Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Conhecimento Geral

Lua de Sangue

Gabriela Costa Costa
Publicado por Gabriela Costa Costa
Última atualização: 9/2/2020

Introdução

No começo de 2018, três fenômenos chamaram atenção dos astrônomos e daqueles que adoram olhar para o céu: a Super Lua, a Lua Azul e a Lua de Sangue. Vamos falar sobre um deles: a Lua de Sangue, também conhecido como Lua Sangrenta

Esse fenômeno, visível a olho nu, tem esse nome devido à cor avermelhada que a Lua ganha.

A Lua Sangrenta ocorre quando um eclipse lunar e a Super Lua acontecem juntos

A junção de dois fenômenos, o eclipse lunar e a Super Lua, formam a Lua Sangrenta. É um fenômeno considerado raro.

Quando acontece?

A Lua Sangrenta ocorre quando um eclipse lunar e a Super Lua ocorrem simultaneamente. O Eclipse lunar consiste no alinhamento entre Sol, Lua e Terra, tendo em vista que esta fica entre os dois primeiros. 

A Super Lua, por sua vez, ocorre quando este satélite se aproxima o máximo possível da Terra. Quando ocorre na fase cheia da Lua, o fenômeno torna-se muito mais chamativo, uma vez que faz com que a Lua pareça muito maior.

Quando estes dois fenômenos ocorrem concomitantemente, os raios solares não alcançam completamente a Lua e ela parece maior do que geralmente é, resultando nos tons avermelhados da Lua Sangrenta, e sua dimensão chamativa.

Os tons avermelhados acontecem especialmente em função de um outro fenômeno, chamado Dispersão de Rayleigh, que consiste na absorção que a atmosfera faz de várias frequências eletromagnéticas dos raios solares menos da vermelha. 

Como observar?

Tanto a Super lua quanto a Lua de Sangue podem ser observadas a olho nu, de qualquer parte do planeta. A única restrição é em relação ao céu nublado, uma vez que as nuvens tampariam a visão da Lua.

A Lua de Sangue na Bíblia

Na Bíblia, há uma profecia sobre o fim do mundo, em Joel 2:31. Essa profecia fala sobre a Lua se tornar sangue: “O Sol se tornará em trevas, e a Lua em sangue, antes que venha o grande e temível dia do Senhor”. 

Em Apocalipse 6:12, esse acontecimento é mencionado novamente ao retratar o fim do mundo. A descrição do Sol se escurecendo, no entanto, parece um eclipse do Sol, em que a Lua está alinhada entre o Sol e a Terra.

Analisando dessa forma esses fenômenos aos quais tais passagens da Bíblia fazem alusão, poderíamos dizer que a um eclipse solar, ao mesmo tempo em que uma lua sangrenta é impossível, uma vez que é necessário um eclipse lunar para que esta ocorra.

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...