Info Icon Help Icon Como funciona Ajuda
Whatsapp Icon 0800 123 2222
Envie mensagem ou ligue
Biografias

Lenin

Maria Clara Cavalcanti
Publicado por Maria Clara Cavalcanti
Última atualização: 15/5/2019

Introdução

Lenin é o nome pelo qual Vladimir Ilyitch Uliánov - líder do partido comunista, teórico marxista, revolucionário russo e importante agente da Revolução Russa - ficou conhecido. Vladimir Lenin foi fundador e primeiro chefe de Estado da URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas), e seu pensamento político ficou conhecido como “Leninismo”, expoente em diversos movimentos de esquerda pelo mundo. 

Fotografia de Vladimir Lenin

Biografia

Nascido na Rússia, em 22 de abril de 1870, filho de um burocrata e de uma professora, Lenin começou a entrar em contato com a política ainda adolescente, sob influência de seu irmão mais velho, um estudante niilista chamado Alexandre Uliánov. Envolvido no atentado contra do então czar russo Alexandre III, Alexandre foi preso e condenado à morte.

Após a morte de seu irmão, Lenin foi para Kazan estudar direito, onde entrou em contato com o pensamento de Karl Marx e Friedrich Engels. Foi nesse momento que o marxismo se tornou sua ideologia política. Desde 1888, tornou-se adepto do movimento anti-czarista em São Petersburgo, em um momento em que o regime se dedicava a perseguir firmemente os movimentos contrários ao seu poderio.

Estudante na Universidade de São Petersburgo, Lenin começou a estudar os problemas econômicos russos e tornou-se fluente em alemão, francês e inglês. 

Lenin na política

Depois de formado, em 1895, Lenin foi morar na Suíça por alguns anos, onde conheceu Plekanov e outros revolucionários e teóricos marxistas. 

Ao retornar para a Rússia, tentou fundar o Partido Social Democrata Russo, mas acabou preso e exilado, permanecendo na Sibéria por cerca de três anos. Apesar do Partido ter continuado a existir na Rússia, Lenin não retornou ao país por um bom tempo, passando por estadias em Londres, Paris, Genebra e Munique. Durante esse período, além de desenvolver teorias particulares sobre o que deveria ser a revolução socialista, estudou com afinco as ideias de Marx e Engels. 

Foi em 1905, durante os primeiros indícios revolucionários na Rússia, que Lenin retornou ao país. Esses primeiros levantes acabaram por desestabilizar o governo czarista.

Ao mesmo tempo, o Partido Social Democrata Russo, que teve Lenin como um de seus fundadores, entrou em desacordo sobre os rumos de suas ações políticas. Dividiu-se, portanto, em dois. O Partido Bolchevique, com perspectiva mais radical, contou com a participação de Lenin e defendia a revolução armada. Como opositor, o Partido Menchevique depositava esperanças em uma revolução moderada e era formado por parte das elites e burguesia russas. 

As movimentações de 1905 não obtiveram o sucesso esperado pelos revolucionários e Lenin acabou obrigado a sair do país mais uma vez depois que o czar Nicolau II consolidou sua força. 

Lenin e a Revolução Russa

Depois dos acontecimentos de 1905, uma onda de insatisfação com o regime czarista se abateu pela Rússia, dando força principalmente aos sovietes, conselhos formados por trabalhadores que atuavam nas grandes cidades da Rússia. Com o início da Primeira Guerra Mundial, as condições de vida da população russa se tornaram ainda mais precárias, e as manifestações contra o Czar cada vez maiores. Em fevereiro de 1917, a situação se tornou insustentável.

Nicolau II acabou por abdicar do trono e, já em fevereiro de 1917, o Partido Menchevique passou a governar, implementando ações que começaram a transformar as estruturas do país. Após a saída de Nicolau II, Lenin retornou ao país. Insatisfeitos com o governo menchevique, os bolcheviques tomaram o poder do país na chamada Revolução de Outubro

Lenin, por sua vez, foi eleito presidente do Conselho dos Comissários do Povo e iniciou, assim, a transição para o sistema socialista. Já em 1922, tornou-se um dos fundadores da  União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).

Lenin é considerado o homem que consolidou a Revolução Socialista na Rússia, foi líder de três Congressos Mundiais da Internacional Comunista e um importantes líder do Partido Comunista.

Seu governo ficou conhecido por adotar o chamado centralismo democrático, uma organização interna onde as questões relativas às tomadas de decisão do governo eram discutidas na totalidade de instâncias do partido, contando com a participação de todos os membros. 

Em 1924, Lenin faleceu de sífilis, deixando Joseph Stalin como seu sucessor.  


Exercícios

Exercício 1
(CESGRANRIO)

 Em março de 1921, Lenin afirmou: “É necessário abandonar a construção imediata do socialismo para se voltar, em muitos setores econômicos, na direção de um capitalismo de Estado.”

Tendo em vista as etapas da Revolução Russa, podemos interpretar esta declaração no sentido de:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, shorts e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...