Info Icon Ajuda Help Icon Ajuda
Química

Camada de Valência

Sara Nahra
Publicado por Sara Nahra
Última atualização: 13/12/2018

Introdução

O átomo apresenta 7 camadas eletrônicas: K, L, M, N, O, P e Q. A camada de valência é a camada ou nível eletrônico mais externo do átomo.

📚 Você vai prestar o Enem 2020? Estude de graça com o Plano de Estudo Enem De Boa 📚

Cada camada eletrônica apresenta um número máximo de elétrons que consegue comportar. A camada K, localizada no primeiro nível ou período da Tabela Periódica, suporta somente 2 elétrons. A camada L, localizada no segundo período da tabela, suporta 8 elétrons. Já a camada M, localizada no terceiro período, é capaz de suportar 18 elétrons. A camada N, localizada no quarto período da Tabela Periódica, suporta, no máximo, 32 elétrons, assim como a camada O, localizada no quinto período. A camada P, localizada no segundo período da tabela, suporta 18 elétrons. Por fim, a camada Q, localizada no sétimo período, só consegue suportar 2 elétrons.

Além de verificar o período da Tabela Periódica no qual o elemento está localizado, podemos, também, verificar a camada de valência dos elementos químicos por meio da distribuição eletrônica. Por exemplo: a distribuição eletrônica do magnésio (12Mg) é a seguinte:


O magnésio é composto por 3 camadas eletrônicas: K, L e M. Portanto, a camada de valência, ou seja, a mais externa, é a M, como mostra a figura abaixo:

Os elétrons localizados na camada de valência são chamados de elétrons de valência. Sabemos, pela Teoria do Octeto, que o átomo necessita de 8 elétrons na camada de valência para tornar-se estável, ou seja, com a configuração de um gás nobre. Ao ganhar ou perder elétrons, um átomo se transforma em um íon, e a variação do número de elétrons sempre irá ocorrer na camada de valência.

No caso, o átomo de magnésio não é estável pela Teoria do Octeto, uma vez que possui dois elétrons na camada de valência. Sua estabilidade eletrônica será adquirida por meio da perda de dois elétrons, dando origem ao íon \(Mg^2+\). A distribuição eletrônica do \(Mg^2+\) será:

O número de elétrons na camada de valência é o responsável pelas propriedades químicas semelhantes entre os diferentes elementos que pertencem à mesma família. Exemplo:

O lítio, o berílio e o neônio são elementos químicos que apresentam 2 camadas ou níveis eletrônicos - pertencendo, portanto, ao período 2 da Tabela Periódica. Enquanto isso, o sódio, o magnésio e o argônio apresentam 3 camadas, ou níveis eletrônicos - pertencendo, portanto, ao período 3 da Tabela Periódica.

Tanto o lítio quanto o sódio possuem um único elétron na camada de valência. Por isso, fazem parte da família IA. O berílio e o magnésio, por sua vez, possuem 2 elétrons na camada de valência. Logo, compõem a família IIA da Tabela Periódica. O neônio e o argônio apresentam 8 elétrons em sua camada de valência, fazendo parte, por isso, da família VIIIA.

A tabela abaixo mostra quantos elétrons existem na camada de valência dos elementos de acordo com a família ou grupo ao qual pertencem.

Família ou grupoNúmero de elétrons na camada de valência
(1) IA – Metais alcalinos1
(2) IIA – Metais alcalino-terrosos2
(13) IIIA – Família do Boro3
(14) IVA – Família do Boro4
(15) VA – Família do Nitrogênio5
(16) VIA - Calcogênios6
(17) VIIA - Halogênios7
(18) VIIIA ou 0 – Gases Nobres8

As ligações químicas se dão por meio dos elétrons da camada de valência. Conhecendo a camada de valência de um elemento químico, podemos prever o tipo e a quantidade de ligações que ele realizará com outro elemento.

🎓 Você ainda não sabe qual curso fazer? Tire suas dúvidas com o Teste Vocacional Grátis do Quero Bolsa 🎓


Exercícios

Exercício 1
(UFSE)

A configuração eletrônica \(4s^2\) \(4p^3\) representa os elétrons de valência do elemento químico com número atômico:

Ilustração: Rapaz corpulento de camiseta, short e tênis acenando

Inscreva-se abaixo e receba novidades sobre o Enem, Sisu, Prouni e Fies:

Carregando...