Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
51689d2edc22ea7347021f9fbee7751ff82a9f3b Ff60090a174d83a30ec06e40928258a079acb05f
Profissões

Guia gratuito com passo a passo para escolher uma profissão

por Maria Fernanda Alves em 01/11/19

Alcançar um bom nível de segurança para decidir a profissão pode requerer mais tempo que o imaginado. A escolha profissional é um processo que envolve diversas etapas e elas podem ser mais longas ou mais curtas, variando de pessoa para pessoa. No geral, existem três etapas que são imprescindíveis em um processo de escolha profissional, são elas: 

  1. Autoconhecimento
  2. Pesquisas sobre o mundo do trabalho
  3. Tomada de decisão

Se você ainda está no Ensino Médio e pretende ingressar no Ensino Superior assim que se formar é importante que já comece a investir um tempo no seu processo de escolha profissional para que tenha maior segurança no momento de decisão. Para te ajudar, organizamos este guia bem objetivo, ideal para quem está perdido na trajetória de escolha profissional.


Para ter mais segurança em qualquer escolha da sua vida, conhecer a si mesmo é crucial. Algumas pessoas têm mais facilidade para pensar sobre elas mesmas e suas atitudes, mas esse pode não ser um processo tão natural para outras pessoas e, muitas vezes, podem precisar de ajuda de um psicólogo.

Antes de buscar informações sobre profissões, faculdade, mercado de trabalho, é muito importante que você dedique um tempo para se conhecer. Conhecendo bem a si mesmo é possível considerar e desconsiderar profissões com mais influências internas que externas, por exemplo, escolhendo uma profissão que agrade a você e não uma profissão que seja bem vista por sua família.

Existem diversos exercícios para trabalhar a questão do autoconhecimento, selecionei dois muito simples e que exigem poucos recursos para serem realizados.


Um exercício muito bom para se conhecer melhor e que não exige muitos recursos é organizar uma carta de apresentação, você pode usar papel e caneta ou fazer no computador. Os recursos mais preciosos que você vai precisar são: silêncio e concentração.

Para escrever uma carta de apresentação é preciso colocar a imaginação pra jogo. Imagine que você está escrevendo essa carta para você mesmo se reconhecer caso perca a memória daqui alguns anos.

Na carta, é preciso que você fale, pelo menos, sobre as seguintes temáticas:

História de vida
Fale sobre sua trajetória escolar, sobre seus amigos, eventos importantes, sua família e sua relação com ela, etc.

Personalidade
Fale se é uma pessoa comunicativa ou não, como se relaciona com os amigos, coisas que costuma te chatear, etc. 

Habilidades
Tente lembrar de coisas que você manda muito bem fazendo. Pode ser um jogo de vídeo game, falar outro idioma, seguir tutoriais de DIY do Youtube, ajudar seu pai na horta, ajudar os colegas em alguma matéria, etc. Essa parte pode parecer difícil e a frase "não sou bom em nada" certamente vai aparecer, lute contra esse pensamento e continue buscando coisas nas quais você é bom.

Interesses e desinteresses
Chegou a hora de falar sobre as coisas que você gosta e também das que você não gosta. A lista pode ser imensa, mas atente-se em explorar as coisas que você mais gosta e menos gosta e explicar quais as sensações que elas provocam em você. 

É importante lembrar que como é uma carta para você mesmo não precisa ter vergonha do julgamento alheio, seja super sincero com você mesmo. Ao terminar a carta, leia e pense sobre as coisas que você escreveu.


Um outro exercício muito interessante que pode te ajudar no processo de autoconhecimento é o de frases a serem completadas. A técnica foi desenvolvida pelo psicólogo e pesquisador argentino Rodolfo Bohoslavsky e é muito usada por psicólogos durante o processo de orientação profissional.

Para fazer o exercício basta ler as frases abaixo e completá-las.

01) Sempre gostei de ...........................................................................
02) Acho que, quando for maior, poderei ............................................
03) Não consigo me ver fazendo .........................................................
04) Meus pais gostam que eu ..............................................................
05) Se estudasse .................................................................................
06) Escolher sempre me fez ................................................................
07) Quando era criança queria ............................................................
08) O mais importante na vida é ..........................................................
09) Comecei a pensar no futuro ..........................................................
10) Os professores acham que eu ...........................................................
11) No Ensino Fundamental sempre .......................................................
12) Quanto às profissões, a diferença entre moças e rapazes é ............
13) Minha capacidade ..............................................................................
14) Quando fico em dúvida entre duas coisas .........................................
15) A maior mudança na minha vida foi ..................................................
16) Quando penso na universidade .........................................................
17) Sempre quis ..................., mas nunca poderei fazê-lo .....................
18) Se fosse ................................... poderia ............................................
19) Minha família .....................................................................................
20) Meus colegas pensam que eu ...........................................................
21) Estou certo de que .............................................................................
22) Eu ......................................................................................................

Ao terminar de completar as frases, leia o resultado em voz alta.


Tenho certeza de que após concluir essas duas atividades estará se conhecendo um pouco melhor, mas o processo de autoconhecimento não para por aí. É importante que você continue buscando se conhecer melhor e também saber como os outros te reconhecem.

Converse com seus amigos e familiares e pergunte a eles quais são suas características positivas e negativas mais marcantes para eles e tente comparar a forma que você se enxerga com a forma que eles te enxergam.

No contínuo processo de autoconhecimento, é muito importante saber qual imagem as pessoas que nos cercam têm de nós, já que é ela é influenciada pela forma como nos expressamos diariamente.


Depois investir um tempo na primeira etapa do processo de escolha profissional, o autoconhecimento, é hora de partir para uma das partes mais divertidas do processo, que é a etapa de explorar o universo do trabalho conhecendo as profissões, cursos superiores, faculdades, rotinas, etc.

Maaaas, antes de sair por aí pesquisando detalhes sobre todas as profissões é preciso vestir a "lente do seu eu". E o que significa isso? Bem, algumas profissões têm características que podem te agradar e outras não, e é muito importante analisá-las considerando determinados aspectos.

Se você se conhece muito bem, essa tarefa pode ser até simples, mas sabemos que nem sempre é assim. Então vamos te dar algumas dicas sobre esse momento importante no processo de escolha profissional.

Uma atividade muito interessante que pode te ajudar o quadro de critérios de escolha. Nesse quadro constam algumas perguntas que você deve responder com muita sinceridade e as respostas te guiarão no momento de analisar profissões. Dá uma olhada:



Parece complicado mas é bem simples, vamos te ajudar explicando item por item.

Para responder à pergunta "onde eu gostaria de trabalhar?" pense no ambiente de trabalho. Por exemplo, algumas profissões concentram a maior parte dos profissionais em escritórios (formais ou descontraídos), outras em hospitais, consultórios, laboratórios, etc. Tente se imaginar em um futuro próximo acordando todas as manhãs e passando boa parte do seu dia em alguns desses ambientes. Anote os ambientes que você acredita que se sentirá bem trabalhando.

Na segunda pergunta, "com o que eu gostaria de trabalhar"?, você deve considerar os objetos de trabalho. Por exemplo, se você quer trabalhar com pessoas, máquinas, pesquisas, números, esportes, etc. Anote todas as possibilidades que você acredita serem interessantes para você e que se sentiria bem fazendo.

Para responder à terceira pergunta, "fazendo o que e como", considere motivações pessoas e as formas de trabalho. Por exemplo, João quer trabalhar com pessoas ensinando-as matemática, Carine também quer trabalhar com pessoas mas curando-as de enfermidades, já Renata quer ajudá-las a solucionar problemas.

A quarta pergunta, "O que desejo obter de retorno do trabalho", te instiga a pensar sobras as diversas formas de retorno que diferentes ocupações proporcionam e quais dessas formas de retorno mais te agradariam. Por exemplo, algumas profissões oferecem remunerações altas, outras têm grande reconhecimento social, ou possibilitam inovações e pioneirismo, ou reconhecimento intelectual, etc.

A última pergunta do quadro, "quando e quanto tempo gostaria de trabalhar?, remete à intensidade da rotina de trabalho. Pense se gostaria de trabalhar de segunda à sexta, aos finais de semana, caga horária de trabalho, turno, etc.

Para essa atividade ser bem sucedida é preciso que você mobilize seu conhecimento sobre seus interesses, habilidades, valores e o sobre sua personalidade, a partir daí poderá relacionar o resultado de tudo isso ao que profissões oferecem.


O próximo passo é selecionar quais são as profissões a serem "investigadas" de acordo com o seu perfil.

Comece anotando todas as profissões que você já se interessou em algum momento da sua vida, inclua também nessa lista as profissões que despertam sua curiosidade, as que seus pais, familiares ou amigos recomendaram, a ideia é que a lista seja um pouco grande mesmo.

Caso você não conheça muitas profissões e queira abrir o seu leque de possibilidades há algumas ferramentas que podem te ajudar, como por exemplo a revista impressa "Profissões" do Guia do Estudante e o Guia de Profissões online e gratuito que pode ser acessado no site Quero Bolsa. 

Ah, você também pode aproveitar esse momento para realizar alguns quizzes ou testes vocacionais que se propõem a gerar uma lista de profissões que combinam com você de acordo com as suas respostas.

A Revista Quero tem um Teste Vocacional interessante que foi baseado na Teoria das Inteligências Múltiplas do Howard Gardner, é gratuito e online. Inclua as profissões sugeridas pelos testes na lista que você está construindo.


A ideia é transformar essa lista gigante de profissões em uma lista com profissões que mais se aproximem do seu perfil, portanto, será preciso eliminar várias delas e vamos te ensinar como fazer isso.

Releia suas respostas do quadro de critérios de escolha e elimine as profissões que você já conhece o bastante para dizer "não tem nada a ver comigo", já as profissões da lista que você não conhece muito bem exigirão que você faça uma breve pesquisa sobre elas para decidir se elas permanecem ou não na sua lista. Lembre-se de sempre estar usando sua "lente do eu" durante a pesquisa, ok?

Depois desse processo de eliminação, que pode durar minutos ou horas, refaça a lista com as profissões restantes. O ideal é que essa lista tenha até dez profissões que você se interessa.

Agora que a sua lista de profissões está bem menor, é hora de aprofundar suas pesquisas.

Para não se perder no universo das informações, uma dica é organizar uma planilha simples no excel listando quais informações você gostaria de ter sobre cada profissão, uma espécie de roteiro de pesquisa.

Considere informações que envolvam desde o processo de formação até a estabilização no mercado de trabalho. Exemplos:

Detalhes sobre o curso de formação: como duração, instituições de ensino que o oferecem, grade curricular, concorrência, formas de acesso à faculdade, etc.

Detalhes sobre mercado de trabalho: como quais são os campos disponíveis para atuação, possibilidades de carreiras, remuneração, posição da profissão na atual situação econômica do país, etc.

Para obter as informações leia textos de blogs, vídeos no YouTube , ouça podcasts e também faça o que vamos indicar no tópico abaixo.


Uma atitude muito importante nesse momento é "partir pro mundo real". Como a internet facilita muito o acesso a informação, muitas vezes acabamos deixando coisas muito preciosas de lado que podem fazer toda a diferença no momento da escolha da profissão como, por exemplo, conversar com um profissional da área.

Disponha-se a procurar profissionais que atuem nas áreas de seu interesse, pergunte sobre a rotina, percalços, trajetória, etc. Tente também visitar faculdades que ofereçam o curso e assistir algumas aulas como ouvinte, converse com alunos e professores da área. Explore o máximo que puder. 

Quanto mais informações você tiver sobre as profissões menores são as chances de você se deparar com surpresas desagradáveis no futuro.

Não existem fórmulas ou métodos que garantem que você não vai se arrepender no futuro de algum decisão que esteja prestes a fazer, afinal estamos em permanente construção, assimilando novas ideais, desenvolvendo novos interesses, etc., e, ocasionalmente, sua escolha profissional de hoje pode não ser mais a mesma do seu eu de amanhã.

Sei que isso pode gerar um pouco de ansiedade, ainda mais inseridos em uma modernidade, como descreveu o sociólogo polonês Zygmunt Bauman, líquida, onde mudanças ocorrem com muita facilidade e tudo está em constante movimento, mas, mesmo assim, é possível tomar uma decisão profissional com maior segurança.


Para alcançar um bom nível de segurança no momento de decidir qual profissão seguir é preciso estar consciente do processo de escolha. Muitos de nós precisam decidir a profissão ainda na adolescência, no meio de um turbilhão de hormônios e emoções, ainda sem se dar conta da importância desse momento e reagindo à pressão familiar para escolher "o que quer da vida".

Estar consciente do processo de escolha é saber que decidir-se por uma profissão significa abrir mão de infinitas outras, por isso é importante definir quais são as características de curso e trabalho que são imprescindíveis para você e visualizá-las sendo contempladas na sua decisão.

Também é preciso estar consciente da possibilidade de mudança que falamos lá em cima. Somos afetados a cada dia com novas opções com as chamadas "profissões do futuro" e talvez você opte sim por mudar de carreira, mas essa é uma questão que pertence, também, ao futuro, e, por mais que se esforce, não conseguirá prevê-la. Isso não significa desconsiderar o futuro, mas sim apegar-se à construção dele com as ferramentas que tem hoje.

Para o hoje, invista em conhecer a si mesmo e saber o que é importante para você dentro da realidade que você vive e da que pretende construir, assegure-se que explorou o máximo que pode informações sobre as profissões pelas quais se interessa, quanto mais informação acumular, mais segurança terá para se decidir. 

Posso afirmar que você está caminhando muito bem, isso só pelo fato de estar lendo esse texto, já que está buscando se informar sobre o processo de escolha profissional. Informar-se ajuda a amadurecer ideias, refletir e, consequentemente, trazer segurança para considerar ou desconsiderar profissões.

Para te ajudar no processo de decidir qual profissão seguir, além de muita reflexão e conversa com seus pais e outras pessoas da sua confiança, indicamos dois exercícios simples que podem te ajudar a ganhar mais segurança para dizer sim a uma profissão.


A primeira atividade tem como objetivo fazer com que você visualize uma rotina de trabalho nas profissões da sua última lista que elaborou na etapa "mundo do trabalho". É interessante que você tenha entre 3 e 5 profissões na lista, ok?

Instruções para atividade:

De acordo com as informações que você colheu sobre as profissões que de alguma forma despertaram seu interesse, imagine um dia comum na sua rotina em cada profissão em três momentos, sendo eles: daqui um ano (na faculdade), seis anos (ingressando no mercado de trabalho) e dez anos (com algum tempo de carreira).

Considere matérias que você irá cursar na faculdade, instituições de ensino (se são perto ou longe da sua casa, na sua cidade ou não) que pretende estudar, ambiente de trabalho, tipo de atividade, etc. Quanto mais detalhado melhor. 

Faça isso para todas as profissões que você está considerando e depois faça um ranking com as rotinas que mais te agradam e reflita o porquê.

A segunda proposta de exercício também envolve criatividade, talvez um pouco mais que a atividade anterior.

Você precisa se transportar lá para o momento da sua aposentadoria e imaginar que o seu eu do futuro poderá escrever uma carta para o seu eu do presente falando sobre a trajetória profissional percorrida, desde o momento da escolha por determinada profissão até os últimos dias de trabalho. Para escrever a carta, considere a profissão que melhor tenha se identificado até agora.

Pode parecer uma viagem, mas essa atividade ajuda você a imaginar sua história de vida entrelaçada a sua escolha, trazendo sentimentos positivos ou negativos que podem ser o sinal verde ou vermelho para você bater o martelo a decisão.

Mesmo que você não se sinta criativo o suficiente para tal atividade, faça um esforço, tenho certeza que o resultado te surpreenderá. 

Depois de concluir as etapas do processo, é hora de parar para pensar na decisão.Se você encontrou uma profissão que acredita ter mais compatibilidade com você, converse com seus pais, amigos e familiares sobre a escolha, pergunte a eles o que acham dessa escolha, afinal, eles farão parte da sua trajetória. Mas atenção, pedir a opinião não significa permitir que eles digam o que você deve ou não fazer, ok? 

Se você chegou até aqui e já se sente mais seguro para escolher sua profissão, parabéns! Ficamos muito felizes por você. Mas, se você ainda se sente completamente perdido e inseguro para escolher sua profissão, procure um psicólogo que faça orientação profissional. Não se sinta mal com isso, o processo não é o mesmo para todos e algumas pessoas precisam de mais tempo e de um suporte maior.

Caso você não tenha condições financeiras para buscar atendimento particular, informe-se as universidades da sua cidade que ofereçam o curso de Psicologia se existe o programa de orientação profissional gratuito. É muito importante que você se dedique nesse processo para iniciar sua carreira com experiências positivas.

Aqui na Revista Quero temos uma iniciativa de Apoio à Escolha Profissional no qual o leitor pode enviar dúvidas pontuais sobre escolha profissional, cursos, carreira, etc. Para enviar sua pergunta basta acessar este link e aguardar sua resposta por e-mail. Também há a possibilidade da sua pergunta ser respondida no formato de uma publicação aqui na revista (não divulgaremos seu nome caso não autorize).

Bem, esperamos que essa matéria tenha te ajudado no importante momento da escolha profissional. Deixe seu comentário se o texto foi útil para você :)

Boa sorte!

51689d2edc22ea7347021f9fbee7751ff82a9f3b Ff60090a174d83a30ec06e40928258a079acb05f

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE VAGAS i-close
Você pretende trabalhar e estudar ao mesmo tempo?
ALERTA DE VAGAS i-close
Para se dedicar integralmente aos estudos é sempre bom economizar.Money c94fde8014ac9b0d5ad05d244e1821fb246018cdc3570b09f72c25fde99f7b1a

Gostaria de ser avisado sempre que uma vaga estiver disponível aqui no site Quero Bolsa?

ALERTA DE VAGAS i-close
Nós podemos te ajudar Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Aqui no Quero Bolsa você encontra as melhores vagas em diversos turnos, até mesmo ensino a distância.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de vagas disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE VAGAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE VAGAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores vagas chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber vagas de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Você pretende trabalhar e estudar ao mesmo tempo?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2019 CNPJ: 10.542.212/0001-54