Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
Ensino Básico

Confira 14 dicas para escolher uma boa creche para o seu filho

por Thales Valeriani em 09/01/21

Crianças da creche Centro de Educação Infantil Professor Paulo Cesar dos Santos Mortari sentadas em uma mesa, almoçando.
Foto: Sergio Amaral/MDS

As creches, ou berçários, são instituições de ensino recomendadas para crianças que têm entre 3 meses e 4 anos de idade. Por lidarem com crianças muito novas, é comum os pais ficarem inseguros sobre onde matricular o filho. Pensando nisso, nós separamos 14 dicas para te ajudar a escolher uma boa creche para o seu filho. 

Qual é a melhor idade para matricular o filho na creche?

Segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), a partir dos 4 anos de idade a criança, obrigatoriamente, deve estar matriculada em uma instituição de ensino. 


A partir dos 3 meses uma criança pode ser matriculada em um berçário. No entanto, a não ser que haja necessidade, o recomendado é que a criança seja matriculada a partir dos 6 meses, quando ela já possui mais autonomia e a alimentação não é restrita ao leite materno.


Confira 14 dicas para escolher uma boa creche para o seu filho: 

  1. Localização
    Considere uma creche que fique no trajeto do trabalho ou que seja próxima à sua casa. Desta forma, a criança não irá cansar no trajeto, além de, em caso de pressa ou urgência, a proximidade ser um facilitador.

  2. Infraestrutura

    Verifique se a creche possui uma área externa para as crianças brincarem. Caso tenha, confira como é a incidência do sol neste espaço. É importante reparar também se há mofo nos ambientes fechados e se o parquinho oferece um bom número de brinquedos e espaço para os pequenos.

  3. Qualificação dos profissionais
    Pergunte sobre a qualificação dos profissionais, a experiência e os afazeres de cada um dos responsáveis pelas crianças. Desse modo, é possível perceber se há acúmulo de funções, o que pode prejudicar a atenção dada para as crianças.

    Segundo o Plano Nacional de Educação, a partir de 2020 será necessário ser formado em Pedagogia ou ter o Magistério Superior para estar apto a trabalhar em creches. Até então, o magistério de nível médio, equivalente ao ensino médio, era o suficiente.

  4. Tamanho das turmas
    Em turmas menores o cuidado com os alunos tende a ser mais personalizado. Por isso, é importante saber qual é o número de membros na turma  o aconselhado são até oito crianças por classe; pergunte também sobre como é o processo de interação entre as crianças, se elas costumam interagir com outras de faixas etárias muito diferentes  o recomendado é que uma turma seja composta por alunos de uma mesma faixa etária.

  5. Processo de adaptação
    Pergunte sobre como é conduzido o processo de adaptação das crianças, afinal, é comum elas estranharem a ausência dos pais. Então, nesta etapa, os familiares devem dar suporte para que ela se sinta segura. 

  6. Atendimento aos pais 
    Pergunte sobre como a coordenação entra em contato com os pais, por exemplo, se por e-mail ou por telefone, e quais são os horários e dias de reunião. O importante é que a instituição tenha horários compatíveis com o dos responsáveis. Além disso, o recomendado é que haja uma comunicação constante entre a creche e os pais, havendo rodas de leituras e atividades que envolvam estes no cotidiano escolar. Os bilhetinhos são bem-vindos, mas não são o suficiente para criar esse envolvimento.

  7. Linha pedagógica
    Confira qual é a linha pedagógica seguida pela creche, pergunte sobre as atividades e os projetos voltados para as crianças. Verifique se os profissionais falam com segurança sobre o tema.

    Para conhecer melhor a linha adotada, a família deve solicitar, já na primeira visita, o projeto político pedagógico da creche. Isso porque pode haver diferentes expectativas em relação à formação das crianças. 

  8. Uso de aparelhos eletrônicos
    As salas de aula de uma creche podem ter televisão, só que esta só deve ser ligada para a execução de algumas atividades pedagógicas, não para diversão.

    O recomendado é que ela não fique ligada constantemente, de modo a prender a atenção das crianças, pois o esperado é que a criança participe de atividades enquanto está na creche, como jogos, brincadeiras, entre outras. Além disso, a exposição contínua e excessiva às telas pode ser prejudicial para o desenvolvimento infantil.

  9. Limpeza
    Verifique como é a limpeza da escola, em geral. Peça para visitar a cozinha, os banheiros, a brinquedoteca e os espaços lúdicos, se houver. Veja se os espaços são bem ventilados, se os profissionais da cozinha usam toucas e luvas, entre outros detalhes que julgar necessário.

  10. Cuidado com a saúde
    No ambiente escolar a saúde dos alunos deve ser preventiva. Por isso, é importante perguntar se a creche exige a carteira de vacinação e atestado médico das crianças para que elas possam se matricular. Aproveite a visita para questionar quais são os procedimentos adotados em casos de emergências.

  11. Alimentação
    Peça para conhecer o cardápio das refeições da creche. Se julgar necessário, solicite uma conversa com a nutricionista da instituição. É bom ter em mente que um bom cardápio é composto por mais alimentos in natura, como frutas e iogurte, e menos alimentos processados. Além disso, crianças de até 01 ano não podem ingerir açúcar.

  12. Controle e saída de pessoas
    Pergunte como é feito o controle do portão da creche, se há algum funcionário responsável por evitar que alguma criança saia sem ser notada. Aproveite para questionar sobre como é feito o controle de pessoas desconhecidas.

    Na visita, pergunte também quais são as regras da creche em relação a entrada dos responsáveis no estabelecimento, pois algumas instituições permitem que eles levem as crianças até a porta das salas; já outras permitem que os responsáveis acompanhem os pequenos  apenas até o portão principal. 

  13. Atividades extras
    Algumas creches oferecem cursos extras, como natação, curso bilíngue, além de atividades complementares. Neste caso, pergunte sobre a mensalidade da instituição, a taxa de material e se a creche abre no mês de janeiro, mês em que algumas creches realizam colônias de férias, cobrando uma taxa extra, em geral.

  14. Mensalidade
    Por último, mas nem por isso menos importante, considere o valor da mensalidade escolar no processo de escolha da instituição. Nem sempre a creche mais cara é a melhor ou a que está mais alinhada com as crenças e os objetivos da família. Uma alternativa para conhecer várias instituições de ensino sem sair de casa – e de garantir uma bolsa de estudo – é acessando a plataforma da Quero Bolsa. 

Berçários com bolsas de estudo


Gostou das dicas? Esperamos que elas possam ajudar você a escolher uma creche de qualidade, afinal, toda mãe e todo pai quer oferecer o melhor para seus filhos. 


O que você achou deste artigo?

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2021 CNPJ: 10.542.212/0001-54