Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Conhecimento Geral

Lua

Natália Cruz
Publicado por Natália Cruz
Última atualização: 24/5/2019

Introdução

A Lua, único satélite natural da Terra, descreve um movimento de rotação sincronizado ao movimento da Terra. O movimento de rotação terrestre, responsável pela existência dos dias e das noites, permite que a Lua seja vista a olho nu em tempos alternados, em diferentes pontos do planeta.

Desde a Antiguidade a Lua desperta o interesse de filósofos, escritores e cientistas, o que transformou o satélite natural da Terra em objeto de estudos que deram origem a ciências como Astronomia e Astrologia, além de diversas lendas, mitos e religiões em diferentes sociedades. A Lua também influenciou a criação de calendários e análises no estudo dos mares e oceanos.

Formação

Estudos astronômicos apontam que a Lua formou-se há cerca de 4,5 milhões de anos, data bem próxima à formação da Terra. Diante das várias hipóteses apresentadas, a mais aceita atualmente é a de que a Lua tenha se originado a partir do impacto de embriões planetários, poeira e partículas sólidas médias.

O grande impacto e o calor das colisões teriam formado um imenso oceano de magma lunar que, após passar por um período de resfriamento, teria se solidificado e transformado-se em parte da composição lunar.

Composição e Estrutura Lunar

A Lua possui três camadas: o núcleo, o manto e a crosta. Cada uma delas possui sua formação e características específicas.

  • Núcleo: o núcleo possui raio de cerca de 300 km e é formado a partir da cristalização do magma lunar. Estão presentes no núcleo também alguns minerais como a piroxena e a ortopiroxena.
  • Manto Lunar: possui cerca de 1000 km de espessura. Foi formado após a cristalização do manto, o que deu origem a estruturas denominadas plagioclases.
  • Crosta Lunar: a crosta é a parte visível a olho nu da Terra. Possui cerca de 50 km de espessura, além de terreno bastante acidentado e algumas estruturas vulcânicas. A estrutura da crosta é composta por uma série de elementos. Entre os que possuem maior quantidade estão oxigênio, silício, magnésio, ferro, cálcio, alumínio e hélio. Em menor quantidade, são encontrados titânio, urânio, potássio e hidrogênio.

Legenda: Lua Cheia

Fases da Lua

A variação dos movimentos da Lua em órbita determina a existência de quatro fases, com duração de 7 a 8 dias cada uma.

  • Lua Nova: nessa fase, a Lua encontra-se posicionada entre o Sol e a Terra, e por isso quase não é vista da Terra.
  • Lua Crescente: também é chamada de quarto crescente, pois nessa fase só é possível ver ¼ da Lua.
  • Lua Cheia: nessa fase, é possível observar a Lua por completo. Na fase da Lua Cheia, a Terra está localizada entre o Sol e a Lua.
  • Lua Minguante: o quarto minguante é o último dos estágios das fases da Lua. Novamente é visto da Terra apenas ¼ do satélite, mas dessa vez no sentido oposto ao da fase crescente. 

Eclipses

Os eclipses lunares acontecem durante a Lua Cheia, quando o Sol e a Lua estão alinhados. Nos eclipses lunares, a Terra encontra-se entre o Sol e a Lua, e esta é completamente ocultada pela sombra da Terra. Geralmente, os eclipses lunares podem ser vistos a olho nu.

Legenda: Formação de eclipse lunar

A chegada do homem à Lua

Durante a época da Guerra Fria, na corrida espacial, as tensões entre Estados Unidos e União Soviética permitiram que fossem desenvolvidos equipamentos tecnológicos que levaram o homem à Lua. Os estadunidenses investiram no projeto Apollo, um programa que planejava levar uma nave tripulada à Lua.

Em 1969, a nave Apollo 11 foi lançada ao espaço, e a tripulação aterrissou em solo lunar no dia 20 de julho do mesmo ano. O evento foi mundialmente transmitido e demonstrou a soberania estadunidense em meio à tensão e disputas da corrida espacial.

Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar na Lua, ao desembarcar disse a célebre frase: “Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade”.

A chegada do homem à Lua, no entanto, inspirou várias teorias da conspiração, que afirmam que tudo se tratou de um truque orquestrado pelo governo estadunidense e pela Nasa, em uma tentativa de demonstração de poder.

Dentre os argumentos apresentados, e que afirmam que a chegada do homem a Lua é uma farsa, são:

  • a inexistência de vento, e por isso a bandeira estadunidense não poderia tremular como mostram as imagens;
  • o não envio de outra viagem tripulada;
  • a maneira como o astronauta anda, pois muitos afirmam se tratar de uma encenação.

Exercícios

Exercício 1
(FATEC/2013)

 No dia 25 de agosto de 2012, o jornal O Estado de S. Paulo publicou a seguinte notícia:

O astronauta norte-americano Neil Armstrong, primeiro homem a pisar na Lua, morreu neste sábado aos 82 anos. Em 1958, Armstrong foi selecionado para ser um dos pilotos-engenheiros do programa “Homem no Espaço Mais Cedo”, da Força Aérea, com o qual os EUA pretendiam competir com o programa espacial soviético, mais avançado à época. A partir de 1962, ele passou a integrar o corpo de astronautas da NASA (Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço), do qual era um dos dois únicos civis. Sua frase mais famosa foi quando seus pés tocaram a superfície lunar pela primeira vez: “Um pequeno passo para um homem, mas um grande passo para a humanidade”.

(Adaptado)

Considerando as informações da reportagem sobre o astronauta Neil Armstrong e o programa espacial dos EUA, é correto afirmar que:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...