Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Literatura

Vinícius de Moraes

Laisa Ribeiro
Publicado por Laisa Ribeiro
Última atualização: 28/9/2018

Introdução

“Olha que coisa mais linda, mais cheia de graça, é ela, menina que vem e que passa, num doce balanço a caminho do mar”. Reconheceu essa música? Garota de Ipanema é uma das músicas brasileiras mais conhecidas no mundo. Um de seus compositores é Vinícius de Moraes, que, além de músico, também foi um poeta muito importante para a literatura brasileira!

Estátua de Vinícius de MoraesEstátua de Vinícius de Moraes

Quem foi Vinícius de Moraes?

Ele foi um poeta e compositor carioca que se destacou na segunda fase do modernismo brasileiro. Além disso, também foi dramaturgo e diplomata.

Foi um expoente notável do gênero musical Bossa Nova, cujas composições ficaram muito famosas. Inclusive, com músicas voltadas para o público infantil. Apostamos que você saiba cantar Aquarela.

Literatura

Na literatura, Vinícius de Moraes tornou-se inesquecível pelos seus poemas. O primeiro poema publicado pelo autor ocorreu em 1932. Em 1933, ele já lançava seu primeiro livro: O caminho para a distância.

O poeta é lembrado até hoje pela sua lírica romântica. Em vida, Vinícius de Moraes se casou nove vezes e muitos foram os poemas de amor que ele escreveu. O mais famoso é o Soneto de fidelidade, escrito em 1939. Veja a seguir:

De tudo, ao meu amor serei atento antes

E com tal zelo, e sempre, e tanto

Que mesmo em face do maior encanto

Dele se encante mais meu pensamento

Quero vivê-lo em cada vão momento

E em seu louvor hei de espalhar meu canto

E rir meu riso e derramar meu pranto

Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim quando mais tarde me procure

Quem sabe a morte, angústia de quem vive

Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa lhe dizer do amor (que tive):

Que não seja imortal, posto que é chama

Mas que seja infinito enquanto dure

Dá até vontade de mandar esses versos para aquela pessoa especial, não é?

Mas se você pensa que ele só escreveu um soneto para a fidelidade, está enganado. Vinícius de Moraes escreveu diversos sonetos, entre eles: Soneto de separação, Soneto do amigo, Soneto do amor total...

Um poema que se tornou uma conhecida canção é Pela luz dos olhos teus. Será que você consegue reconhecer?

Quando a luz dos olhos meus

E a luz dos olhos teus

Resolvem se encontrar

Ai que bom que isso é meu Deus

Que frio que me dá o encontro desse olhar

Mas se a luz dos olhos teus

Resiste aos olhos meus só p'ra me provocar

Meu amor, juro por Deus me sinto incendiar

Meu amor, juro por Deus

Que a luz dos olhos meus já não pode esperar

Quero a luz dos olhos meus

Na luz dos olhos teus sem mais lará-lará

Pela luz dos olhos teus

Eu acho meu amor que só se pode achar

Que a luz dos olhos meus precisa se casar.

Bossa Nova

Em 1959, Tom Jobim inicia uma parceria com João Gilberto que daria início ao gênero musical da Bossa Nova. Fruto da música popular brasileira, a Bossa Nova é uma mistura do samba carioca com o jazz dos EUA.

A linguagem das canções é coloquial, influência modernista; os temas são sempre cotidianos, como uma garota passando em Ipanema e a voz é sempre mais baixa.

A música mais reconhecida no Brasil e internacionalmente é uma composição de Vinícius de Moraes e Tom Jobim: Garota de Ipanema.

A Bossa Nova atingiu o seu auge em plena ditadura militar. Na época, festivais de música, em que ocorriam competições, eram muito famosos. Em um deles, Elis Regina canta Arrastão, canção de Vinícius de Moraes e eles ganham o maior prêmio da noite.

Em 1970, Vinicius de Moraes inicia uma parceria com Toquinho. Com ele, o poeta criou canções que, até hoje, estão na memória coletiva do povo brasileiro, como Aquarela e Pato Pateta.

Conclusão

As canções e os poemas de Vinícius de Moraes perpassam a cultura brasileira até hoje. É difícil encontrar alguém que não tenha sido influenciado por sua obra. Sua originalidade é admirada em diversos países e sua lírica romântica e erótica é um grande exemplo de sensibilidade.


Exercícios

Exercício 1
(Enem/2015)

Carta ao Tom 74

Rua Nascimento Silva, cento e sete

Você ensinando pra Elizete

As canções de canção do amor demais

Lembra que tempo feliz

Ah, que saudade,

Ipanema era só felicidade

Era como se o amor doesse em paz

Nossa famosa garota nem sabia

A que ponto a cidade turvaria

Esse Rio de amor que se perdeu

Mesmo a tristeza da gente era mais bela

E além disso se via da janela

Um cantinho de céu e o Redentor

É, meu amigo, só resta uma certeza,

É preciso acabar com essa tristeza

É preciso inventar de novo o amor

(MORAES, V.; TOQUINHO. Bossa Nova, sua história, sua gente. São Paulo: Universal; Philips,1975 [fragmento].)

O trecho da canção de Toquinho e Vinícius de Moraes apresenta marcas do gênero textual carta, possibilitando que o eu poético e o interlocutor:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...