Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
62f923a32cae57137734d4026bfe64c10b98c1e9 97811e59419cd7b6497e4b1b53ceec979df67e6c
Idiomas

7 erros mais comuns que brasileiros cometem em inglês

por Natália Plascak Jorge em 20/02/19 93 mil visualizações

A vida seria muito mais simples se aprender um idioma fosse apenas um caso de tradução, não é mesmo?

Como a primeira língua afeta a aprendizagem da segunda, é totalmente natural e esperado que alguns deslizes aconteçam no meio do caminho. Isso se chama influência da língua materna.

Para mostrar como isso funciona quando o português e o inglês estão em jogo, a Revista Quero procurou uma professora nativa, a inglesa Raquel Roberts, para listar os 7 erros mais comuns que os brasileiros cometem em inglês.

  1. Pronúncia de um “e” extra


    Os brasileiros tendem a falar palavras que devem soar foneticamente como se terminassem em uma consoante, como 'take', 'have' e 'like', com um 'e' extra. Por exemplo, 'takee', 'havee' e 'likee'. Esse erro ocorre por causa das regras de fonética do nosso idioma.

  2. Uso da palavra “shopping”


    A confusão que muita gente acaba fazendo quando o assunto é a palavra "shopping" é entender que ela é um gerúndio em inglês. O lugar com muitas lojas deve receber uma palavra extra.

    I am going to the shopping to buy new shoes. (incorreto)

    I am going to the shopping mall (US English) / centre (UK English) to buy new shoes. (correto)

  3. Uso da expressão para indicar quantos mais


    Em inglês, a palavra “mais” é usada depois do número. Em português, ela é usada antes. Por isso, o certo é “There are only 5 more working days until Carnival”, e não “There are only more 5 working days until Carnival”, como os brasileiros costumam confundir.

  4. Diferença entre “miss” e “lose”


    Outras palavras que geram um pouco de dificuldade na mente do brasileiro é “miss” e “lose”. Quando você perde algo, você não consegue encontrar, certo? Isso acontece quando você perde o trem/ônibus/avião, porque não consegue chegar no horário.

    “We missed the plane to Sao Paulo.” (correto)

    “We lost the plane to Sao Paulo.” (incorreto)

  5. Emprego de negativos duplos


    A gente também fica um pouco atrapalhado com negativos duplos. Quando formas negativas de substantivos, como “nowehere”, “nothing” e “no one” são usadas, é importante que o verbo na sentença não seja negado. Por exemplo: “He said nothing.

    “He said he didn’t know anything.” (correto)

    “He said he didn’t know nothing.” (incorreto)

  6. Utilização da palavra “polêmica”


    A palavra "polemic" existe em inglês, mas não é o que um nativo usaria. O mais usado seria “controversial

    Ex: This article is very controversial.

  7. Pronúncia das palavras terminadas em ‘ed’  



    Um outro problema de pronúncia para o brasileiro é o som de ‘ed’ em inglês. Ele pode ser pronunciado de três formas diferentes:

    /id/ como em painted

/d/ como em played

/t/ como em hoped

As regras são:

  • Se uma palavra tem o som de /d/ ou /t/ antes de ‘ed’, você tem que pronunciar /id/. Se não tiver, não pronuncie uma sílaba extra.

    Exemplos de terminações com /id/: wanted, ended, decided, admitted, suggested, recommended, hated, intended, started.
  • Se a última letra das palavras (sem ‘ed’) termina em uma consoante vocalizada (usar suas cordas vocais, e você sentir sua garganta vibrar se tocar na garganta), então o ‘ed’ é pronunciado como um /d/ (sem criar outra sílaba).

    Exemplos de terminações com /d/: played, closed, allowed, cried, cleaned, enjoyed, imagined.
  • Se a última consoante da palavra é não vocalizada (não requer o uso das cordas vocais para produzir o som - coloque os dedos em sua garganta enquanto diz a palavra e não sente nada) como /p/, /f/, /s/, /ch/, /sh/, /k/, então a palavra é pronunciada com /t/.

    Exemplos de terminações com /t/: stopped, laughed, promised, finished, walked.

E você? Com quantos erros mais comuns consegue se identificar? Já conseguiu superar algum deles? Quais outros poderiam complementar essa lista?

Bolsa de estudo para cursos de Inglês

62f923a32cae57137734d4026bfe64c10b98c1e9 97811e59419cd7b6497e4b1b53ceec979df67e6c

O que você achou deste artigo?

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2019 CNPJ: 10.542.212/0001-54