Info Icon Help Icon Como funciona Ajuda
Whatsapp Icon 0800 123 2222
Envie mensagem ou ligue
História Geral

Os sumérios e acádios

Daniel Zem Bernardes
Publicado por Daniel Zem Bernardes
Última atualização: 11/4/2019

Introdução

Rei Sargão

O povo sumério se tornou conhecido por ter habitado a região da mesopotâmia. Estima-se que antes de 2000 a.c. a Suméria surgiu ao sul da Mesopotâmia, entre os rios Tigre e Eufrates, que seria a atual região norte do Iraque.

Os sumérios foram responsáveis por organizarem a primeira civilização de que se tem registro, assim como pela criação da escrita cuneiforme, que foi a primeira forma de escrita da história, que foi utilizada por todos os povos da mesopotâmia.

Os sumérios se dividiam em diversas cidade-estados que muitas vezes entravam em conflitos entre si. Sargão, rei da Acádia, foi o responsável por unificar as cidades estados da Suméria e da planície central do Iraque, consolidando um império composto pelos sumérios e acádios em 2300 a.c.


Escrita cuneiforme

A Suméria

A Suméria foi a região onde surgiu a primeira civilização da história. A região situava-se na baixa Mesopotâmia, onde suas primeiras cidades-estados foram erguidas ainda no 4° milênio antes de cristo.

No início do terceiro milênio, estimado em 3300 a.c, a suméria já contava com 12 cidade-estados, sendo elas: Kish, Uruk, Ur, Sippar, Akshak, Larak, Nippur, Adab, Umma, Lagash, Bad-tibira e Larsa. As cidades-estados eram compostas por uma muralha em sua volta, cercado por vilas e terras.

Os sumérios tinham como a sua principal atividade a agricultura e o comércio, que foram características marcantes da sua civilização. Cada cidade tinha a sua própria divindade, por esse motivo os templos eram as edificaçõesprincipais da cidade-estado, chamados de Zigurates.

Os zigurates eram feitos de tijolos e tinham um formato de pirâmide. De acordo com as crenças dos sumérios, os deuses habitavam esses templos quando desciam para a terra. Por conta disso, o acesso era limitado àqueles que exerciam governo sobre o povo, o que demonstrava o caráter teocrático de seu império.

A crença geral mesopotâmica se baseava no caráter divino das terras, que eram presentes dados pelos deuses. Em troca, homens deveriam prestigiá-los. Diferentemente do Egito, onde o faraó era a personificação do próprio deus, os reis sumérios eram canais de comunicação entre os deuses e o povo.

O poder político, primeiramente, se encontrava nas mãos da própria população, contudo, por conta dos constantes conflitos entre as cidades-estados, houve a necessidade de se instituir uma figura política central, o rei.

Após uma grande e avassaladora cheia na região, quatro cidade-estados se tornaram mais fortes do que as restantes: Kish, Uruk, Ur e Lagash. Essas cidades, então, começaram conflitos buscando a hegemonia na região, o que as tornou fracas e suscetíveis à invasão dos acádios.

A Acádia

O povo acádio chegou à mesopotâmia no período entre 2550 a.C. e 2300 a.C., durante a dominação suméria na região. Anos depois, os acádios conseguiram dominar o território com o rei Sargão, formando, assim, o Primeiro Império Mesopotâmico ao unificar as cidades-estado sumérias.

O centro principal da população acadia era a cidade de Acádia, situada no centro do atual Iraque. Os acádios se apropriaram da cultura suméria, adotando o seu padrão de religião e exercendo, também, um governo teocrático, sua escrita e seu sistema de agricultura. Eles possuíam a sua própria língua, a língua acadiana, que era um dialeto semita e também era expressado através da criação suméria: a escrita cuneiforme.

O Império Acádio e as terras da Suméria e Acádia

Por volta de 2300 a.c., com a conquista e unificação das cidades Sumérias pelo o Rei Sargão, inicia-se o primeiro império da Mesopotâmia, o império acádio. Assim, Suméria e a Acádia vivem cerca de 200 anos de auge, com prosperidade e desenvolvimento das artes.

Contudo, mesmo com essa prosperidade, a dinastia acádia nunca exerceu uma autonomia de fato, já que o seu período foi marcado por intensos conflitos internos e rebeliões. Isso resultou na queda do império acádio, estabelecendo um estado de independência das cidades-estados na região, que era dividido entre os acádios e os sumérios. Assim a baixa mesopotâmia passa a ser conhecida por terras de Suméria e Acádia, por volta de 2100 a.c.


O último e breve reinado na região foi pelos sumérios, com a terceira dinastia de Ur, com o seu primeiro rei Ur-Nammu. Contudo, eles caíram por volta de 2000 a.c, a partir das invasões Amoritas e o ínicio do império da Babilônia.


Exercícios

Exercício 1
(PUC-SP)

Na História Antiga, os sumérios são necessariamente lembrados quando se estuda:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, shorts e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...