Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Física

Energia potencial

Gabriel Briguiet
Publicado por Gabriel Briguiet
Última atualização: 18/9/2019

Introdução

A energia potencial é uma forma de energia mecânica que depende da posição em que um corpo se encontra. É um tipo de energia que se encontra armazenada no sistema, de acordo com a posição do corpo, e pode ser convertida em energia cinética.

Os dois principais tipos de energia potencial são a energia potencial gravitacional e a energia potencial elástica.

Energia potencial gravitacional

Esse tipo de energia é aquela que um corpo possui ao estar em uma certa altura, enquanto imerso em um campo gravitacional. Seu valor pode ser obtido pelo trabalho da força peso, que corresponde a uma variação de energia. 

$$ E_{PG} = m \cdot g \cdot h $$

Onde:

  • \( m \) é a massa do corpo, em quilogramas (kg);
  • \( g \) é a aceleração da gravidade local, em \( m / s^{2} \);
  • \( h \) é a altura do corpo, em metros.

Utilizando essas unidades do Sistema Internacional, a energia potencial gravitacional estará em joules (J).

A altura do corpo deve ser medida em relação a algum referencial, ou seja, deve-se estabelecer algum ponto no qual a altura seja zero.

Em muitos problemas, é conveniente estabelecer altura zero no nível do solo (o que faz mais sentido, intuitivamente). Contudo, em algumas situações, pode ser útil colocar o referencial em outro nível.

Caso o corpo esteja em uma posição abaixo do nível de altura nula, pode-se considerar que ele tem altura negativa e, portanto, energia potencial gravitacional negativa.

O conceito dessa energia potencial se baseia no fato de que, quanto maior a altura em que um corpo se encontra, maior velocidade ele adquirirá no final da queda. Em termos de energia, quanto maior a energia potencial gravitacional, maior será a energia cinética gerada pela queda. Essa transformação entre os tipos de energia é realizada pela força peso.

Observação: A fórmula \( E_{PG} = m \cdot g \cdot h \) é válida para corpos próximos da superfície da Terra, onde o campo gravitacional é constante (ou seja, o valor de \( g \) não se altera com a altura). Os casos em que isso não é válido, ou seja, em que há variação de altura suficientemente grande para alterar o valor de \( g \), são estudados pela gravitação.

Energia potencial elástica

Essa forma de energia corresponde à energia armazenada por uma mola ao ser comprimida ou distendida. Seu valor é obtido pelo trabalho da força elástica, de valor:

$$ E_{PEl} = \frac{k \cdot x^{2}}{2} $$

Onde:

  • \( k \) é a constante elástica da mola, em \( N/m \);
  • \( x \) é o deslocamento em relação à posição de equilíbrio, em metros.

A posição x=0 corresponde ao equilíbrio da mola, ou seja, ao estado da mola sem nenhuma força agindo sobre ela - nem comprimida nem distendida.

No Sistema Internacional, a unidade da energia é o joule (J).

Além de molas, elásticos também podem armazenar energia potencial elástica quando distendidos.

Assim como a energia potencial gravitacional, a potencial elástica também pode ser convertida em cinética. Acoplando um corpo à extremidade de uma mola, deformando-a e depois liberando o sistema, ocorrerá a transformação da energia potencial da mola em energia cinética do bloco.

Outro tipo de energia potencial é a energia potencial elétrica, que é estudada na eletrostática.


Exercícios

Exercício 1
(ENEM/2012)

Os carrinhos de brinquedo podem ser de vários tipos. Dentre eles, há os movidos a corda, em que uma mola em seu interior é comprimida quando a criança puxa o carrinho para trás. Ao ser solto, o carrinho entra em movimento enquanto a mola volta à sua forma inicial.

O processo de conversão de energia que ocorre no carrinho descrito também é verificado em:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...