Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Biologia

Tecido epitelial

Jéssica Maciel
Publicado por Jéssica Maciel
Última atualização: 16/10/2018

Introdução

O tecido epitelial tem como principal função fazer o revestimento de toda a superfície externa do corpo, das cavidades corporais internas e dos órgãos, além de exercer função secretora.

É caracterizado por sua baixa quantidade de material intercelular e por suas células que se apresentam extremamente justapostas.

No tecido epitelial não existem vasos sanguíneos. Sendo assim, sua nutrição e sua oxigenação são de responsabilidade de capilares do tecido conjuntivo adjacente.

📚 Você vai prestar o Enem 2020? Estude de graça com o Plano de Estudo Enem De Boa 📚

Função

O tecido epitelial é responsável por diversas funções, como proteção, absorção, secreção e excreção. Além disso, também tem como função a formação das glândulas.

  • Revestimento de superfícies: essa função é de extrema importância, pois é o tecido epitelial que protege a superfície revestida de choque mecânicos. É ele, também, que como uma barreira, é capaz de separar compartimentos no corpo. Nessa mesma função de barreira, o tecido epitelial funciona como a região de absorção das moléculas.
  • Secreção: a secreção e o transporte de moléculas são também funções do tecido epitelial. Essas funções consistem em agrupar pequenas moléculas e fazer a síntese das moléculas maiores que serão secretadas das células. A partir da retirada, adição ou substituição de componentes das moléculas, o tecido epitelial também consegue secretá-las em um grupo menor de casos.
  • Transporte: o transporte de moléculas, íons e partículas entre os vasos sanguíneos e o tecido conjuntivo (exclusivo quando as células revestem vasos sanguíneos e linfáticos internamente.)

🎓 Você ainda não sabe qual curso fazer? Tire suas dúvidas com o Teste Vocacional Grátis do Quero Bolsa 🎓

Classificação

O tecido epitelial pode ter duas classificações distintas: Tecido epitelial de revestimento e tecido epitelial secretor ou glandular.

Tecido epitelial de revestimento

Os tecidos epiteliais são formados por uma ou várias camadas de células. Essas células podem ter diversos formatos, bem como podem ser separadas por fluido intersticial ou não.

Apesar de todos esses fatores variáveis, todos os epitélios têm em comum sua localização: estão sempre situados sobre uma lâmina basal, que tem como função garantir a troca de nutrientes entre o tecido epitelial e o tecido conjuntivo.
 Os epitélios podem ser divididos em diversas classificações, a depender de três fatores:

  • Forma da célula: 
  • Escamoso ou pavimentoso: o epitélio é denominado escamoso ou pavimentoso quando as células que o compõem são achatadas como escamas.
  • Cúbico: o epitélio é denominado cúbico quando as células que o constituem têm forma de cubo.
  • Cilíndrico, colunar ou prismáticoː o epitélio é denominado epitélio cilíndrico quando as células que o constituem são alongadas em formato de colunas.
  • De transição: o epitélio é denominado epitélio de transição quando uma célula troca seu formato, variando de pavimentoso a colunar.
  • Número de camada (Estratificação):
  • Simples: um epitélio é denominado simples quando existe apenas uma camada de células em contato com a lâmina.
  • Estratificado: um epitélio é denominado estratificado quando é composto de várias camadas de células, sendo a mais profunda a única a entrar em contato com a lâmina basal.
  • Pseudoestratificado: um epitélio é denominado pseudoestratificado quando é constituído de apenas uma camada de células com núcleos em alturas diferentes. Essa diferença nas alturas faz com que essa única camada aparente ser várias camadas em contato com a lâmina.
  • Especializações de superfícies:
  • Microvilos: são microscópicas projeções da membrana plasmática. Essas projeções têm formato montanhoso, o que aumenta a área de contato, ou seja, sua área superficial.
  • Cílios: os cílios são prolongamentos celulares que, ao se movimentarem, expulsam partículas em suas superfícies.
  • Estereocílios: os estereocílios são prolongamentos bastante longos que não se movem e podem ser vistos por microscopia óptica.

Tecido epitelial secretor ou glandular

O tecido epitelial secretor possui células com as mesmas características das células do epitélio de revestimento. Porém, elas não costumam ser encontradas em camadas.

Os epitélios glandulares tem função secretora, por isso constituem as glândulas. Existem três tipos de glândulas:

  • Glândulas endócrinas: são aquelas que tem como função eliminar substâncias secretadas na corrente sanguínea.
  • Glândulas exócrinas: são aquelas que tem como função eliminar as substâncias secretadas em cavidades abertas ou para regiões externas ao organismo, como as glândulas mamárias.
  • Glândulas mistas: são aquelas que têm como função eliminar as substâncias secretadas na corrente sanguínea e também as secretadas em cavidades abertas. O pâncreas pode ser um exemplo de glândula mista.

Exemplo de células do tecido epitelial: escamoso simples, cúbico simples, colunar simples e colunar ciliado.Exemplo de células do tecido epitelial: escamoso simples, cúbico simples, colunar simples e colunar ciliado. 


Exercícios

Exercício 1
(PUC-RIO)

O tecido epitelial tem como função fazer o revestimento de todos os órgãos do corpo. Neste sentido, pode-se afirmar que:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...