Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Português

Radical

Caroline Fazio
Publicado por Caroline Fazio
Última atualização: 22/9/2019

Introdução

Radical é o elemento que contém o significado básico de uma palavra e a partir do qual pode constituir-se uma família de palavras. Ao contrário da raiz, ele não concentra sua significação de um aspecto diacrônico (histórico), e sim sincrônico (independente da raiz histórica).

Vejamos o exemplo a seguir, no qual podemos identificar a família de uma palavra, e consequentemente sua base comum de significação, a partir do radical:

Invitrescível: mesmo não conhecendo a palavra, a partir do seu radical, que por vezes coincide também com a raiz como nesse caso (vitr = do latim - vitrum), podemos inferir seu significado, ou pelo menos parte dele, analisando seu radical e as palavras que estão ligadas a ele por essa base comum:

  • Vitral
  • Vitrine
  • Vitrificar

Sabemos então, partindo dessa família de palavras, que a base significativa é vidro. Aqui, devemos fazer outra observação que difere a raiz do radical, pois o radical pode variar, como neste mesmo exemplo, já a raiz sempre manterá em seu morfema o aspecto etimológico da palavra, sendo ele  imodificável e indivisível. Vitr, portanto, é uma variação alomorfe do radical. 

Podemos perceber essa variação a partir das palavras:

  • Vidro
  • Envidraçar
  • Vidraria
  • Vidreiro

O radical pode ser primário, ou seja, não conter elementos secundários (prefixos e sufixos) que se agregam a ele ou ao tema, para formar palavras derivadas.  

Exemplos de radical primário:

  • Sol
  • Mal
  • Paz
  • Feliz
  • Pires
  • Lápis
  • Amar 

Já os radicais que são considerados secundários, terciários, quaternários, etc. são assim denominados por suas anexações sucessivas de afixos. E como já mencionado, os afixos podem ser:

Prefixo

Vem antes do radical e altera o significado da palavra. Exemplo: 

FELIZ→INFELIZ

O prefixo in traz o sentido de negação, assim, as duas palavras se tornam antônimas: infeliz = que não é feliz.

Vejamos outro exemplo:

MORAL →AMORAL

Já neste exemplo, o prefixo a também carrega o sentido de negação ou traz a ideia de sem. Dessa forma, imoral = sem moral. 

Sufixo

Vem após ou no lugar da vogal temática, esse afixo pode alterar a classe gramatical das palavras. Exemplo:

FOLHA →FOLHEAR

Neste exemplo, o sufixo verbal ear transforma um substantivo em um verbo de ação.

Vejamos mais um exemplo de sufixo:

BELO → BELÍSSIMO

Aqui vemos que o sufixo íssimo transforma a palavra belo em um superlativo, exprimindo uma ideia de qualidade muito elevada.

A partir destes exemplo, podemos compreender os diferentes tipos de radicais. 

Agora, observe o exemplo da família lexical do verbo Amar:

Raiz da família: AM-; 

  • Radical primário: am-ar;
  • Aqui vemos o radical que também coincide com a raiz, por ser radical primário. Além dele, temos a vogal temática verbal a, que indica a conjugação do verbo. 
  • Radical secundário: amor, amor-es;
  • Radical terciário: amorável, amoráve-is, enamor-ar;
  • Radical quaternário: amorabilíssim-o, (e) namorad-o;
  • Radical quinário: desamorabilíssim-o
  • A partir do radical secundário, podemos compreender e visualizar que as palavras sofreram alterações por aglutinação de afixos. 

    Fixando conhecimentos

    A partir dessas informações, vamos recapitular os pontos importantes sobre o radical:

    • As palavras invariáveis são constituídas somente por um radical. Já as palavras variáveis são constituídas por radical + vogal temática que juntas correspondem ao tema, e a desinência. Exemplo: Amores → am (radical) + o (vogal temática) + res (desinência) 
    • O radical não é um morfema, ele é o elemento básico que traz a significação nuclear de uma palavra e de sua família. Exemplo: Flor, floral, florista, florido, etc. 
    • Justamente por não ser um morfema, que corresponde a significantes mínimos e indivisíveis de uma palavra, como a raiz, o radical pode sofrer alterações pela adição de afixos. 
    • Dessa maneira, um radical pode ser primário e confundir-se com a raíz da palavra, por não  conter nenhum elemento mórfico unido a ele. Ou pode ser secundário, terciário, etc. a partir de junções de afixos.
    • Nem sempre palavras de mesmo radical, pertencem à mesma família de significação, por isso, é necessário analisar com atenção. Uma dica é buscar a raiz etimológica da palavra, assim fica mais fácil fazer as distinções. Exemplo: Casa e Caso.

    Exercícios

    Exercício 1
    (UNIFOR/2003)

    A série em que todas as palavras têm o mesmo radical é:

    Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

    Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

    Carregando...