Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Cursos Técnicos

Como são as provas em um curso técnico?

* Texto escrito pelo colaborador Ayumi Fumayama

Assim como nas graduações, os cursos técnicos avaliam seus alunos por meio de atividades e provas para, ao final do curso, determinar se os cursistas podem se graduar ou não. Neste artigo vamos mostrar como são as provas em um curso técnico, através do depoimento da Vitória Duarte, de 19 anos, que fez curso técnico em duas das mais prestigiadas instituições de cursos nessa modalidade: SENAI e ETEC.

Duas pessoas brancas em uma sala de aula fazendo prova em suas respectivas carteiras.
Como são as provas nos cursos técnicos?


A Vitória estudou equipamentos biomédicos no SENAI Mariano Ferraz, em São Paulo, entre 2018 e 2019, e em 2020, ela iniciou o curso técnico em enfermagem na ETEC Mandaqui, também em São Paulo. 

Vitória, como eram as provas em um curso técnico no SENAI?

Quando fiz o curso técnico em equipamentos biomédicos no SENAI não tínhamos provas teórica, apenas atividades. A avaliação da escola era baseada em dois critérios, sendo eles chamados de críticos e desejáveis. Todos os alunos precisam atingir os críticos para passar de semestre. Já os desejáveis eram um “plus” para a nota aumentar. Lá no SENAI, a média era de 70 pontos, e as notas vão de 0 a 100.

E como eram as atividades no SENAI? 

As atividade eram dadas em sala de aula, e a nota era avaliada de acordo com a entrega: se era feita no dia correto, se era feita de forma parcial ou feita de forma incorreta. Mas em um contexto geral, eram bem tranquilas, os professores eram muito bons

Vou exemplificar uma atividade de circuitos que tivemos em sala. 

A atividade contava com 5 critérios para a nota: 3 críticos e 2 desejáveis. O pontos críticos analisados eram: usar EPI’s (equipamento de proteção individual) de forma correta, estar com o cabelo preso e prezar pela segurança da sala. Já os desejáveis incluíam o conteúdo da atividade em si: identificar o que era tensão, corrente e resistência. Mas isso podia variar, tive avaliações nas quais esses mesmo pontos desejáveis eram os críticos. 

Também tínhamos alguns trabalhos com peso maior e precisávamos desenvolver tudo sozinhos. Mas quase sempre as atividades tinham o professor supervisionando e, caso o aluno não conseguisse concluir a tarefa, ele ajudava. 

No SENAI eles também avaliam pela presença e frequência na sala de aula. Em todo meu curso eu tive uma única prova de fato, que foi uma mistura de teoria com prática, na qual eu tive que identificar o circuito de uma cadeira odontologia e ligar, mas isso era no papel. Já na prática precisávamos ligar a mesma cadeira através do que tínhamos feito na teórica. 

E o que você achava desse método? Gostava ou preferia o método mais tradicional? 

Eu gostava muito desse método, porque, para mim, fixava melhor o conteúdo. Na teoria você fica naquela pressão de decorar o conteúdo e precisar tirar notas boas, muitas das vezes, depois que passa a prova você acaba esquecendo de tudo, mas com a prática é muito melhor, porque você está colocando a mão na massa

Leia Também: + Como é o curso técnico no SENAI 

Agora conta da ETEC, como são as provas em um curso técnico de técnico de enfermagem?

A ETEC já tem um esquema de avaliação bem diferente do SENAI, se aproxima aos métodos escolares que estamos acostumados. Lá as provas são em sua maioria teóricas e bem conteudista, os também professores são bem existentes.Tem bastante matéria, eles passam muitos trabalhos, é bem exaustivo, mas eu gosto da rotina, é algo que consigo levar me organizando bem. 

5. Lá na ETEC não tem parte prática como no SENAI? 

Na ETEC eu tenho as aula mais técnicas também, e eles avaliam se você está cumprindo as regras. Como eu faço curso técnico de enfermagem, o aluno precisa estar com a unha sempre cortada, precisa usar o avental e cabelo preso. As professoras observam muito essas regras, se usar piercing e brincos durante a aula também. Condições de higiene em um geral. 

Mas a grade da ETEC impõe no primeiro semestres aulas praticas e teóricas, e no segundo os alunos vão para campo de estágio obrigatório, que a própria escola encaminha o aluno para isso. Então acaba sendo como se fosse uma residência e acredito que aí teremos o convívio prático do dia a dia de um hospital de fato. 

Além da Vitória, conversamos com mais duas estudantes de técnicos para entender mais sobre como são as provas em um curso técnico. A Julia Silva, fez curso técnico em nutrição e dietética na ETEC Júlio de Mesquita, em São Paulo, junto com o ensino médio, entre 2016 a 2018: “Tínhamos provas práticas e teóricas, muitos trabalhos, como por exemplo: montar um evento, com cardápio e tudo, baseado no que aprendemos nas aulas que eram bem completas, por sinal, e todos os professores são ótimos, com ótimas formações”. 

Sobre a avaliação prática, a Julia falou sobre as oportunidades de estágios: “Durante o curso, tínhamos a opção de estagiar na própria instituição (ETEC), inspecionando os alimentos da cantina. Isso foi muito bom, pois faz parte do que foi visto no curso, já que aprendemos a formular dietas, inspecionar alimentos, nutrição hospitalar e mais um pouquinho de tudo.” 

Já a Mariana Gennari, cursa técnico de redes de computadores no SENAI Santa Cecília (SP) e durante a pandemia do novo coronavírus ela afirma que as avaliações do curso mudaram: “Desde o início do ano (2020), no meu curso as provas estão acontecendo de forma online, o professor auxilia e fica a disposição de quem precisar de ajuda. Estamos comum prazo de 1 ou 2 dias para entregar as atividades, e na sala de aula tínhamos apenas o momento da aula”. 

Como conseguir uma bolsa de estudo para um curso técnico?

Se você está em busca da melhor opção não apenas de ensino, mas também para o seu bolso, o Quero Bolsa tem a solução. 

A plataforma online traz centenas de opções de cursos técnicos para você escolher. Ou seja, é possível encontrar uma grande variedade de cursos em diversas áreas, garantir o seu futuro no mercado de trabalho e ainda ter uma bolsa de estudo (de até 80%) válida por todo o seu curso. Demais, né?




banner image banner image

O que você achou deste artigo?

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2021 CNPJ: 10.542.212/0001-54