Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Português

Pronomes Indefinidos

Caroline Fazio
Publicado por Caroline Fazio
Última atualização: 5/5/2019

Introdução

Pronomes indefinidos são aqueles que fazem referência à 3ª pessoa gramatical, de modo vago ou indeterminado. 

Vejamos o diálogo da tirinha abaixo:

Partindo da leitura da tirinha, é possível identificar - ou definir - quem colocou o cimento novo, quem são as pessoas que não estavam olhando para os dois ali ou qual outra coisa Calvin e Haroldo poderiam ter feito?

Os diálogos entre as personagens foram construídos de forma a não expressar e identificar, com definição ou certidão, quem foi que colocou o cimento novo, quem eram as pessoas que não estavam olhando eles no momento, ou qual outra coisa eles poderiam fazer.

Essas indefinições surgem a partir das expressões “alguém”, “ninguém” e “alguma”, utilizadas nas falas e que se referem à 3ª pessoa gramatical (pessoa de quem se fala), mas sem nenhuma exatidão, tornando a informação muito vaga. 

Nas falas analisadas, “alguém”, “ninguém” e “alguma” são pronomes indefinidos.

Há, também, outra maneira de indefinir a 3ª pessoa gramatical, fazendo uso do que denominamos de locução pronominal indefinida. Isto é, um conjunto de palavras utilizadas para desempenhar esse papel na frase.

Veja os exemplos abaixo:

  • Seja quem for meu adversário, vou enfrentar o desafio.

                                              ↓

                          locução pronominal indefinida

  • Qualquer um pode se inscrever para o sorteio.

                                                     ↓

                          locução pronominal indefinida

  • Todo aquele que crê no Senhor será salvo.

                                                   ↓

                          locução pronominal indefinida

Pronomes indefinidos e locuções pronominais

A tabela abaixo apresenta os principais pronomes indefinidos e locuções pronominais:


VariáveisInvariáveisLocuções pronominais
algum(uns),alguma(s)alguémqualquer um, alguma coisa
nenhum, nenhumaalgocada um, cada qual
todo(s), toda(s)cadatodo aquele que, o que quer que, seja quem for
outro(s), outra(s)nadaum ou outro
muito(s), muita(s)ninguémtodo mundo
pouco(s), pouca(s)tudoseja quem for
tanto(s), tanta(s)

quanto(s), quanta(s)

qualquer, quaisquer

certo(s), certa(s)


Principais empregos dos pronomes indefinidos

Algum(ns), Alguma(s)

  • Antes do substantivo, sentido afirmativo.
  • Depois do afirmativo, sentido negativo.

Exemplos:

  • Algum aluno vai te ajudar mais tarde.
    Sentido afirmativo (um dos alunos)
  • Aluno algum vai te ajudar mais tarde.
    Sentido negativo (algum = nenhum)

Certo(s), Certa(s)

Dependendo da posição que ocupam na frase em relação ao substantivo a que se referem, essas palavras mudam de classe gramatical. 

  • Antes do substantivo: pronomes indefinidos
  • Depois do substantivo: adjetivos.

Exemplos:

  • Certos erros nos trazem o caminho para decisões certas.
    Certos erros” = pronome indefinido
    “Decisões certas” = adjetivo

Todo(s), toda(s)

Dependendo de seu uso nas frases, essas palavras podem ter várias possibilidades de sentidos.

Quando são usadas no plural, indicam a totalidade de um conjunto.

Exemplos:

  • Todos os funcionários ganharão bonificação
    As escolas todas estarão participando das olimpíadas de física

Quando estão no singular e sem artigo (todo, toda), indicam o sentido de “qualquer”, “cada”.

  • Toda vez que chego em casa tem louça suja.
    (toda vez = qualquer/cada dia)
  • Todas as decisões da empresa serão decididas em conjunto.
    (todas as decisões = qualquer/cada decisão)

Quando empregadas no singular e com artigo (todo o, toda a) expressam a ideia de totalidade, significando “inteiro(a)” e, dessa maneira, funcionando como adjetivo.

Exemplos:

  • Aos sábados, todo o calçadão era lugar de encontro dos ciclistas.
    (todo o calçadão = o calçadão inteiro)
  • À tarde, toda a praia era tomada pelos barcos dos pescadores da região.
    (toda a praia = a praia inteira)

Quando empregados no singular e depois de substantivo, também toma o sentido de inteiro(a), como no caso anterior.

Exemplos:

  • Aos sábados, o calçadão todo era lugar de encontro dos ciclistas
  • À tarde, a praia toda era tomada pelos barcos dos pescadores da região.

Referências

Gramática: Aprender e praticar. Mauro Fereira

Nova gramática do português contemporâneo - Celso Cunha e Lindley Cintra

Gramática Secundária - Manoel Said


Exercícios

Exercício 1
(PUC-MG)

Encontramos pronome indefinido em:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...