Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Universidades

Alunos da UFSCar desenvolvem aparelhos ortopédicos com redução de até 80% dos custos

por Marina Borges em 19/11/19 140 visualizações

Chamado de Projeto Cinésio, a parceria entre a equipe Enactus – organização sem fins lucrativos dedicada a inspirar os alunos a melhorar o mundo por meio da Ação Empreendedora – a Unidade Saúde Escola (USE) e a Materiais Jr, empresa júnior da Engenharia de Materiais, todas da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), busca o desenvolvimento de órteses para os membros inferiores que sejam mais baratas, produzidas em menor tempo e melhor ajustadas às necessidades dos pacientes.

Esses equipamentos ortopédicos servem para evitar que lesões e deficiências progridam. Atualmente, o custo de uma órtese deste tipo varia de R$ 1 mil até R$ 5 mil. Por meio da tecnologia desenvolvida na UFSCar, esse valor chega a ser reduzido em até 80%.

ufscar
Parceria visa reduzir custos de equipamentos ortopédicos em até 80% (Foto: Enactus/UFSCar)

A Reitora da UFSCar Wanda Hoffmann conversou com participantes do Enactus e da USE que vêm atuando no apoio às mães e crianças atendidas na universidade, bem como desenvolvendo aparelhos ortopédicos a baixo custo.

Durante a conversa, os participantes do projeto comentaram que a ideia surgiu a partir da constatação de que há grande procura por órteses para os membros inferiores (palmilha ortopédica, bota corretiva, joelheiras etc) nos centros de atendimento à saúde do município de São Carlos. No entanto, na cidade não há fabricantes desses equipamentos, o que impacta nos custos, no tempo de produção e na entrega aos pacientes.

Nesse contexto, a equipe de trabalho observou que, devido ao tempo de fabricação, crianças que precisavam dos equipamentos com quatro anos e recebiam aos cinco já não podiam utilizá-los por terem crescido. Assim, o aparelho precisava ser reajustado, resultando em maior tempo do paciente sem a correção proporcionada pela órtese.

A tecnologia que vem sendo desenvolvida na UFSCar tem como base procedimentos europeus e a utilização de poliuretano, material que permanece em fase líquida por quatro minutos e, ao longo das 24 horas seguintes, torna-se completamente rígido. Durante os minutos em que o poliuretano está líquido é possível manuseá-lo a fim de obter o formato necessário para a confecção da órtese.

Segundo Paulo Pereira, graduando de Engenharia Química e líder do Projeto Cinésio, “a proposta da iniciativa está no desenvolvimento de uma nova tecnologia e de um novo processo de produção mais prático e adaptável para a fabricação de órteses a qualquer paciente. Um dos diferenciais responsáveis pela redução do custo e do tempo de produção é que uma órtese perfeitamente anatômica será feita”.

Inovadora e adaptável às distintas necessidades, a tecnologia resolve questões de logística, transporte e tempo para ajuste dos equipamentos corretivos. A técnica com a utilização do poliuretano também pode ser compartilhada, resultando em empoderamento de comunidades vulneráveis e incentivando o empreendedorismo social. 

“Outro diferencial da iniciativa é a remoção do intermediário, ou seja, o próprio profissional de saúde que prescreveu a órtese para seu paciente será capaz de produzi-la. Esses fatores, aliados ao baixo custo das matérias-primas, permitirá baratear o custo final das órteses e, portanto, democratizar o acesso da população são-carlense aos equipamentos”, destaca o líder do projeto.

Alunos da UFSCar trabalham em cima de pesquisas em laboratório (Foto: Enactus/UFSCar)

Em estudo realizado no município de São Carlos, constatou-se que há pessoas aguardando por órteses há pelo menos quatro anos. Buscando mudar esta realidade, os estudantes e pesquisadores da UFSCar trabalham para expandir a produção de órteses a baixo custo a outros centros de saúde do município. Impactar a sociedade e transformar vidas é o objetivo da Enactus, que atua na cidade de São Carlos desde 2013, e também da USE, cuja missão é formar e atender pessoas por meio da assistência interprofissional em saúde.

Tags relacionadas:

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Quer ficar sabendo das melhores vagas antes de todo mundo?
ALERTA DE VAGAS i-close
Sabia que dependendo do seu período é melhor começar de novo?Thinking face f5c039d3e92b0c131b3780cdbc1ee3d7966cc05cafc35064b70df0e0e049c24d

Caso você ainda esteja no primeiro ou segundo período da faculdade, você pode economizar começando o curso novamente com bolsa de estudo.

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você encontra as melhores vagas em diversos turnos, até mesmo ensino a distância.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Quer ficar sabendo das melhores vagas antes de todo mundo?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2020 CNPJ: 10.542.212/0001-54