Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Português

Semântica

Caroline Fazio
Publicado por Caroline Fazio
Última atualização: 14/11/2019

Introdução

semântica é um ramo da linguística que se refere aos significados das sentenças. Esta área subdivide-se em em vários tipos, como semântica textual, formal, lexical, discursiva, cognitiva, etc. Todas possuem o mesmo objeto de estudo: o significado.

Sabemos então que as palavras possuem significados, dependendo do contexto de seus usos. A semântica, então, investiga o significado dessas palavras. Esses estudos ainda podem estar subdivididos em: 

  • Semântica teórica: a semântica teórica se volta para o conceito de significado, estudando-o.
  • Semântica histórica: já nesta vertente, seu estudo analisa os significados diacronicamente, ou seja, ela relaciona o significado a partir de determinados períodos históricos. 
  • Semântica descritiva: analisando o significado sincronicamente, ou seja, o estudo de significados referentes à atualidade. 
  • Semântica comparativa: neste estudo, o que se faz é relacionar os significados. 

Analisemos as duas frases a seguir:

  • Pedro comeu a manga verde.
  • João consertou a manga da camiseta na máquina de costura.
  • Tanto em 1 como em 2 a palavra ‘manga’ possui a mesma grafia, porém, carrega significados distintos. Em 1, manga refere-se à fruta; já em 2, manga está referindo a um vestuário.

    Para os falantes da língua portuguesa essa distinção irá ocorrer naturalmente, sem grandes problemas, pois possuem o conhecimento internalizado de sua língua natural. A semântica então, tem como finalidade estudar esse conhecimento.  

    Vamos agora debruçar-nos sobre alguns conceitos básicos da semântica:

    Polissemia

    A palavra polissemia é de origem grega e significa poli = muitos / sema= significados. Ou seja, ela se refere a multiplicidades de sentidos de um vocábulo, que por vezes, pode gerar ambiguidade.

    Vejamos a tirinha abaixo:

    Neste exemplo, percebemos que a palavra ‘porca’ gera uma ambiguidade, pois, possuindo o mesmo som e, provavelmente, não sabendo o garoto da existência de uma peça de metal usada para consertos, vai atrás do animal ‘porca’. 

    Outros casos de polissemia:

    • Ela comprou uma cabeça de alho.
    • Acertou em cheio a cabeça do prego.
    • Hoje de manhã sentiu dores de cabeça.

    Homonímia

    A homonímia ocorre com palavras que possuem grafias e/ou sons idênticos, porém sentidos distintos

    Na tirinha acima, as palavras ‘cestas’, ‘sestas’ e ‘sextas’ possuem grafias distintas, mas som idênticos, causando então este fenômeno. Podemos analisar que a ambiguidade é desfeita pelos contextos (se não pudéssemos ler as palavras) apresentados. 

    Outros exemplos:

    • Ele estava parado no outro canto da sala. -  canto = lugar.
    • Hoje eu tive aula de canto. - canto = relacionado à música, cantar.

    Paronímia

    Palavras que possuem grafias parecidas, porém significados diferentes.

    Exemplos:

    • Docente (relativo a professor) / Discente (relativo a aluno)
    • Descrição (ato de descrever) /  Discrição (ser discreto)
    • Diferido (adiar) / Deferido (concedido)

    Sinonímia e Antonímia

    Os sinônimos são vocábulos distintos que possuem relação entre os seus significados. 

    Exemplos: 

    • belo/bonito
    • termo/expressão
    • gentil/delicado
    • feliz/contente

    Já os antônimos são palavras que possuem significados opostos.

    Exemplos:

    • feio/bonito
    • bom/mau
    • feliz/triste
    • vivo/morto

    Hiponímia e Hiperonímia

    Hipônimos são palavras que possuem significados específicos

    Exemplos: 

    • Bota é um hipônimo de sapato
    • Abacaxi é um hipônimo de fruta
    • Rosa é um hipônimo de cor
    • Margarida é um hipônimo de flor

    Já o hiperônimo é o contrário, possuindo um sentido mais abrangente.

    Exemplos:

    • Calçado é um todo que pode englobar sandália, tenis, chinelo, etc.
    • Árvore 
    • Animal
    • Comida

    Exercícios

    Exercício 1
    (Mackenzie)

    ERRO DE PORTUGUÊS

    Quando o português chegou

    debaixo de uma bruta chuva

    Vestiu o índio

    Que pena!

    Fosse uma manhã de sol

    O índio tinha despido o português

    (Oswald de Andrade)

    Assinale a alternativa correta.

    Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

    Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

    Carregando...