Sobre
Sobre
Como funciona
Como funciona o Quero Bolsa?
Ligue grátis
0800
0800 941 3000
Seg - Sex 8h-22h
Sábado 9h-13h
Aceitamos ligação de celular
banner image banner image
Ensino Básico

Disciplina Positiva: Educando através da gentileza

por Luiza Padovam Vieira em 18/12/20


Foto mostra um menino pequeno beijando a sua mãe na bochecha. O afeto é um dos pilares da disciplina positiva, abordagem que visa educar de maneira firme e gentil.

Muitos pais ainda confundem a disciplina positiva com permissividade e falta de limites, isso porque a cultura do autoritarismo e de ideias como, “Ah, umas palmadas não fazem mal a ninguém!", permanecem presentes em nossa sociedade.

Criada na década de 80, essa abordagem de educação não violenta traz um novo olhar sobre como educar os filhos, através de técnicas que misturam gentileza, firmeza, autonomia e afeto. 

No post de hoje, vamos explicar o que é a disciplina positiva, como implementá-la no dia-a-dia e como ela pode na formação de adultos mais saudáveis. Confira!

O que é disciplina positiva?

Inspirada pelos pensamentos dos psicólogos Rudolf Dreikurs e Alfred Adler, Jane Nelsen deu origem a disciplina positiva, programa que consiste em criar relações harmoniosas através da empatia, do afeto e da firmeza.  

+ Educação emocional: o que é e por que é tão importante para o seu filho

Ao contrário do que se pensa, a disciplina positiva não tem nada a ver com permissividade, falta de limites ou com mimar os filhos. Pelo contrário, através deste modelo, as famílias ajudam a criar adultos mais colaborativos, responsáveis, empáticos, amorosos e seguros de si.

Como educar com disciplina positiva?

Educar através da disciplina positiva é uma missão que exige dedicação, qualidade de presença e compreensão. Ao adotar essa linha, os pais devem abrir mão da cultura autoritária que envolve posturas punitivas como castigos, palmadas, gritos e o conhecido “cantinho do pensamento”. 


Práticas de recompensas - muito utilizadas para que a criança mude de comportamento - também ficam de fora na disciplina positiva. O segredo é encontrar o equilíbrio entre o autoritarismo e a permissividade, criando um espaço colaborativo em que todos os envolvidos sejam respeitados. 


Para atingir tal feito, as mães e os pais devem utilizar os cinco pilares da disciplina positiva, são eles:

Respeito mútuo

O respeito mútuo parte do princípio de ser firme e gentil ao mesmo tempo. Ao ser amável com a criança e colocar-se no lugar dela, você a reconhece como um indivíduo único e importante, acolhendo-a; ao ser firme, você impõe autoridade sem ser autoritário. Essa combinação ajudará a criar uma relação baseada no respeito, em que todos se sentem seguros para ser quem são.

Forte conexão (importância e pertencimento)

Toda pessoa tem, por natureza, um desejo de se sentir aceito e importante dentro do contexto social onde vive. Ao trazer os seus filhos para perto, escutando-os com atenção e incluindo-os em decisões diárias como estabelecer uma rotina de horário de almoço, estudos e brincadeira, você faz com que eles se sintam parte do ambiente familiar. Essa atitude ajudará a criar um senso de responsabilidade, além de estreitar os laços afetivos entre pais, filhos e irmãos.

Eficaz a longo prazo

Muitos familiares utilizam o castigo e a punição a fim de corrigir comportamentos, porém, essa atitude tende a funcionar apenas de maneira pontual, criando sentimentos negativos como medo, insegurança e raiva. A disciplina positiva, por outro lado, permite aos pais e as crianças acompanharem o que foi previamente combinado entre ambas as partes, fazendo com que a criança reflita sobre os reais motivos por trás do seu comportamento. Isso trará efeitos a longo prazo, ensinando a criança a importância do autoconhecimento e do autocontrole.  

Desenvolvimento de habilidades socioemocionais

Um dos principais benefícios de educar os filhos através de uma comunicação não-violenta, baseada no autocuidado, no respeito, na gentileza, na empatia e na responsabilidade, é o desenvolvimento de habilidades socioemocionais essenciais para que eles sejam bem-sucedidos. Em outras palavras, para que se tornem cidadãos felizes, colaborativos e que pensem no bem da comunidade em que estão inseridos. 

O ser humano tem a tendência a repetir comportamentos e hábitos que lhes são ensinados. Sendo assim, uma criança que cresceu em um ambiente hostil, baseado em recompensas e castigos, muito provavelmente repetirá esses padrões em suas relações. Por isso, na hora de educar o seu filho, pense bem sobre o adulto que você quer formar para o mundo.

+ Uma em cada quatro crianças em idade pré-escolar apresenta desequilíbrios emocionais
+ Saiba como identificar as habilidades do seu filho

Convida a criança a desenvolver suas capacidades pessoais

Educar pela disciplina positiva é uma forma de estimular a criança a descobrir suas habilidades e seus limites, praticando o autoconhecimento. Nessa abordagem, o erro não é visto como algo negativo, sujeito a julgamentos e punições, mas sim como uma oportunidade de aprendizado, desenvolvendo a autoconfiança, a autoestima e a autonomia.

Como a disciplina positiva incentiva no desempenho escolar?

Quando a disciplina positiva é aplicada corretamente dentro de casa, os efeitos se estendem também para a escola. Crianças que crescem em um ambiente saudável e encorajador aprendem melhor e mais rápido. Por não sofrerem represálias por seus erros e pensamentos, elas tendem a participar mais das aulas, sem sentir vergonha ou medo de questionar o professor. 

Além de obter um melhor desempenho escolar, crianças que possuem uma maior compreensão de disciplina, da importância do diálogo e da empatia, têm mais facilidade em construir relações e conviver em harmonia. 

Entretanto, é fundamental que a escola e os seus funcionários também façam uso da comunicação não violenta, dando continuidade à educação recebida em casa e fazendo com que a criança sinta-se segura em todos ambientes que frequenta. 

Apesar do conceito existir há 40 anos, a disciplina positiva vem ganhando cada vez mais força na sociedade. Inclusive, a Associação Brasileira de Disciplina Positiva (PDA Brasil), oferece workshops para professores, familiares e profissionais de saúde a fim de orientá-los sobre como implementar essa abordagem educacional com seus alunos, filhos e pacientes. 

banner image banner image

O que você achou deste artigo?

Se por algum motivo você não utilizar a nossa bolsa de estudos, devolveremos o valor pago ao Quero Bolsa.

Você pode trocar por outro curso ou pedir reembolso em até 30 dias após pagar a pré-matrícula. Se você garantiu sua bolsa antes das matrículas começarem, o prazo é de 30 dias após o início das matrículas na faculdade.

Fique tranquilo: no Quero Bolsa, nós colocamos sua satisfação em primeiro lugar e vamos honrar nosso compromisso.

O Quero Bolsa foi eleito pela Revista Época como a melhor empresa brasileira para o consumidor na categoria Educação - Escolas e Cursos.

O reconhecimento do nosso trabalho através do prêmio Época ReclameAQUI é um reflexo do compromisso que temos em ajudar cada vez mais alunos a ingressar na faculdade.

Feito com pela Quero Educação

Quero Educação © 2011 - 2021 CNPJ: 10.542.212/0001-54