Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
A01eaa56964552a344b29948eab1d28e65789a97 A43c50b687d2e43f384b20ae2dc8e0a405ba8d0d
Dicas e Curiosidades

O que aconteceu com o Museu Nacional?

por Isabela Giordan em 03/09/18 2,4 mil visualizações

No último domingo (02), um incêndio de grandes proporções destruiu o Museu Imperial da Quinta da Boa Vista, conhecido popularmente como Museu Nacional, que está localizado no Rio de Janeiro (RJ).

A instituição tinha completado 200 anos de existência em junho deste ano e é considerado o mais antigo museu de história natural e de antropologia das Américas.

Foto: Reprodução/TV Globo

O motivo do fogaréu, que começou por volta das 19h30 e foi controlado às 02h, será investigado. Segundo a assessoria do Museu, não houve nenhum ferido. Entretanto, quatro vigilantes estavam no local no horário que o incêndio começou, mas conseguiram sair das instalações a tempo.

Em nota enviada à imprensa, o Ministério da Educação (MEC) lamentou o ocorrido: “o MEC não medirá esforços para auxiliar a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) no que for necessário para a recuperação desse nosso patrimônio histórico”.

Além disso, o presidente Michel Temer também divulgou uma declaração pública sobre o incêndio: “Incalculável para o Brasil a perda do acervo do Museu Nacional. Hoje é um dia trágico para a museologia de nosso país. Foram perdidos duzentos anos de trabalho, pesquisa e conhecimento. O valor para nossa história não se pode mensurar, pelos danos ao prédio que abrigou a família real durante o Império. É um dia triste para todos brasileiros".

Crise financeira

Segundo uma reportagem feita pelo Bom Dia Brasil, há cerca de três meses o Museu Nacional funcionava com verba reduzida.

A instituição, que deveria receber anualmente uma verba de 550 mil reais da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), há mais de três anos operava com apenas 60% desse valor, fazendo com que houvesse falta de recursos para a área de pesquisa e manutenção da instalação e, por consequência, reduzindo as áreas de exposição pública.

A direção do Museu chegou a fazer uma "vaquinha virtual" para conseguir arrecadar o valor necessário (cerca de 100 mil reais) para conseguir reabrir uma das alas mais importantes do local, o Dino Prata, um dinossauro de mais de 13 metros que foi descoberto em Minas Gerais, e que viveu há 80 milhões de anos na Terra.

Após essa reportagem do telejornal, o MEC informou que os repasses à UFRJ, universidade responsável pelo Museu, serão maiores do que o do ano passado.

Além das informações descobertas pelo Bom Dia Brasil, alguns outros veículos de comunicação reportavam há anos a crise financeira que o instituição atravessava.


A história do Museu Nacional

Antes de ser museu, o palácio de São Cristóvão foi lar oficial da família real no Brasil entre os anos de 1816 e 1821, sendo que foi ela a responsável pelas coleções de obras que deram origem ao acervo.

Foto: Reprodução

Palácio de São Cristóvão abriga o Museu Nacional desde 1892. Imagem de antes do incêndio de 02 de setembro de 2018

O prédio presenciou diversos momentos históricos como, por exemplo, a assinatura da independência do Brasil em 1822, feito pela princesa Leopoldina, esposa de Dom Pedro I. Além de também ter sido palco para a primeira Assembleia Constituinte da República, que determinou o fim do período monarca no País, instaurando a república.

Apesar de ter sido criado em 1818, há exatos 200 anos, por D. João VI como Museu Real, foi apenas em 1892 que o palácio tornou-se lar do Museu Nacional, sendo que em 1946 a instituição foi vinculada oficialmente à UFRJ.

O prédio é tombado desde pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 1938.

20 milhões de itens em acervo

Após 200 anos de criação, o Museu tinha conseguido chegar a 20 milhões de itens em seu acervo. Algumas das peças são:

  • Meteorito do Bendegó

Encontrado do sertão da Bahia no século 18, esse foi o maior meteoro já encontrado em território brasileiro. Seu peso passa de cinco toneladas.

  • Luzia

Apelidado de “Luzia”, esse é o fóssil mais antigo encontrado nas Américas, datado entre 11.500 a 13.000 antes da data presente.

  • História indígena

Diversos itens da história indígena no Brasil estão no Museu Nacional, entre eles: trajes cerimoniais, máscaras, vasos e esculturas (algumas delas com mais de cem anos de existência).

  • Coleções do descobrimento do Brasil

Por ter sido o lar da família real, o local possui diversas peças da época do descobrimento do Brasil até o fim do império.

  • Arqueologia egípcia

Sendo a maior da América Latina e a mais antiga das Américas, a coleção de arqueologia egípcia possui mais de 700 itens. Entre os destaques estão: o sarcófago da cantora Amón, adquirido por Dom Pedro II, que nunca foi aberto e permanece intacto, outros três sarcófagos, seis múmias humanas, além de uma coleção de animais mumificados.

Clique no tweet abaixo para ver algumas fotos do acervo do Museu Nacional:

Em nota para o UOL, a assessoria de imprensa do Museu disse que “as perdas são incalculáveis e é possível que quase todo o acervo tenha sido consumido pelas chamas”. 

A01eaa56964552a344b29948eab1d28e65789a97 A43c50b687d2e43f384b20ae2dc8e0a405ba8d0d

O que você achou deste artigo?

ALERTA DE BOLSAS i-close
Você sabia que o Quero Bolsa te ajuda a realizar o sonho de concluir uma graduação?
ALERTA DE BOLSAS i-close
O que é o Quero Bolsa?Thinking face f5c039d3e92b0c131b3780cdbc1ee3d7966cc05cafc35064b70df0e0e049c24d

O Quero Bolsa é o site que te ajuda a entrar na faculdade! Reunimos todas as informações para você fazer a melhor escolha e garantir uma bolsa de estudo até o final do curso.

Tá esperando o que pra conseguir a sua?

ALERTA DE BOLSAS i-close
Veja como é simples! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

Preencha os campos abaixo com suas preferências e receba avisos de bolsas de estudo disponíveis no Quero Bolsa.

Preencha os campos abaixo para receber avisos de bolsas de estudo disponíveis em nosso site de acordo com seus interesses.

ALERTA DE BOLSAS i-close
Deixe seus contatos Mailbox 3aaacb172f1a1e1ba19b2e93f60f637592c84194967e63e952c08d3cb04fa7a8
ALERTA DE BOLSAS i-close
Falta só mais um passo! Raised hands 93ba2838e7c9b110e7b370ddadc1892902fe94722a836c919cb013fa7ced527d

As nossas melhores bolsas de estudo chegam de surpresa. Por isso fique ligado.

Com a sua confirmação enviaremos ofertas exclusivas diretamente no seu Whatsapp. Rápido, fácil, prático e na tela do seu celular.

CENTRAL DE AJUDA i-close
Como podemos te ajudar?

Gostaria de saber como o Quero Bolsa funciona e se o site é confiável.

Veja as perguntas frequentes

Quero receber bolsas de estudo de acordo com meus interesses diretamente em meu e-mail e WhatsApp.

Você sabia que o Quero Bolsa te ajuda a realizar o sonho de concluir uma graduação?
i-close

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Basta entrar em contato conosco em até 6 meses após o pagamento, informando seus dados e o motivo da devolução.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2019 CNPJ: 10.542.212/0001-54