Whatsapp Icon 0800 123 2222
Envie mensagem ou ligue

Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Geografia

Recursos Hídricos

Angelo Carvalho
Publicado por Angelo Carvalho
Última atualização: 20/9/2018

Introdução

Recursos hídricos é o nome dado ao recurso natural da água.


Dentre os recursos naturais disponíveis ao homem, a água é o mais importante, uma vez que é insubstituível à vida na Terra. Por muito tempo acreditou-se que este era um recurso inesgotável, pelo fato de que aproximadamente 75% da superfície terrestre ser água. Entretanto, não era levado em conta que, desse total, a parcela própria para consumo humano é bem menor.

De todo o volume de água existente no planeta, 97,5% é água salgada, localizando-se em oceanos, mares, lagos e aquíferos salgados. Deste imenso volume, é relativamente pequeno o uso feito pelo humano, com destaque para a pesca e o transporte marítimo.

Dentro dos 2,5% de água doce, 68,9% compõem geleiras, neves de altas montanhas, lagos e aquíferos congelados e 29,9% está presente em aquíferos, que são depósitos de água no interior de rochas sedimentares a dezenas ou centenas de metros de profundidade.

Com isso, apenas 1,2% compõem rios, lagos e outros reservatórios. E esses são os recursos hídricos usados pela população. Mesmo esta pequena parcela é capaz de atender todas as necessidade humanas e do meio natural, considerando uma correta utilização. De uma maneira geral, os recursos naturais são formados em ciclos naturais e, para definir um recurso como renovável, é preciso garantir que a velocidade de uso seja menor do que aquela necessária para a natureza tornar o recurso disponível novamente.

Ciclo hidrológico e o uso da água

O ciclo hidrológico, ou ciclo da água, é o processo natural que a água dos oceanos, continentes e atmosfera está submetida, no qual ocorre mudanças de estado e de transporte. Os principais responsáveis pelo processo são a gravidade e energia solar, que promovem a evaporação de água dos oceanos e continentes.

Na atmosfera, formam-se nuvens e, naturalmente, precipitações, na forma de chuva, granizo, orvalho e neve. Nos continentes, ocorre predominância de precipitações, enquanto que, nos oceanos, a evaporação é mais significativa.

Nos continentes, a água precipitada pode seguir os diferentes caminhos:

  • Infiltra no solo, renovando aquíferos e posteriormente voltando à superfície
  • Escoa sobre a superfície, alimentando rios e lagos
  • Evapora, retornando à atmosfera. Em adição a essa evaporação da água dos solos, rios e lagos, uma parte da água é absorvida pelas plantas. Estas, por sua vez, liberam a água para a atmosfera através da transpiração. A esse conjuntoevaporação mais transpiração, dá-se o nome de evapotranspiração.
  • Congela, formando as camadas de gelo nos cumes de montanha e geleiras, que, com a ação do calor, podem voltar ao estado líquido e alimentar rios e lagos.

ciclo da água, também chamado de ciclo hidrológicociclo da água

Os riscos de escassez da água estão associados a dois fatores principais:

  • O uso intenso da água, ultrapassando a capacidade de reposição natural.
  • Atividades humanas que interferem prejudicialmente no ciclo hidrológico.

Muitas vezes, as campanhas de conscientização alertam sobre a economia de água em uso doméstico. Apesar de práticas como banhos rápidos e não lavar calçadas com mangueiras contribuírem no cenário geral, o consumo doméstico de água corresponde a apenas 10% do consumo total, considerando a média global. Já as indústrias e agricultura, consomem 90% do total.

Como exemplo, 1kg de carne está associado à utilização de 15 toneladas de água. Uma calça jeans utiliza aproximadamente 2,5 toneladas de água durante a sua produção.

Os ciclos hidrológicos também são prejudicados por interferências humanas, como:

  • Redução de precipitação decorrente do desmatamento.
  • Poluição do solo por atividades agrícolas e industriais.
  • Poluição do ar, principalmente por chaminés industriais e centros urbanos.

A água no Brasil

O Brasil possui posição privilegiada quanto à disponibilidade de recursos hídricos. É o país com maior quantidade de recursos hídricos gerados por precipitações atmosféricas, tanto na superfície quanto subterrâneos.

O país possui 12% dos recursos hídricos do mundo, e o volume de água do Brasil, distribuído por habitante, é 19 vezes superior ao mínimo estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU).
 
 As três bacias hidrográficas com maior volume de água doce do mundopertencem ao Brasil. São elas: Amazonas, São Francisco e Paraná. Aproximadamente 60% da Bacia Amazônica é de domínio brasileiro e nela escoa um quinto do volume de água doce do planeta.

bacias hidrográficas brasileirasbacias hidrográficas brasileiras


 O país também possui destaque quanto às águas subterrâneas: a reserva estimada é de 112 mil km³. Sendo a maior parte deste volume pertencente ao Aquífero Guarani, o maior manancial de água doce do mundo. Com uma área de 1,2 milhão de km², o aquífero se estende pelo Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina.

Apesar de abundantes, os recursos hídricos brasileiros não são inesgotáveis e o acesso à água não é igual para todos. As características geográficas de cada região, as mudanças de vazão dos rios e as diferenças socioeconômicas (metade da população não tem acesso a saneamento básico) afetam a distribuição.


Exercícios

Exercício 1
(UFSM/2003)

Sobre o Sistema Hidrológico no planeta Terra, assinale a alternativa INCORRETA.

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...