Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
História do Brasil

Deodoro da Fonseca

Maria Clara Cavalcanti
Publicado por Maria Clara Cavalcanti
Última atualização: 2/7/2019

Introdução

Deodoro da Fonseca - ou Marechal Deodoro da Fonseca, como é mais comum encontrar seu nome referenciado em livros e textos - foi um político, militar e o primeiro Presidente do Brasil depois da Proclamação da República em 1889. É conhecido, portanto, por ter governado justamente no período de transição da monarquia para a república no Brasil. Seu governo foi dividido em Governo Provisório e Governo Constitucional. 

O presidente do Brasil, marechal Deodoro da Fonseca (1889-1891).

Biografia

Deodoro da Fonseca nasceu em Alagoas em 1827. Ingressou no colégio militar aos 16 anos e nas tropas aos 21. Participou dos grupos do exército que atuaram no combate da Revolução Praieira, do Cerco de Montevidéu e da Guerra do Paraguai. Além disso, chefiou o setor antiescravista do exército e foi presidente da província do Rio Grande do Sul.

Marechal Deodoro e a Proclamação da República

Em toda sua trajetória, sem dúvida a Proclamação da República foi o momento histórico mais significativo do qual Marechal Deodoro da Fonseca participou. 

Legenda: Proclamação da República por Benedito Calixto, 1893. 

Os últimos anos do Império no Brasil foram marcados por uma série de fatores que contribuíram para o enfraquecimento do poder de Dom Pedro II. O imperador acabou perdendo todas as suas bases de apoio (elite cafeicultora, Igreja e militares) naqueles que vieram a ser os anos finais do Segundo Reinado. Ou seja, o afastamento e perda de apoio da Igreja Católica no Brasil, das tropas militares após a Guerra do Paraguai e, principalmente da elite agrária após a abolição da escravidão, fez com que Dom Pedro II enfraquecesse e o caminho para a Proclamação da República fosse possível.

Foi nesse momento que os cafeicultores do Oeste Paulista, membros do Partido Republicano Paulista, se uniram aos militares permitindo assim o golpe da Proclamação da República em 15 de novembro de 1889 pelo Marechal Deodoro da Fonseca. 

Dentre os anos da Primeira República pode-se fazer a distinção entre dois períodos: A República da Espada (1889 - 1930), onde o Brasil foi governado por dois militares: Marechal Deodoro da Fonseca e Marechal Floriano Peixoto. E a República Oligárquica, que começou em 1895 com Prudente de Moraes e só se encerrou com a Revolução de 1930. 

Marechal Deodoro da Fonseca foi o primeiro Presidente da República do Brasil, eleito a partir de eleições indiretas. Ele e Floriano Peixoto (vice-presidente) foram escolhidos pelo Congresso Nacional. 

O governo de Marechal Deodoro da Fonseca

O governo de Marechal Deodoro foi marcado por uma forte crise política e econômica. As forças políticas estavam ainda muito fragmentadas, gerando muitas disputas. Além disso, a moeda brasileira passou por um processo de desvalorização muito grande enquanto a inflação cresceu subitamente.

Entre 1889 e 1891 o Marechal governou em regime provisório. Algumas medidas tomadas pelo então Presidente da República foram:

  • transformação das províncias em Estados;
  • adoção do federalismo, transformando o antigo “Império do Brasil” em “Estados Unidos do Brasil”;
  • modificação da bandeira nacional;
  • determinação da laicidade do Estado;
  • estímulo à industrialização;
  • emissão de papel-moeda

Essa última medida - a emissão de papel-moeda, determinada pelo ministro da economia do governo, Rui Barbosa, levou ao crescimento exponencial da inflação e à consequente crise do governo, chamada Crise do Encilhamento. Em 1890 foi convocada pelo Congresso uma nova Constituinte a fim de definir os rumos do poder no país e quem seria seu chefe de Estado. 

Apesar da crescente impopularidade, em 25 de fevereiro de 1891 Marechal Deodoro da Fonseca foi reeleito. Entretanto, a grave instabilidade que seu governo angariou, decorrente da crise econômica e política desencadeada, fez com que em 23 de novembro de 1891 o Marechal renunciasse ao cargo. 

A presidência foi assumida por seu vice, Floriano Peixoto, e seu mandato durou até 1894, quando a República da Espada foi encerrada. 

Deodoro da Fonseca faleceu em 1892, no Rio de Janeiro, decorrente de complicações respiratórias. 

Referências:

COSTA, Emilia Viotti da. Da monarquia à república: momentos decisivos. 3.ed. São Paulo: Brasiliense, 1985.

FAUSTO, Boris. O Brasil republicano – Estrutura de poder e economia (1889 1930). 2.ed. São Paulo: Difel, 1977


Exercícios

Exercício 1
(Cesgranrio)

A Proclamação da República, em 1889, está ligada a um conjunto de transformações econômicas, sociais e políticas ocorridas no Brasil, a partir de 1870, dentre as quais se inclui:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...