiam dessa interação. Exemplo: Liquens.

Os liquens são formados por fungos e algas que se associam de modo que os fungos fornecem nutrientes e abrigo para as algas, e estas fornecem matéria orgânica da fotossíntese.Os liquens são formados por fungos e algas que se associam de modo que os fungos fornecem nutrientes e abrigo para as algas, e estas fornecem matéria orgânica da fotossíntese.

  • Protocooperação (+/+): semelhante à sociedade, porém esse tipo de interação ocorre com indivíduos de espécies diferentes, que cooperam entre si. Entretanto, não são dependentes anatomicamente um do outro. Exemplo: jacarés e pássaros.

Pássaros se alimentam dos restos de comida presentes na boca de jacarés, limpando essas regiões.Pássaros se alimentam dos restos de comida presentes na boca de jacarés, limpando essas regiões.

Desarmônicas

  • Amensalismo (-/0): uma espécie inibe o desenvolvimento da outra, não se beneficiando dessa relação. Também chamada de antibiose. Exemplo: fungos e bactérias.

Fungos como Aspergillus e Penincillium podem liberar antibióticos em culturas que inibe o crescimento bacteriano.Fungos como Aspergillus e Penincillium podem liberar antibióticos em culturas que inibe o crescimento bacteriano.

  • Competição (-/-): chamada de competição interespecífica, esse tipo de interação ocorre quando indivíduos de espécies diferentes possuem o mesmo nicho ecológico (ou pelo menos uma sobreposição desses nichos), de modo que competem pelos recursos ambientais presentes no ecossistema, como território e alimento. Exemplo: leões e guepardos.

Leões e guepardos vivem no mesmo habitat e são carnívoros, alimentando-se de mamíferos menores e competindo entre si pelo território e presas.Leões e guepardos vivem no mesmo habitat e são carnívoros, alimentando-se de mamíferos menores e competindo entre si pelo território e presas.

  • Herbivoria (-/+): plantas (produtores) presentes no ecossistema são consumidas por animais herbívoros. Exemplo: animais ruminantes.

Animais ruminantes, como vacas, se alimentam de capins e outros vegetais.Animais ruminantes, como vacas, se alimentando de capins.

  • Predatismo (+/-): uma espécie se alimenta da outra para sobreviver. Portanto, enquanto uma espécie se desenvolve e aumenta seu número no ecossistema. a outra tem seu número diminuído. Exemplo: leões e antílopes.

Leões se alimentam de búfalos e antílopes.Leões se alimentam de búfalos e antílopes.

  • Parasitismo (+/-): uma espécie (parasita) se associa a outra (hospedeiro) e retira do seu organismo todos os nutrientes necessários para garantir a sua sobrevivência. Esse tipo de relação acaba prejudicando o hospedeiro. Com relação ao local de fixação, o parasita pode ser:
  • Endoparasita: quando o parasita se deposita dentro do organismo do hospedeiro. Exemplo: lombrigas.

Lombrigas (Ascaris lumbricóides) são nematóides que parasitam o interior do estômago ou intestino de animais.Lombrigas (Ascaris lumbricóides) são nematóides que parasitam o interior do estômago ou intestino de animais.

  • Ectoparasita: quando o parasita se fixa ao corpo do hospedeiro, mas do lado externo. Exemplo: carrapatos e pulgas.

Carrapatos e Pulgas parasitam o corpo de animais, principalmente mamíferos.Carrapatos e Pulgas parasitam o corpo de animais, principalmente mamíferos.


Exercícios

Exercício 1
(FUVEST/2016)

A cobra-coral — Erythrolamprus aesculapii — tem hábito diurno, alimenta-se de outras cobras e é terrícola, ou seja, caça e se abriga no chão. A jararaca — Bothrops jararaca — tem hábito noturno, alimenta-se de mamíferos e é terrícola. Ambas ocorrem, no Brasil, na floresta pluvial costeira.

Essas serpentes:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...