Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Geografia

Biomas

Angelo Carvalho
Publicado por Angelo Carvalho
Última atualização: 9/10/2018

Introdução

A palavra bioma é de origem grega e significa Bio = vida + Oma = grupo ou massa. Esse conceito foi criado em 1943, pelo ecólogo norte-americano Frederic Clements, que caracterizou o termo bioma pela uniformidade fisionômica do clímax vegetal e pelas espécies animais endêmicas. Forma-se um ambiente de aspectos característicos, pela uniformidade e presença de espécies vegetais locais, assim como de animais típicos da região.

Desde a sua criação, esse conceito vemsofrendo alterações, possuindo assim, diversas interpretações:

  • Em 1971, o ecólogo americano Howard Thomas Odum, definiu o termo de maneira semelhante a Clements, entretanto, introduziu o clima como fator constituinte dessa grande região;
  • O ecólogo americano Robert Whittaker, ainda em 1971, restringiu a abrangência dos biomas aos continentes em que se encontram;
  • Já em 1973, W. B. Clapham Jr., condicionou os biomas a fatores abióticos -  influências que os seres vivos possam receber, derivadas de aspectos físicos, químicos ou físico-químicos do meio ambiente, como o clima - desta forma, um mesmo bioma pode ser encontrado em diferentes partes do planeta;
  • Paul Colinvaux, em 1993, estabeleceu bioma como um ecossistema de grande dimensão geográfica no qual as plantas são de uma mesma formação e o clima define seus limites;
  • Em 1998, o ecólogo americano Timothy F. H. Allen definiu que os biomas são identificados pela forma de vida dominante.

Formação dos Biomas

Para desenvolver-se e reproduzir-se de forma adequada, cada espécie vegetal necessita de determinadas condições ambientais. A maior parte dessas condições é relacionada ao clima, em especial, à luz, à temperatura e à umidade.

As plantas são seres autótrofos, uma vez que produzem seu próprio alimento a partir da transformação de elementos inorgânicos em energia, processo realizado na fotossíntese. Como indicado no nome, este mecanismo é diretamente dependente de luz, o que faz com que a disponibilidade desta seja um fator crucial para a sobrevivência dos vegetais.

A necessidade de luz varia de uma espécie para outra. Enquanto algumas podem facilmente se desenvolver e sobreviver à sombra ou com poucas horas diárias de iluminação, outras precisam de iluminação contínua durante várias horas.

As espécies vegetais também necessitam de condições térmicas para realizarem determinados processos fisiológicos, por isso, a temperatura também é um fator fundamental para o desenvolvimento destes seres. Em casos de temperaturas extremas (muito altas ou muito baixas), tornam-se necessários mecanismos adaptativos específicos para as plantas.

Em relação à umidade, ela é fundamental para as espécies vegetais, assim como o é para qualquer ser vivo. Analogamente às necessidades de luz, existem diferenças nas necessidades de água de uma espécie vegetal para outra. Algumas podem facilmente se desenvolver em áreas semiáridas, enquanto outras são adaptadas a viver em regiões úmidas.

O solo também é crucial para a formação das plantas. Existem espécies vegetais que necessitam de solos extremamente férteis, enquanto outras sobrevivem com solos mais pobres. As características específicas de cada solo podem estimular ou não o desenvolvimento de cada espécie, como o índice de acidez, aeração, profundidade e assim por diante.

Além desses elementos, é importante salientar que cada espécie não vive isoladamente, sendo dependente de relações ecológicas com várias outras espécies, tanto animais como vegetais, para poder se desenvolver e se reproduzir de forma correta.

As relações entre espécies, condições de vento e de relevo, juntamente com os outros elementos citados anteriormente, formam um conjunto capaz de determinar a dispersão ou o isolamento de cada uma das espécies encontradas no planeta. A partir desse processo, formam-se os grandes biomas.

Os principais tipos de biomas encontrados no planeta são:

  • Florestas Tropicais;
  • Florestas Temperadas;
  • Savanas;
  • Desertos
  • Taiga;
  • Tundra;
  • Pradarias;
  • Chaparral;

A distribuição desses biomas pelo planeta pode ser observada na imagem a seguir:

Distribuição dos principais tipos de biomas mundiais.Distribuição dos principais tipos de biomas mundiais.


Exercícios

Exercício 1
(PUC-RS/2016)

A figura abaixo, adaptada de Kunstler et al. (2016), representa a ocorrência de diferentes biomas em função do efeito sinérgico entre níveis de temperatura e de precipitação.

Ocorrência de biomas a partir da temperatura e precipitação.Ocorrência de biomas a partir da temperatura e precipitação

Com base na figura, é INCORRETO afirmar:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...